Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Ata da eleição de membros da 1ª Junta Provisória da província do ES, 1822

Ata da eleição de membros da 1ª Junta Provisória da província do ES, 1822

Em 01/03/1822, nesta vila de Nossa Senhora da Vitória, cabeça da comarca da capitania do Espírito Santo

O epílogo pecebista – Partido Comunista Brasileiro

O epílogo pecebista – Partido Comunista Brasileiro

A principal força política de esquerda no período anterior deposição de Jango foi o Partido Comunista Brasileiro

Ensaios de luta armada - Marechal Humberto Castello Branco

Ensaios de luta armada - Marechal Humberto Castello Branco

Em nome "da paz e da honra nacional", suspenderem direitos políticos pelo prazo de dez anos e cassaram os mandatos legislativos

Porque a Revolução – Por Eurico Rezende

Porque a Revolução – Por Eurico Rezende

O desespero delinquente do cunhadio estentório e carbonário visando a alcançar o poder pela maldição da violência

Geognosia e metalurgia na Província do ES

Geognosia e metalurgia na Província do ES

Nas margens do rio Guandu; na montanha do Mestre Álvaro, no município da Serra; na montanha da Fonte Grande

A Lagoa Juparanã – Por Monsenhor Pedrinha, em 1891

A Lagoa Juparanã  – Por Monsenhor Pedrinha, em 1891

Juparanã, Juparanã, deu-te tudo a natureza, só te não deu lágrimas para chorares o desprezo dos teus!...

A transição para o caminhão – Por Ormando Moraes

A transição para o caminhão – Por Ormando Moraes

O caminhão foi entrando mais lentamente, devido à falta de estradas, a partir da década de 20

A política brava – Por Jair Corrêa

A política brava – Por Jair Corrêa

Depois do fim do Estado Novo, em 1945, quando foram criados os novos partidos, eu entrei na política

As minhas histórias – Por Jair Correa

As minhas histórias – Por Jair Correa

Meu pai era conhecido como "seu" Corrêa. O seu nome completo era Joaquim Corrêa. A minha mãe se chamava Vicenta Gimenez Corrêa

A chegada da família – Por Jair Corrêa

A chegada da família – Por Jair Corrêa

A primeira agência dos correios e telégrafos de Vitória ficava no Cais do Imperador, que ficava em frente ao Palácio do Governo