Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Araribóia X Villegagnon

Araribóia X Villegagnon

Araribóia, comandante de duzentos temiminós que o Espírito Santo mandou à luta contra os franceses de Villegagnon

Perlustrando a costa - Limites com a capitania de S. Tomé

Perlustrando a costa - Limites com a capitania de S. Tomé

Vasco Coutinho em 1539 passou um assinado a Pero de Góis – donatário de São Tomé – demarcando limites entre as duas capitanias

Exigências e deficiências da Capitania de Vasco

Exigências e deficiências da Capitania de Vasco

Aquele grupinho de brancos, assentado na orla do país, impossibilitado de se fazer temido e respeitado pelo gentio

Em retribuição a Duarte de Lemos, uma ilha

Em retribuição a Duarte de Lemos, uma ilha

Rocha Pombo acredita que Duarte de Lemos tenha chegado ao Espírito Santo em 1536, ou, quando muito, em princípios do ano seguinte

Tomé de Sousa e o Espírito Santo

Tomé de Sousa e o Espírito Santo

No Regimento passado a Tomé de Sousa, primeiro governador geral, todo um parágrafo é dedicado à capitania do Espírito Santo 

Instalação dos serviços da Coroa – Vasco Coutinho

Instalação dos serviços da Coroa – Vasco Coutinho

Sebastião Lopes e Antônio Espera, escrivães da feitoria e do almoxarifado da capitania respectivamente

Duas grandes tarefas: cultivar a terra e conquistar o coração do íncola

Duas grandes tarefas: cultivar a terra e conquistar o coração do íncola

Era o sobressalto constante, a guerra sem tréguas, as sentinelas se revezando dia e noite

Duarte de Lemos, homem providencial

Duarte de Lemos, homem providencial

Duarte de Lemos rumou para o Espírito Santo com seus “criados e outras pessoas que por seu respeito vieram com ele”

A chegada do Donatário e a recepção por parte dos índios

A chegada do Donatário e a recepção por parte dos índios

O primeiro contato com a terra revelou os tropeços que aguardavam aquele pugilo de aventureiros

Batismo da terra de Vasco e as primeiras construções

Batismo da terra de Vasco e as primeiras construções

Basílio Daemon arrola, entre as construções iniciais, “um forte no lugar onde hoje [1879] se acha a Fortaleza de Piratininga”