Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Literatura e Crônicas

Conversa Barrense – Por Bernadette Lyra

Conversa Barrense – Por Bernadette Lyra

Lengalenga (está no dicionário e é muito corrente) quer dizer prosa enfadonha, monótona. Mas também ladainha, lenda, arenga

De uma viagem ao inteiror do Estado - Por Roberto Mazzini

De uma viagem ao inteiror do Estado - Por Roberto Mazzini

Impressionante mesmo é a força de uma obra de arte. Santa Leopoldina continua sendo a personagem eterna de Canaã

Escrivaninha – Por Reinaldo Santos Neves

Escrivaninha – Por Reinaldo Santos Neves

Esse longo atalho onomástico é só para chegar até Michella Gennifer Silva, a poeta desta edição de Escrivaninha

A Viagem Literária de Sílvio Barbieri - Por Anderson Andreata

A Viagem Literária de Sílvio Barbieri - Por Anderson Andreata

Poeta, músico e dramaturgo, Sílvio Barbieri é o portador da novidade, percorrendo escolas da Grande Vitória com o projeto Viagem literária

Quando o Penedo falava, 1927 - Por Elpídio Pimentel - Parte XI (Última)

Quando o Penedo falava, 1927 - Por Elpídio Pimentel - Parte XI (Última)

Agora sabe toda a história do Espírito Santo, desde os seus dias atuais até a época distante de suas origens

Quando o Penedo falava, 1927 - Por Elpídio Pimentel - Parte X

Quando o Penedo falava, 1927 - Por Elpídio Pimentel - Parte X

Descoberta a terra, os portugueses apossaram-se dela e exploraram-na pelo lado da costa, beira do mar, porque aos sertões ninguém ia, com medo aos índios ferozes

Quando o Penedo falava, 1927 - Por Elpídio Pimentel - Parte IX

Quando o Penedo falava, 1927 - Por Elpídio Pimentel - Parte IX

Molina mandou construir as Fortalezas, chamadas de Piratininga e de São Francisco Xavier, das quais, hoje só nos resta a lembrança

Quando o Penedo falava, 1927 - Por Elpídio Pimentel - Parte VIII

Quando o Penedo falava, 1927 - Por Elpídio Pimentel - Parte VIII

Quando o Brasil começou a ser colonizado, o rei de Portugal, D. João III, a quem pertencia a nossa Pátria, repartiu-a em diversos quinhões e deu-os, em paga de serviços prestados ao seu reino

Quando o Penedo falava, 1927 - Por Elpídio Pimentel - Parte VII

Quando o Penedo falava, 1927 - Por Elpídio Pimentel - Parte VII

Ouvidor era o juiz incumbido, pelo rei, de ouvir todas as queixas, que lhe levavam, afim de punir os culpados

Quando o Penedo falava, 1927 - Por Elpídio Pimentel - Parte VI

Quando o Penedo falava, 1927 - Por Elpídio Pimentel - Parte VI

Mas aqueles capixabas, tendo, desde março de 1822, resolvido independer o Espírito Santo do governo português, fizeram que, em vez de termos um Presidente provincial, ficássemos sob os cuidados de uma Junta Provisória