Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Matérias Especiais

Pocou!!!

Pocou!!!

Em qualquer lugar do Brasil a bola ESTOURA; para o capixaba ela "POCA" (pronuncia-se "POCA", com enfase no "o", por sinal, "pocar" é um verbo que só existe na lingua Capixabesa: Eu poco, tu pocas, ele poca...).

Capixabês

Capixabês

O escritor Jair Santos, em seu conto "O maná do céu e a praga de Jocelina", história que se passa na curva de Itapuã, catalogou algumas preciosidades da linguagem capixaba, em especial, os termos do homem do mar

Atlas de Miller

Atlas de Miller

Na biblioteca Nacional de Paris encontra-se uma coleção de mapas conhecida como “Atlas de Miller”. Apesar do nome, os mapas são de origem portuguesa, podendo ser atribuídos a Lopo Homem, cartógrafo oficial do Reino nas primeiras décadas do século XVI...

Orquidário em Domingos Martins

Orquidário em Domingos Martins

A 8ª edição da Blumenfest - Festa das Flores e 7ª Exposição de Orquídeas, aconteceu no mês de outubro em Domingos Martins e mostrou mais de mil orquídeas e bromélias raras, encontradas somente no solo capixaba e em algumas regiões do país.

Vale do Mulembá

Vale do Mulembá

O Vale do Mulembá fica no bairro Joana D’arc, em Vitória, entre a Pedreira Rio Doce e o loteamento São José. O acesso é pela Rodovia Serafim Derenzi

A liberdade de um povo

A liberdade de um povo

Um fato marcou Vitória em 1849. Uma revolta de escravos colocou a cidade como a única entre as capitais do Brasil a registrar uma reação negra

Capela de Fazenda

Capela de Fazenda

Na Cidade Alta, um vestígio da Vitória do século XVI: a Capela de Santa Luzia. A história diz que foi erigida pelo primeiro "dono" de Vitória, o próprio Duarte de Lemos. Seguindo o costume da época, era uma capela de fazenda

Dia Mundial do Fotógrafo

Dia Mundial do Fotógrafo

Sabedor que o dia 19 de agosto é considerado o DIA MUNDIAL DO FOTÓGRAFO, quero fazer uma homenagem aos fotógrafos que conheci durante minha vida de músico nas noites.

Olha aí o chup-chup!

Olha aí o chup-chup!

Relembrando os antigos pregões de Vila Velha na década de 20, que era o repertório de vendedores ambulantes para atrair a "freguesia", vemos que algumas características da vila ainda não mudaram.

Nas trilhas do Mestre Álvaro

Nas trilhas do Mestre Álvaro

Ele está lá, imponente, e pode ser visto de qualquer lugar da Serra. É o Mestre Álvaro, o grande anfitrião do município. E como é bonito vê-lo ao entardecer, quando o sol se põe e forma atrás da montanha aquele vermelho-alaranjado. Imagine então, ver esse cenário do seu topo. Sim, é maravilhoso (mas só suba com um guia).