Decreto Imperial que criou a função de Prático

Editor: Morro do Moreno - publicada: 05/02/2014

Rebocador da Vale - Fonte Gazeta On-line

A história da praticagem no Brasil teve início com a Carta Régia da abertura de portos brasileiros às nações amigas, feita por Dom João VI, em janeiro de 1808.

Em conseqüência desse ato, Dom Pedro I criou, por meio de Decreto Imperial, em junho do mesmo ano, a função de Prático.

No documento, D. Pedro I institui a função e justifica: “Para que os navios das Potências Aliadas, e Amigas da Minha Coroa não encontrem risco algum na sua entrada ou saída, que haja Pilotos Práticos desta Barra, capazes, e com suficientes conhecimentos, que possam merecer a confiança dos Comandantes, ou Mestres das Embarcações, que entrarem ou saírem deste Porto”, assinalou.

No Espírito Santo, a Praticagem contratou dois historiadores da categoria de portos do Estado, trabalho que promete apresentar em breve.

 

Fonte: Jornal A GAZETA de 31/03/2006
Compilação: Walter de Aguiar Filho,agosto/2011 

Galeria de Fotos

Publicidade