Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Vitória entre as década de 40 a 70

Av. Vitória, década 1940

Desde o princípio, Vitória foi palco das transformações políticas do Estado. Com o fim da Segunda Guerra, o encerramento da Era Vargas e a posse do general Eurico Gaspar Dutra, o Espírito Santo conheceu seu primeiro governador eleito, Carlos Lindemberg (1947-1950), que saneou as finanças estaduais.

Depois dele, Jones dos Santos Neves (1951-1954) criou a Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), aparelhou o Porto de Vitória, construiu um cais de carvão, realizou a dragagem da Baía de Vitória e outras obras. Ambos tinham ligação com os democratas. O primeiro ajudou a fundar o Partido Social Democrático (PSD). O segundo era ligado ao Partido Trabalhista Brasileiro (PTB).

Francisco Lacerda de Aguiar (1954-1958) venceu as eleições seguintes, suspendendo o PSD do centro das decisões, temporariamente, pois, ao fim de seu mandato, Carlos Lindemberg (1959-1962) voltaria ao poder, que entre 1963 e 1966 retornaria paras as mãos de Aguiar.

O golpe militar de 1964 também refletiu fortemente por aqui. Se de um lado as conquistas econômicas foram grandes, do outro foram impostas todas as limitações democráticas possíveis e impossíveis. Os governantes trabalharam em sintonia com o poder nacional, na tentativa de desenvolver uma imagem positiva do Espírito Santo nos círculos federais.

Entre as décadas de 60 e 70, a erradicação dos cafezais e as oportunidades de trabalho surgidas com a instalação dos projetos portuário e siderúrgico, que o governo federal destinou ao Espírito Santo, atraíram a migração para a Cidade.

 

Fonte: A GAZETA 450 ANOS

Especiais

Lembrando do Mestre

Lembrando do Mestre

Homero Massena fez sua última exposição em 1968. Não havia nenhuma galeria no ES, ela aconteceu na entrada do Carlos Gomes. O teatro estava caindo aos pedaços. Uma reforma completa foi iniciada logo após e Massena, convidado para pintar o teto

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Agapito - Por Sérgio Figueira Sarkis

Agapito, nos idos tempos das décadas de 30 e 40, era uma figura folclórica de Vitória. Pau pra toda obra!

Ver Artigo
A pescaria do tatu - Por Sérgio Figueira Sarkis

Foi realmente uma época muito romântica! O American Bar Michel estava em pleno vigor

Ver Artigo
História do Carnaval Capixaba

O primeiro desfile de escolas de samba do Espírito Santo aconteceu em 1955. Em 1992, a tradição foi interrompida, e retomada em 1998

Ver Artigo
Ano de 1861 – Por Basílio Daemon

Pelo decreto nº 2.890 de 8 de fevereiro, é criada nesta província a Companhia de Aprendizes Marinheiros 

Ver Artigo
Ano de 1860 – Por Basílio Daemon

No dia 26 de janeiro, às oito e meia horas da manhã, aportam a esta cidade vindos no vapor de guerra Apa, em visita a esta província, S.S.M.M.I.I. o Sr. D. Pedro II e D. Teresa Cristina Maria

Ver Artigo