Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

1º mandato de Américo Bernardes da Silveira

Américo Bernardes da Silveira foi prefeito de Vila Velha em primeiro mandato entre 1963 e 1966. A cidade de Vila Velha parecia estar no limiar do crescimento. Em vista disso, Américo Bernardes, advogado dinâmico, direcionou a sua administração para o futuro. Na educação, construiu várias escolas por todo o município e, para melhor planejar e administrar o sistema educacional de primeiro grau, criou a Fundação Educacional de Vila Velha - FUNEVE.

Na saúde, construiu a Policlínica Antônio Aguirre, em Paul, para atendimento das populações de Paul, Argolas, São Torquato e Vila Batista. Fez o Pronto Socorro Ademar de Barros, localizado à esquina das ruas Antônio Ataíde e Dom Jorge de Menezes.

Na área Social, construiu o albergue noturno para acolhimento e assistência de famílias e imigrantes que jaziam nas ruas. Construiu uma lavanderia púiblica no final do antigo bairro da Toca, favorecendo lavadeiras e famílias pobres que moravam na região.

Foi o primeiro prefeito a privilegiar o trabalhador com pagamento de salário mínimo, de acordo com a Legislação Trabalhista, deixando de tratá-lo como biscateiro.

No urbanismo, projetou e executou a humanização da praça Duque de Caxias, calçou e ajardinou o centro da Barra do Jucu, construiu a praça Getúlio Vargas, em São Torquato, remodelou as duas praças do sítio histórico da cidade, construiu o muro de arrimo desde a pedra das Caiçaras, na Praia da Sereia, até a esquina das avenidas Gil Veloso e Champagnat. No Ibes calçou a avenida Jerônimo Monteiro, desde a rodovia Carlos Lindemberg até a a praça Central. Na sede e nos distritos foi o prefeito que mais deu atenção ao calçamento das ruas.

No dia 15 de setembro de 1966 afastou-se para disputar a eleição para deputado estadual, sendo substituído pelo vice-prefeito.

Fonte: Vila Velha - Onde começou o ES
Autor: Jair Santos

LINKS RELACIONADOS:


>> Américo Bernardes - 2º mandato  
>> O Ensino no ES
>>
 
Nacionalização do Ensino no ES
>> 100 Anos de Jerônimo Monteiro 
>> História da Prefeitura de Vila Velha
 A Toca   
 A História da Barra do Jucu 



GALERIA:

📷
📷


Personalidades Capixabas

Maior que o Penedo - Por Miguel Depes Tallon

Maior que o Penedo - Por Miguel Depes Tallon

Conheci Nilo Martins da Cunha nos idos de sessenta, na velha FAFI, na Jerônimo Monteiro. Nilo era titular da cadeira de História da América

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

João Punaro Bley

Foi o governante do Espírito Santo que por mais tempo exerceu o poder no Espírito Santo

Ver Artigo
Florentino Avidos

O povo tem qualquer coisa de feminino nas suas opiniões e no seu modo de apreciar uns tantos fatos da vida social. 

Ver Artigo
Arquitetos, Pintores e Artistas – Por Serafim Derenzi

A ausência de arquiteto foi lacuna marcante na reconstrução dos prédios. Poucas fachadas justificam sua presença nas paredes, que arrematam

Ver Artigo
Jerônimo Monteiro – Os Primeiros Passos

Jerônimo Monteiro foi um predestinado. Surgiu no horizonte governamental na hora justa de sua maior dificuldade histórica 

Ver Artigo
Surge ao longe a estrela prometida – Jerônimo Monteiro

No Campinho, brejo e mangue, o quartel de Polícia mostrava-se imponente

Ver Artigo