Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

A Avenida República

Quartel de Polícia - atual Praça Misael Pena

A Avenida República (16) começava na antiga Rua do Comércio e ia até a Avenida Cleto Nunes (13). Esse trecho era predominantemente comercial (situação que permanece até hoje), e o comércio se desenvolvia à medida que o Porto de Vitória ia se expandindo. Após a inauguração do Parque Moscoso a rua se estendeu até a Praça do Quartel (atual Praça Misael Pena), ganhando belas residências com jardins, que atualmente já não existem mais.

Ao final da Av. Cleto Nunes encontra-se a Escadaria Carlos Messina (17), inaugurada no governo de Florentino e a sua direita, tem-se a Rua General Osório (18), originalmente tortuosa, estreita, ocupada por casas baixas e que dava acesso ao Porto dos Padres. Foi posteriormente alargada e teve suas casas substituídas por sobrados.

Uma das principais vias da cidade, a Avenida Florentino Ávidos (19) era formada pela união das ruas 1º de Março, Comércio e Schmidt e ocupada por grandes comerciantes atacadistas de secos e molhados que abasteciam a cidade de Vitória. Denominada Rua do Comércio até o início do século XX, a atual Avenida Florentino Ávidos possuía apenas uma calçada e ficava de frente para o Porto dos Padres. Era composta por muitos sobrados, alguns decorados por estátuas de cerâmica portuguesa.

Essa rua ainda guarda seus traços arquitetônicos do início do Século XX. Dentre as construções de maior importância temos o antigo Hotel Palace, construído em 1913 e que ainda mantém a fachada original.

O antigo nome da rua – Rua do Comércio – traduzia sua importância e vocação para o comércio atacadista e para atividades comerciais do Porto. O desenvolvimento do Porto propiciou a abertura de vários quiosques à beira-mar, botequins amplamente freqüentados nessa via. Entretanto, os quiosques de madeira em forma hexagonal ou redonda, tornaram-se anti-higiênicos e insalubres, perdendo a freguesia e se extinguindo aos poucos, sendo que o último deles fechou em 1925.

 

Fonte: Roteiro Histórico III - Prefeito de Vitória, João Carlos Coser, outubro/2007
Compilação: Walter de Aguiar Filho, junho/2011

 

 

LINKS RELACIONADOS:

 
>> A Avenida Cleto Nunes

>>
 Os Quiosques




GALERIA:

📷
📷


Bairros e Ruas

Rua 13 de Maio (ex-rua do Piolho) – Por Elmo Elton

Rua 13 de Maio (ex-rua do Piolho) – Por Elmo Elton

Esse caminho, sinuoso passou a ser a Rua do Piolho, que, já neste século, trocaria de nome para rua Treze de Maio

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Praça João Clímaco (ex-praça Afonso Brás) – Por Elmo Elton

Em 1910, Jerônimo Monteiro, quando o logradouro tinha o terreno inclinado, para aplainá-lo, construiu-se um muro de arrimo, coroado por balaustrada, fronteiro à atual Rua Nestor Gomes

Ver Artigo
Rua Caramuru (ex-Rua do Fogo) – Por Elmo Elton

Uma esquadra de onze barcos à vela fundeou, a 27 de outubro, na barra do porto, sob o comando do almirante Koin e do conselheiro Newland

Ver Artigo
Rua Dionísio Rezendo (ex-rua das Flores) – Por Elmo Elton

Até início da década de 30, quem descesse a ladeira da Matriz, hoje Rua Cerqueira Lima, cruzaria pela já então designada Rua Dionísio Rezendo

Ver Artigo
Escadaria Maria Ortiz (ex-ladeira do Pelourinho) – Por Elmo Elton

Maria Ortiz era filha de Juan Orty y Ortiz e Carolina Darico, nasceu em Vitória em 1603, tendo falecido na vila em 1646

Ver Artigo
Indicação de seis nomes de ruas – Por Elmo Elton

Em 1925 o então Prefeito Municipal de Vitória solicitou ao IHGES a indicação de nomes a serem dados a seis novas ruas da cidade

Ver Artigo