Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Almanaque investiga

Foto: Narcélio Monteiro e reproduções

Seria a hélice exposta no pátio do Colégio Muqui a mesma que pertencia à aeronave que fez um pouso forçado em Barra do Itapemirim, por volta de 1947? A questão inquietava o leitor Narcélio Monteiro, até que ele viu a foto da aeronave, publicada na edição de 23/10/2005, em Almanaque, e descobriu que a tal hélice pertencia ao avião que vinha da Argentina para o Rio de Janeiro e, sabe-se lá por que, foi parar em Barra do Itapemirim. Para confirmar a “descoberta”, Narcélio enviou a foto da hélice que está em Muqui. A historiadora local, Nei Rambalducci, confirma que o material pertencia ao avião acidentado em Barra do Itapemirim. O fato que povoou a imaginação de moradores, como Narcélio, até hoje rende histórias. Uma delas, se verifica ou não, entrou para o anedotário local. Conta-se que, ao sair da aerovave, o piloto argentino perguntou: “ Donde estamos? Em el Pacífico o em el Atlântico?

 

Fonte: Jornal A GAZETA de 13/11/2005 – Caderno Almanaque por Adriana Bravin
Fotos: Narcélio Monteiro e reprodução Ag
Compilação e escaner: Walter de Aguiar Filho, agosto/2011
Fonte de Pesquisa: Casa da Memória do ES 



GALERIA:

📷
📷


Curiosidades

Banana no lugar de café

Banana no lugar de café

A banana começou a substituir o café em Alfredo Chaves no final da década de 50. Mas a alternativa agrícola só se expandiu mesmo nos anos 70. Hoje a cidade é conhecida em todo o estado pela produção de fruta e pela Festa da Banana e do Leite. Atualmente a banana prata ocupa 3,8 mil hectares, com produção de 21 mil toneladas por ano. A cultura reúne 1200 agricultores, informa a Emater.

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Mais sobre o Ururau - Por Basílio Daemon

Em 1863 é trasladada da cadeia, onde se achava há desde 1827, a imagem de São Jorge que servira nas procissões de Corpus Christi

Ver Artigo
Ururau (1827) - Por Basílio Daemon

Foram cercadas as bocas das ruas da Assembleia, de Pedro Palácios, ladeira de Palácio, rua da Imprensa e ladeira da Misericórdia

Ver Artigo
Ano de 1532 – Por Basílio Daemon

Vasco Coutinho veio na certa!

Ver Artigo
Serra do Mestre Álvaro – Por Clério José Borges

Em documentos cartográficos do século XVI, pode-se verificar a indicação do Mestre Álvaro, como ponto de referência para a navegação

Ver Artigo
A Origem da palavra Capichaba

incontestavelmente, o diagrama CH se pronuncia em alguns idiomas como se fosse — X —; porém, para o nosso caso, a grafia Capichaba com CH

Ver Artigo