Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Almanaque investiga

Foto: Narcélio Monteiro e reproduções

Seria a hélice exposta no pátio do Colégio Muqui a mesma que pertencia à aeronave que fez um pouso forçado em Barra do Itapemirim, por volta de 1947? A questão inquietava o leitor Narcélio Monteiro, até que ele viu a foto da aeronave, publicada na edição de 23/10/2005, em Almanaque, e descobriu que a tal hélice pertencia ao avião que vinha da Argentina para o Rio de Janeiro e, sabe-se lá por que, foi parar em Barra do Itapemirim. Para confirmar a “descoberta”, Narcélio enviou a foto da hélice que está em Muqui. A historiadora local, Nei Rambalducci, confirma que o material pertencia ao avião acidentado em Barra do Itapemirim. O fato que povoou a imaginação de moradores, como Narcélio, até hoje rende histórias. Uma delas, se verifica ou não, entrou para o anedotário local. Conta-se que, ao sair da aerovave, o piloto argentino perguntou: “ Donde estamos? Em el Pacífico o em el Atlântico?

 

Fonte: Jornal A GAZETA de 13/11/2005 – Caderno Almanaque por Adriana Bravin
Fotos: Narcélio Monteiro e reprodução Ag
Compilação e escaner: Walter de Aguiar Filho, agosto/2011
Fonte de Pesquisa: Casa da Memória do ES 



GALERIA:

📷
📷


Curiosidades

Um 171 do Século 18

Um 171 do Século 18

Há palavras ou expressões que surgem por força de alguma coisa externa à língua, em determinado momento da História: um fato, um costume, um uso, um modismo (hábito que logo passa), novidades da evolução. É o caso do substantivo “conto-do-vigário”.

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Viajantes Estrangeiros ao ES – Wied, Freyreiss e Sellow

Pouco antes de iniciarem excursão pelas províncias do Rio de Janeiro, Espírito Santo e Bahia, chegou à Corte, em meados de junho de 1815, Maximiliano Alexandre Philipp, Prinz von Wied-Neuwied

Ver Artigo
Os açorianos em Viana/ES – Favores fiscais

A povoação foi oficialmente instalada a quinze de fevereiro de 1813

Ver Artigo
A transição para o caminhão – Por Ormando Moraes

O caminhão foi entrando mais lentamente, devido à falta de estradas, a partir da década de 20

Ver Artigo
A política brava – Por Jair Corrêa

Depois do fim do Estado Novo, em 1945, quando foram criados os novos partidos, eu entrei na política

Ver Artigo
As minhas histórias – Por Jair Correa

Meu pai era conhecido como "seu" Corrêa. O seu nome completo era Joaquim Corrêa. A minha mãe se chamava Vicenta Gimenez Corrêa

Ver Artigo