Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Antigos nomes de ruas de Vitória

Palácio Anchieta, antiga Igreja São Tiago

LARGO PADRE INÁCIO - Atual área fronteira ao Palácio Anchieta, no topo da escadaria, onde terminava a Ladeira. Chamou-se também dos "Correios". Seu alinhamento afinava-se pelo atual passeio, que bordava a Escola Normal, descendo para a Rua do Comércio, hoje Florentino Avidos. Igual nome teve a ladeira de acesso ao Colégio, hoje escadaria. Padre Inácio de Loiola, fundador da Companhia de Jesus, canonizado em 1622, não logrou ver-se perpetuado em nenhum logradouro público, na terra onde seus filhos espirituais tanto trabalharam e sofreram. Injustiça ainda a reparar-se.

LARGO DA MATRIZ - Hoje Catedral, com a elevação do Estado a Bispado. Praça fronteira ao templo, onde se situava pequeno cemitério. Havia uma lombada, acupada por quarteirão, que encobria a vista da Matriz pelo lado do Palácio. Nessa área depois de aplainada, construi-se a Casa de Saúde, sede da Associação dos funcionários públicos (1935-1938).


Fonte: Biografia de uma ilha, 1965
Autor: Serafim Derenze
Compilação: Walter de Aguiar Filho, setembro/2013 

História do ES

Os primitivos donos da terra – Por Levy Rocha

Os primitivos donos da terra – Por Levy Rocha

As vilas de Vitória e Nova Almeida expediram uma ordem proibindo falar-se na capitania a língua dos silvícolas, sendo os infratores sujeitos às penas de prisão

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Por que Morro do Moreno?

Desde o início da colonização do Espírito Santo, o Morro do Moreno funcionava como posto de observação assegurando a defesa de Vila Velha e de Vitória

Ver Artigo
A Ilha de Vitória – Por Serafim Derenzi

É uma posição privilegiada para superintender, como capital e porto, os destinos políticos e econômicos do Estado de que é capital

Ver Artigo
A história do Jornal A TRIBUNA

Conheça a história do jornal A TRIBUNA, publicada na resvista da Associação Espírito-Santense de Imprensa (AEI) em 12/2008

Ver Artigo
Intervenção federal - Governo Nestor Gomes

A vinte e seis de maio de 1920 começou a luta armada na Capital, com elementos da Força Policial dividida entre as duas facções 

Ver Artigo
Antônio Athayde e a Colonização do ES

Discurso proferido pelo Dr. Antônio Francisco de Athayde, na noite de 23 de maio de 1935 em Sessão Solene do Instituto Histórico e Geográfico do ES

Ver Artigo