Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Belezas naturais na Bacia Hidrográfica do Rio Benevente

Ruínas de construções de mais de três séculos, no Rio Salinas

Belas cachoeiras e praias marcam os municípios que integram a Bacia Hidrográfica do Rio Benevente

A natureza foi generosa com os municípios que formam a Bacia do Rio Benevente. Em seu curso, estão belas cachoeiras e um famoso litoral, que movimentam o turismo de aventura, o ecoturismo e o agroturismo.

As cachoeiras estão concentradas no alto curso do rio, em Alfredo Chaves. O destaque é a Engenheiro Reeve, que fica no distrito de Matilde e tem o título de maior Estado, em queda livre d’água, com 65 metros de altura. “É uma cachoeira que tem grande beleza cênica e é muito visitada. Mas para banho, as mais procuradas são a Daróz e a Pinón.

São regiões muito bonitas e preservadas e temos a preocupação de manter um turismo sustentável”, ressaltou o presidente do Comitê da Bacia Hidrográfica, Joel Duarte Benísio.

A Cachoeira Alta, que fica a 20 minutos do litoral de Anchieta, também é famosa pela rampa de vôo livre, bastante freqüentada por praticantes de asa delta e parapente de todo o mundo.

As trilhas e que das d’água inspiram ainda outros esportes de aventura, como rapel, trekking, tirolesa, escalada e bicicross.

O secretário de Turismo de Alfredo Chaves, Rodolpho Robson Cavalini, destacou que, em breve, o município vai lançar duas rotas turísticas: O Vale da Aventura e os Caminhos das Águas, a fim de explorar a diversidade de atrativos naturais existentes no município.

As águas do Benevente também levam ao litoral de Anchieta, conhecido por suas belas praias, destacando-se o balneário de Iriri e a praia de Castelhanos.

A primeira já se tornou um point do litoral capixaba, principalmente no verão. A segunda foi uma das duas praias escolhidas no Estado para fazer parte de um projeto-piloto, ganhando a marca bandeira azul (a outra é a Praia Grande, na Ilha do Boi, em Vitória). O título internacional mede a qualidade das praias, de acordo com a infraestrutura e a preservação.

Na praia Guanabara, acontece a desova das tartarugas marinhas, entre setembro e março, monitorada por uma unidade do Projeto Tamar.

O trajeto do rio Benevente ao mar pode ser feito de barco, em passeios organizados pela Colônia de Pescadores.

Pontos Turísticos

Cachoeiras – Alfredo Chaves possui mais de 10. A Cachoeira Alta é cercada por verde e proporciona uma vista exuberante. No local está a rampa de vôo livre que atrai atletas e aventureiros do mundo todo.

Localizada em Matilde, a Cachoeira Engenheiro Reeve é a maior do Estado em queda livre, com 65 metros de queda d’água. As cachoeiras Pinón e Daróz, no distrito de Carolina, são muito procuradas por banhistas.

Tartarugas marinhas – Na praia de Guanabara, em Anchieta, acontece a desova das tartarugas marinhas. O processo é monitorado pelo Projeto Tamar.

No verão, os turistas podem acompanhar a abertura dos ninhos, a partir das 17 horas, por técnicos do projeto, e ver os filhotinhos seguindo para o mar.

Ruínas e manguezal – Através de um passeio de barco, oferecido na Colônia de Pescadores de Anchieta, turistas podem visitar o manguezal na foz do Rio Benevente e seguir até as ruínas de construções de mais de três séculos, no rio Salinas.

Museu do Beato José de Anchieta

– Faz parte do Santuário Nacional do Beato José de Anchieta e guarda ruínas da construção jesuítica do século XVI. Fica na sede do município de Anchieta.

Litoral – Anchieta tem um litoral bem diversificado, com praias mais tranqüilas ou badaladas, passando por aquelas quase inexploradas.

No balneário de Iriri, a praia Costa Azul é uma das mais movimentadas, devido à estrutura de pousadas, restaurantes e quiosques. Já a praia de Paraty mantém o aspecto natural da antiga vila de pescadores. A prainha de Inhaúma, com apenas 107 metros de extensão, também margeia uma vila de pescadores e mantém o ar bucólico.

 

Fonte: A Tribuna, Suplemento Especial Navegando os Rios Capixabas – Rios de Guarapari, Rio Benevente e Rio Novo  09/09/2007
Expediente: Joel Soprani
Subeditor: Gleberson Nascimento
Colaborador de texto: Flávia Martins
Diagramação: Carlos Marciel Pinheiro
Edição de fotografia: Sérgio Venturin
Compilação: Walter de Aguiar Filho, setembro/2016

Rios do ES

Rios Iconha e Novo: união faz a diferença

Rios Iconha e Novo: união faz a diferença

Da junção dos dois rios surge o Piúma, que desempenha papel fundamental na sobrevivência dos pescadores da região

Pesquisa

Facebook

Matérias Relacionadas

Rios Iconha e Novo: união faz a diferença

Da junção dos dois rios surge o Piúma, que desempenha papel fundamental na sobrevivência dos pescadores da região

Ver Artigo
Oportunidade de futuro – Escola de Pesca em Piúma

Filhos de pescadores aprendem a preservar o conhecimento que vem do mar na Escola de Pesca de Piúma

Ver Artigo
Parque Paulo César Vinha de visual novo - Guarapari

A unidade e a APA de Setiba vão ganhar um plano de manejo onde constam nova trilha para visitação e pontos para fiscalização e apoio

Ver Artigo
Anchieta - Símbolo da fé no Brasil

Anchieta, na bacia do rio Benevente, foi o lugar em que o padre jesuíta mais conhecido do País escreveu suas principais obras literárias

Ver Artigo
Guarapari, rios pequenos e importantes

Os mananciais que formam a bacia de Guarapari têm manguezais, passam em área de preservação e são essenciais ao abastecimento

Ver Artigo
Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Benevente mostra resultados

O comitê do rio Benevente é o primeiro do Estado a iniciar a discussão para elaboração de um plano de bacia

Ver Artigo