Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Biodiversidade

O pensamento ambiental moderno diz que é preciso parar de tentar dominar a natureza e passar a interagir com ela, medindo as conseqüências ambientais de nossos atos. Não mais o homem contra a natureza, mas o homem com a natureza, ao lado dela.

O antigo conceito de preservação ambiental, baseado na intocabilidade dos recursos naturais, foi substituído por outro que condiciona a preservação ao uso racional dos recursos naturais.

Este desenvolvimento, que conserva e realimenta sua fonte de recursos naturais, promove a repartição justa dos benefícios alcançados e não é movido apenas por interesses imediatistas, é capaz de manter-se no espaço e no tempo, é que damos o nome de desenvolvimento sustentável.

Nesse contexto, a preservação ambiental encontra no Ecoturismo uma forma interessante para promover a educação e, de certa forma, desenvolver uma atividade produtiva para as comunidades que estão preservando os recursos naturais.

No Brasil, uma Unidade de Conservação denominada Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) cumpre bem o papel ecoturístico, por retirar da área com elevado valor natural o risco de uso predatório, através de atividades sustentáveis e econômicas, agregando valor aos produtos da propriedade.

Os proprietários da área não loteada do Morro do Moreno já deram entrada no processo de transformação da gleba em uma RPPN, em documento protocolado junto ao IBAMA.

Dessa forma, se pretende preservar a área que se constitui na maior área do morro com 300.000,00 m2, maior do que o loteamento Monte Moreno com 220.000,00 m2, explorando sua biodiversidade e oferecendo à comunidade e aos turistas diversas atividades de cunho ecológico, como museu natural, oficinas de arte ecologia, trilhas suspensas (arborismo), dentre outros projetos.

O ecoturismo engloba um conjunto de iniciativas que visam harmonizar a conservação da natureza com a valorização da cultura local e a promoção do desenvolvimento econômico.

A participação de toda sociedade organizada juntamente com o governo é importante para fornecer os recursos necessários à proteção das áreas naturais mais visitadas, garantindo assim a manutenção das atividades econômicas associadas à preservação ambiental.

Lembramos que não existe um modelo universal de Desenvolvimento Sustentável, pois possuímos infinitas diferenças culturais e potenciais, nativas de cada região.

Fonte: Caderno Especial A Gazeta (21/05/2001) e *Agenda 21.

* Em busca de soluções que possam reverter este quadro, novas descobertas nos conduzem à uma nova realidade.

A compreensão mundial de que a qualidade de vida das gerações presentes e a sobrevivência das gerações futuras dependerá da implementação de um novo padrão de produção e consumo por parte de toda sociedade, fez com que o Brasil e mais de 120 países assinassem, na reunião da Rio-92, um protocolo para o século XXI, denominado Agenda 21.

A Agenda 21 constitui-se em um conjunto de compromissos para serem cumpridos neste século. Um documento com as ações necessárias para nos conduzir à um padrão sustentável de desenvolvimento, que possa melhorar nossa condição de produtores, consumidores e, principalmente, de seres vivos, atendendo as necessidades do presente sem comprometer as gerações futuras. A este novo modelo foi dado o nome Desenvolvimento Sustentável.

LINKS RELACIONADOS:

 Ecologia 
    Morro do Moreno e RPPN



GALERIA:

📷
📷


Ecologia

O lixo é um bom negócio

O lixo é um bom negócio

O Brasil ainda não é competitivo no mercado de reciclagem, mas no ES, existem iniciativas que estão dando certo e mostram que o lixo pode ser um bom negócio.

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Dia Mundial da Água

A Assembléia Geral das Nações Unidas criou em 22 de fevereiro de 1993, o Dia Mundial das Águas, a ser comemorado em 22 de março de cada ano

Ver Artigo
Descida Ecológica do Rio Jucu

Ela foi a grande motivadora para a criação do Consórcio Jucu-Santa Maria e é o primeiro movimento do Estado a mobilizar a sociedade para discutir os problemas das águas

Ver Artigo
Empresa utiliza água da chuva captada de enxurradas da Pedra Azul

A propriedade capta a água da chuva no momento que ela cai pela Pedra Azul, na forma de enxurradas, por meio de dois lagos e quatro reservatórios

Ver Artigo
Estações biológicas de Santa Lúcia e de São Lourenço

Elas estão numa região marcada pela diversidade florística. Situadas no município de Santa Teresa

Ver Artigo
A Extração da Madeira de Lei - Venda Nova do Imigrante

Fracassando a tentativa de diversificação de culturas, o período entre 1930 e 1955 foi favorável a extração de madeira. Essa atividade concentrou-se numa só espécie, o cedro, abundante em toda região do Alto Castelo que, na época, junto com o jacarandá, foram as espécies comercialmente econômicas

Ver Artigo