Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Cadastro disciplina o uso da água – Rio São Mateus

Pedidos de Outorga x Finalidade de uso - até junho/2007

Para garantir água de qualidade e em quantidade a todos, o Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema) deu início, em março deste ano, a um cadastramento dos usuários da bacia do rio São Mateus.

A medida, que faz parte do Projeto Águas Limpas, implementado pela Companhia Espírito-Santense de Saneamento (Cesan), visa garantir o uso múltiplo do recurso às atuais e futuras gerações.

De acordo com o gerente interino de Recursos Hídricos do Iema, Cláudio de Almeida, o objetivo é conhecer o perfil dos usuários a partir de dados secundários coletados junto a empresas, associações, bem como levantamento de dados de campo em áreas-piloto, para, a partir daí, montar um banco de dados.

Por meio do cadastro será possível, por exemplo, saber quantas propriedades existem hoje na bacia do rio São Mateus.

O Projeto Cadastro de Usuários está orçado em cerca de R$1,6 milhão e conta com recursos do Banco Mundial, além de contrapartidas do Iema e da Cesan.

Para melhor disciplinar o uso da água, o Iema utiliza um instrumento de gestão de recursos hídricos conhecido como outorga.

É por meio do procedimento que se concede o direito de uso, minimizando conflitos entre os usuários.

“O abastecimento humano, por exemplo, tem prioridade sobre as atividades industriais. Cabe à outorga disciplinar isso”, frisou o gerente interino.

Na região do rio São Mateus foram emitidas 28 outorgas até junho deste ano. Uma outra ação que contou com a participação do Iema foi a elaboração das diretrizes dos Planos de Bacia Hidrográfica do Espírito Santo, documento que deverá ser concluído no prazo de um ano, e que vai subsidiar o futuro Comitê de Bacia Hidrográfica no desenvolvimento de ações para o gerenciamento das águas.

O plano, por sua vez, será aprovado pelo Comitê de Bacia Hidrográfica.

Fique Ligado

O que é outorga?

É um instrumento no qual o poder público faculta ao usuário o direito de uso dos recursos hídricos superficiais e subterrâneos, por prazo determinado. Ela assegura ao usuário o direito de utilizar os recursos hídricos. Não se trata de um documento de posse da água, mas do simples direito de utilizá-la.

Qual a sua importância?

Ela possibilita uma distribuição mais justa e equilibrada da água. Também dá segurança de investimento ao usuário que faz uso do recurso natural em seu empreendimento.

Fonte: Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos

Mais informações

Telefones: (27)3136-3525/3516/3517/-3518

E-mail: grh@iema.es.gov.br

 

Fonte: A Tribuna, Suplemento Especial Navegando os Rios Capixabas – Rio São Mateus – 15/07/2007
Expediente: Joel Soprani
Subeditor: Gleberson Nascimento
Colaborador de texto: Flávia Martins
Diagramação: Carlos Marciel Pinheiro
Edição de fotografia: Sérgio Venturin
Compilação: Walter de Aguiar Filho, setembro/2016

Rios do ES

A Bacia do Rio Itapemirim

A Bacia do Rio Itapemirim

A Bacia do Rio Itapemirim está localizada entre o mar e a montanha e abastece 17 municípios capixabas e Lajinha, em Minas Gerais

Pesquisa

Facebook

Matérias Relacionadas

Preservação é prioridade – Rio São Mateus

Áreas de Preservação Ambiental renovam a expectativa de um futuro melhor para a população da bacia do rio São Mateus

Ver Artigo
Limpeza de 95% do esgoto – Rio São Mateus (2007)

A expectativa é da Secretaria de Obras de São Mateus, que prevê a conclusão até dezembro de obras de saneamento no município

Ver Artigo
Assoreamento compromete as cidades - São Mateus

A invasão do mar no bairro Bugia, em Conceição da Barra, é um dos resultados do assoreamento na foz do rio São Mateus

Ver Artigo
Busca por água no subsolo - São Mateus

Estudo vai apontar a quantidade e a qualidade dos recursos hídricos subterrâneos capixabas

Ver Artigo
Um porto na história – São Mateus

O Porto de São Mateus era uma das entradas dos navios de escravos no Brasil

Ver Artigo
Beleza em águas calmas - São Mateus

O rio São Mateus, com suas águas verdes-esmeralda, tem nascentes em Minas Gerais e passa por 11 municípios do Estado

Ver Artigo
Ouro negro movimenta a economia regional - São Mateus

Municípios que fazem parte da bacia do rio São Mateus têm nos royalties do petróleo uma forma de promover a inclusão social

Ver Artigo
Olarias e enchentes à beira-rio - São Mateus

Famílias sobrevivem com a produção de tijolos nas margens do rio São Mateus e sofrem com as enchentes

Ver Artigo
União garante resultados – Rio São Mateus

Projeto de tanques-rede para produção de tilápias garante o sustento de pescadores da bacia do rio São Mateus

Ver Artigo