Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Censo de Vila Velha em 1920

Nesse ano foi realizado Censo quando era Prefeito o Engº Antonio Francisco de Athayde, e na época era atribuição municipal. O resultado foi o seguinte, obtido por Agentes recenceadores que percorreram o município:

1ª Zona – sede do município, e subúrbios (Prainha, Inhoá, Maxambomba, Apicum do Poço, Toca, Jaburuna, Aribiry e Glória) levantado pelo sr. João Barbosa Simões Guerra; 2.178 habitantes e 322 casas.

2ª Zona – Argolas, Paúl, Coby, Marinho, levantado pelo Sr. José Rocha; 1.977 habitantes e 397 casas.

3ª Zona – Barra do Jucú, Itapuera, Quariquara, Sacy e Cueiras, levantado pelo Sr. Joaquim Ribeiro Araripe; 405 habitantes e 109 casas.

4ª Zona – Jaguarussú, Zenza, Itapebuna, Moendas e Sítios, levantado pelo Sr. Rufino João de Carvalho; 252 habitantes e 56 casas.

5ª Zona – Ponta da Fructa, Camboapina, Pindahibas, Retiro e Jabaetê, levantado pelo Sr. Florêncio Pinto de Queiroz Total: 5.532 habitantes e 1.022 casas.

Havia no município 3 estabelecimentos industriais para beneficiamento de café, arroz e outras mercadorias. Uma usina de beneficiar areias monazíticas, de capacidade de 30t mensal, mas desativada. Uma fábrica de tijolos (capacidade de 20 mil unidades por dia) e ainda de telhas, ladrilhos, e manilhas. Duas fábricas de cal de conchas. Uma fábrica de sabão (Nova Holanda) – ruínas vistas no canal de Vitória, perto da Cruz das Almas no lado de Vila Velha. Uma fábrica de tamancos em Aribiry. Uma fábrica de balas (mil latas de balas/por mês) – eram balas açucaradas principalmente vendidas em latas ; e essa fábrica foi anterior a que H.Mayerfreund fundaria em 1929).Uma fábrica de bebidas em Argolas.

Já tinha ainda o município duas estações terminais de linha férrea, a da Leopoldina Railway e da Victoria a Diamantina, ambas em Argolas. Uma linha de bonde elétrico, de 7,5km, da Sede até Paul, com uma estação em Aribiry, e diversos pontos de embarques e desembarques de passageiros.

Tinha 39 estabelecimentos rurais. E a criação apurada era a seguinte: Gado vacum 2.640 cabeças. Cavalos e muares 1.025 cabeças. Carneiros e ovelhas 1.010 cabeças. Caprinos 1.180 cabeças. Suínos 435 cabeças. Vias rodoviárias, eram duas estradinhas carroçáveis, muito estreitas e precárias, mantidas pelo município, uma pelo litoral em direção ao sul, e outra a “estrada velha”, ligando Argolas à Sede.

Autor: Roberto Brochado Abreu – membro da Casa da Memória de Vila Velha Fonte : relatório de Antonio Francisco Athayde, referente ao biênio 1920/1921.
Material postado em fev/2010.

Editor Roberto Abreu

Apelidos em Vila Velha

Apelidos em Vila Velha

Os canela verde não eram fáceis, impiedosos e colocavam facilmente apelidos. O rol foi elaborado por colaboradores da Casa da Memória de Vila Velha, em 1992 quando de sua inauguração, sendo que conheci alguns dos apelidados. Muitos já faleceram.

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Luiza Grinalda

Luiza Grinalda foi viúva de Vasco Fernandes Coutinho Filho, e por conta disso é homenageada com nome de rua que começa na Prainha de Vila Velha, ladeando o morro do Convento e vai até a atual Av. Champagnat

Ver Artigo
A Praça Duque de Caxias de Vila Velha

Pela planta cadastral de Vila Velha, feita pelo engenheiro Antonio Francisco de Athayde em 1894, vemos que ali era demarcada a praça Vasco Coutinho, cerca de 1/3 maior do que a atual

Ver Artigo
O carnavalesco Zezinho do Garrido

O carnavalesco Zezinho, humilde trabalhador braçal, já meio careca, calçou os “pé de anjo”, vestiu a calça branca de brim barato e a camisa de meia vermelha, saiu do barraco pobre, fechou a porta e foi pegar o bonde no ponto do Garrido

Ver Artigo
Lista de eleitores de Vila Velha

Lista de eleitores de Vila Velha 

Ver Artigo
Pá - Bubu

Atualmente já existe  falta de água doce motivada pela mudança climática. Por isso, há de se resgatar as fontes que tínhamos, ou melhor, ainda possuímos, mas devemos revigorá-las

Ver Artigo