Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Cobrança de pedágio na Ponte da Barra do Jucu

Ponte sobre o Rio Jucu, na Barra do Jucu - Vila Velha, ES

Quando Saint-Hilaire esteve no Espírito Santo, ao chegar em Vila Velha, em 1818, observou que a ponte de madeira construída sobre o Rio Jucu, tinha uma “porta” que só era aberta para passagem de pedestres e de mercadorias mediante o pagamento de uma taxa.

Como se vê, a cobrança de pedágio aos usuários para utilização de pontes, em Vila Velha, não é fato novo. Não surgiu, como se pensa, com a atual Terceira Ponte. A cobrança de pedágio aos usuários da ponte sobre o Rio Jucu foi mais tarde restabecida por Otávio Alves de Araújo, prefeito do município nos anos de 1924 a 1925. Dez anos depois de aqui chegar o renomado Saint-Hilaire, a ponte estava intransitável, conforme consta da Memória Statistica da Província do Espírito Santo, preparada pelo então governador Inácio Acióli de Vasconcelos, onde se lê textualmente: “...sempre tem tido ponte de madeira, mas actualmente está desconcertada”. (Arquivo Público Estadual, Vitória, 1978).

- O Correio da Vitória, de 17/01/1857, p.2, publicou notícia sobre a construção da ponte de Barra do Jucu, por ordem do então governador da Província, José Maurício Fernandes Pereira de Barros, no período de 08/02/1856 a 24/03/1857. A nota não esclarece se se tratava de reconstrução da mesma ponte que o cientista francês vira em 1818, ou se de nova ponte outra parte do rio.

- O mesmo jornal, a 21/03/1857, nº 21, p.2, volta a falar sobre a ponte, informando que o encarregado da sua construção, Firmino de Almeida e Silva, havia sido dispensado da sua construção, circunstância que possibilitava, para alegria de todos, o retorno do referido senhor às aulas que ministrava aos alunos da escola da Barra do Jucu. Devia ser um bom professor, pois sua volta à escola foi elogiada pela imprensa.

 

Fonte: Vila Velha – seu passado e sua gente, 2002
Autor: Dijairo Gonçalves Lima
Compilação: Walter de Aguiar Filho, maio/2012

Curiosidades

Almanaque investiga

Almanaque investiga

Continuamos a investigação do misterioso pouso forçado que a aeronave da foto fez por volta de 1947 em...

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Viajantes Estrangeiros ao ES – Barão de Humboldt

Basilio Daemon refere-se à possível passagem do Barão de Humboldt, no ano de 1800, pelo Espírito Santo

Ver Artigo
Tropeiros percorrem em 20 dias 650 quilômetros de história

Ao longo de 20 dias, um grupo de 13 capixabas está revivendo parte da história do Brasil Colônia ao refazer os passos de Dom Pedro pelo interior do Estado

Ver Artigo
Pedra da Onça - Por Seu Dedê

Localizada à margem esquerda do canal da Costa, braço sul. De frente ao Shopping Praia da Costa 

Ver Artigo
Ponga de Bonde – Por Edward Athayde D’Alcântara

Existe uma diferença entre carona e ponga

Ver Artigo
Praia da Sereia - A origem do nome

A origem do seu nome remonta aos primeiros anos do século XX, quando chegaram a Vila Velha, vindos do Rio de Janeiro, alguns construtores para construir o Terceiro Batalhão de Caçadores

Ver Artigo