Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Comércio Exterior - Por Arthur Gerhardt (Parte II)

Viaduto de acesso ao Cais de Atalaia

2 – O Desenvolvimento do Sistema Portuário

 

Foi no Governo do Capitão João Plunaro Bley, Interventor da Revolução de 30, que teve inicio a construção do nosso sistema portuário. Foram construídos os cais que correspondem hoje aos armazéns 1, 2 e 3. Foram instalados guindastes de boa capacidade para a época e para as mercadorias que por aqui transitavam.

Na década de 40, foram construídas as instalações de embarque da CVRD no morro do Pela Macaco, hoje obsoletas e desativadas, mas que tiveram grande importância na capitalização da Vale, permitindo que depois se construíssem as instalações de Tubarão. Na mesma época, teve início a construção das instalações de desembarque de graneis líquidos das empresas de petróleo, no lado sul do canal de Vitória.

Com a inauguração da Usiminas, foram construídas as instalações de recebimento de carvão no cais de Paul, hoje também desativadas e transferidas para Praia Mole.

A partir daí a expansão portuária não mais cessou. Na década de 50, foram construídos os demais cais de Vitória, correspondentes aos armazéns 4 e 5. Na década de 60 e de 70, foi construído o píer da CVRD, os cais de Capuaba e o porto de Barra do Riacho. Ainda nessa década se construiu o terminal portuário da Samarco.

Mais tarde, com a construção da Companhia Siderúrgica de Tubarão construiu-se o porto de Praia Mole, destinado a receber graneis sólidos e embarcar produtos siderúrgicos. Este porto é dotado de equipamentos muitos eficientes, permitindo a descarga e o carregamento com tempos reduzidos e custos baixos.

 

Fonte: Revista do Instituto Histórico e Geográfico do Espírito Santo. N 47, ano 1996
Compilação: Walter de Aguiar Filho, fevereiro/2014 

Portos do ES

Canal exige muita experiência

Canal exige muita experiência

Foi D. Pedro I quem criou por meio de Decreto Imperial, a função de Prático

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

A História do Porto de Vitória

A cidade cresceu e passou a ter uma paisagem inédita: os grandes navios que “passeiam” na avenida.

Ver Artigo
A criação da Vale - Parte III (História da Vale)

A CVRD seria constituída como uma sociedade anônima, de economia mista, com capital inicial de 200 mil contos de réis. Sua diretoria seria composta por cinco membros: um presidente e dois diretores de nacionalidade brasileira e mais dois diretores norte-americanos

Ver Artigo
A criação da Vale - Parte I (História da Vale)

Em 1º de junho de 1942, o Brasil estava imerso em uma crise institucional que tinha como ponto central a decisão sobre a entrada do país na Segunda Guerra Mundial

Ver Artigo
A criação da Vale - Parte II (História da Vale)

Firmados em 3 de março de 1942 e tendo como signatários os governos do Brasil, da Inglaterra e dos Estados Unidos, os Acordos de Washington definiram as bases para a organização, no Brasil, de uma companhia de exportação de minério de ferro

Ver Artigo
Corredor de Transportes, impulso para crescer

Corredor de Transportes, Uma ferrovia, sete portos e uma esperança

Ver Artigo