Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Como São Pedro aprendeu a pescar – Por Maria Stella de Novaes

Praia do Suá, ao fundo Morro do Moreno - Foto: Antonio Carlos (Tonico), arquivo José Tatagiba Vitória, ES

Contou-nos certo pescador da Praia do Suá que São Pedro e seus companheiros de ofício lutavam sempre com a falta de peixes. Sentiam-se infelizes, no seu trabalho.

Um dia, antes ainda de iniciar a pregação da Boa Nova, Jesus passava incógnito pelo grupo e, penalizado, ante o desânimo dos pobres homens, se lhes acercou e disse:

— "Faltam-lhes peixes, porque não sabem pescar. Espantam-nos, redando para o mar. Joga-se a rede, do mar para a terra e não, da terra para o mar".

Seguiram o conselho do Senhor e a pesca foi maravilhosa.

Disse, então, São Pedro aos seus companheiros:

— "Que daremos a esse homem, que nos ensinou a pescar?"

Consultado, Jesus respondeu-lhes:

— "Se apanharem dez peixes, devem-me dar um peixe, isto é, o dízimo. E assim, por diante, na mesma proporção."

Aprendeu-se, desse modo, a ser dividido o peixe, entre os pescadores. Mais tarde, passou a ser o quinto.

São Pedro, contudo, era interesseiro e começou a contar os peixes, separando os menores, para Jesus.

Nesse momento, aproximou-se do grupo um lavrador, que levava a lenha, para o seu ranchinho. Ofereceu-a, para que o Mestre assasse os peixes.

Jesus armou a fogueira e queimou o seu dízimo. A fumaça foi para o céu e Jesus exclamou:

— "Nobre lavrador e vil pescador." Por isso, é que todo pescador é esperto e sovina.

 

Fonte: Lendas Capixabas, 1968
Autora: Maria Stella de Novaes
Compilação: Walter de Aguiar Filho, dezembro/2015

Folclore e Lendas Capixabas

Mestre Flores artesão da Vida - Por José Carlos Mattedi

Mestre Flores artesão da Vida - Por José Carlos Mattedi

Não é preciso ser um quiromante para ler as mãos de Mestre Flores. São tão calejadas que revelam logo suas duas profissões: Carpinteiro e músico

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

O Penedo - Por Adelpho Monjardim

Defrontando o antigo Forte de São João, sede atual do “Clube de Regatas Saldanha da Gama”, ergue-se o Penedo

Ver Artigo
Crendices, Orações e Benzimentos

As orações, rezas, benzimentos, e responsos eram muito usados pelos nossos antepassados. E nesse gênero também, o nosso folclore é rico

Ver Artigo
Simpatias de São João

Um santo muito comemorado no mês de junho é São João. Esse santo é o responsável pelo título de "santo festeiro"

Ver Artigo
Contos e Estórias - Por Maria da Glória de Freitas Duarte

Da Vila Velha do passado muito se tem o que contar. Dentre os inúmeros contos e estórias conhecidos das gerações passadas e quase sempre de fundo religioso, selecionamos os seguintes:

Ver Artigo
Enigmas e Advinhas - Por Maria da Glória de Freitas Duarte

- O que é, o que é: que todos vêem e Deus não vê?

Ver Artigo