Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Corpo de Bombeiros e Polícia Militar do ES

A Polícia Militar do Espírito Santo é uma das mais eficientes do Brasil; modelou-se pela de São Paulo. Também o é assim o Corpo de Bombeiros de Vitória, composto de homens compenetrados de seus deveres. Sua eficiência está bastante comprovada.

Pronto imediato, diligente, o Corpo de Bombeiros de Vitória é também justamente reputado um dos mais perfeitos do Brasil. Eles são chamados a atuar com absoluta confiança. Também assim acontece com a Guarda Civil da Capital do Espírito Santo: Zelosa, cumpridora dos seus deveres, bem apresentada em uniformes modernos a exemplo da Inspetoria da terra bandeirante, composta de homens instruídos e selecionados dentre os mais fortes fisicamente.

A Inspetoria de Veículos acha-se à Rua Graciano Neves, numa dependência anexa à Policia Civil. Ela presta, convenientemente seu concurso a coletividade capixaba zelando pela tranqüilidade pública, fiscalizando o trânsito, colaborando com as demais corporações subordinadas ao mesmo departamento da Administração.

É atual comandante da Força Pública do Espírito Santo o Capitão do Exército Carlos Marciano de Medeiros, um dos maiores incentivadores de Educação Física no Estado.

Desde a sua organização o Corpo de Bombeiros se acha instalado em um Quartel provisório, nos fundos do Quartel da Força Pública, no Parque Moscoso, em local que atende a toda cidade, com presteza, promovendo eficientemente, os socorros, chegando rápido aos lugares dos sinistros, por habilidade própria e também por sua colocação no Centro da cidade, ponto mais sujeito a incêndios e de maiores riscos econômicos.

 

Fonte: Revista Annuário do Espírito Santo, 1937
Compilação: Walter de Aguiar Filho, dezembro/2017

História do ES

O fazedor de pontes: Breve notícia histórica

O fazedor de pontes: Breve notícia histórica

Devemos a ele, especificamente, a construção das três pontes que contribuíram de maneira mais acentuada para o escoamento de três pontos-chave para o desenvolvimento do Espírito Santo: a ligação da capital ao continente; a ligação entre as margens da cidade de Santa Leopoldina, a mais progressista cidade capixaba da época; a ligação entre as margens do Rio Doce, na época a última fronteira da civilização no rumo do norte do território

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

A Fundação de Vitória

Aquela provisão lança por terra a tradição de que foi o triunfo alcançado pelos ilhéus a 08/09/1551 que deu nome a Vitória

Ver Artigo
Por que Morro do Moreno?

Desde o início da colonização do Espírito Santo, o Morro do Moreno funcionava como posto de observação assegurando a defesa de Vila Velha e de Vitória

Ver Artigo
Jesuítas no Espírito Santo

Em 1549 partiram da Bahia – escalaram no porto da “povoação do Espírito Santo” Leonardo Nunes e Diogo Jácome

Ver Artigo
Origem do nome das cidades do ES

Muitas vezes, por um simples motivo, surge a origem do nome de uma cidade, como por exemplo, o hábito dos moradores de tomar um cafezinho que, de tão ralo, mais parecia água doce. Daí veio o nome da cidade de Água Doce. E o nome da cidade de Águia Branca, de onde surgiu essa idéia? 

Ver Artigo
Araribóia X Villegagnon

Araribóia, comandante de duzentos temiminós que o Espírito Santo mandou à luta contra os franceses de Villegagnon

Ver Artigo