Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Correios, índios e negros na segunda metade do século XVIII

Igreja do Rosário - Vitória, 1830 - Foto: Victor Frond

Passo a passo, aumentavam os recursos locais e, com eles, vinham os benefícios da civilização.

A primeiro de janeiro de 1779, inaugurou-se o serviço de correios entre Campos e Vitória.(50)

Os índios é que, de quando em vez, faziam incursões pelos povoados, demonstrando – com sua presença – quão precária era a segurança que a terra oferecia, não obstante mais de dois séculos de colonização. Naquele mesmo ano de 1779, atacaram o distrito de Santa Maria, no rio do mesmo nome, causando enormes prejuízos em vidas e benfeitorias. Possivelmente, tais assaltos eram represálias às atitudes criminosas dos próprios civilizados, sempre atentos e dispostos a caírem sobre os silvícolas, na ânsia de escravizá-los.

De passagem, seja dito que a população negra da capitania, na segunda metade do século XVIII, devia ser bem numerosa, pois, em 1765, existia, em Vitória, irmandade dos pretos e se levantava – por iniciativa deles – a capela de N. S. do Rosário.(51)

 

NOTAS

(50) - “O correio fora criado no ano anterior [1778]”, informa LAMEGO (Efemérides, I, 9).

– Em 1816, o príncipe Maximiliano recebeu cartas da Europa, trazidas a Vitória pelo correio do Rio de Janeiro. O serviço era feito por terra e não ia além da vila da Vitória (MAXIMILIANO, Viagem, 140).

(51) - DAEMON, Prov. ES, 170.

 

Fonte: História do Estado do Espírito Santo, 3ª edição, Vitória (APEES) - Arquivo Público do Estado do Espírito Santo – Secretaria de Cultura, 2008
Autor: José Teixeira de Oliveira
Compilação: Walter Aguiar Filho, junho/2018

História do ES

Muralha Capixaba

Muralha Capixaba

A descoberta de ouro no interior do Brasil criou um grande empecilho ao desenvolvimento do Espírito Santo. Por Antônio de Pádua Gurgel.

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Carta de Anchieta ao Capitão Miguel de Azevedo

Transcrição da carta de Anchieta ao Capitão Miguel de Azevedo, da Bahia, datada de 1° de dezembro de 1592

Ver Artigo
O Espírito Santo na 1ª História do Brasil

Pero de Magalhães de Gândavo, autor da 1ª História do Brasil, em português, impressa em Lisboa, no ano de 1576

Ver Artigo
Marcelino Champagnat

Marcellin Champagnat, aportuguesado para Marcelino Champagnat nasce a 20 de maio de 1789, em Marlhes, aldeia de montanha no Centro-Leste da França, no início da Revolução Francesa

Ver Artigo
A PMES na Guerra do Paraguai: há 150 anos – Gelson Loiola

O enviar do efetivo da companhia de Polícia para a guerra, foi autorizada pela Assembleia Legislativa Provincial  mediante a aprovação e sanção da Lei nº 3, de 4 de maio de 1868

Ver Artigo
A Viagem do Imperador Pedro II à Província do Espírito Santo

Aos 35 anos de idade, estava ele no auge da vitalidade, naquele verão de 1859/1860

Ver Artigo