Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Curiosidades Espírito-santenses - Por Eurípides Queiroz do Valle - III

Vista do Porto de Vitória - Acervo: Solar Monjardim

A Baía de Vitória é ampla e salpicada de ilhas verdejantes. Os navios ao demandarem o porto passam por elas em volteios graciosos que dão a essa entrada um encanto especial sempre louvado e exaltado por viajantes e turistas que nos visitam. O porto é dos mais abrigados e seguros da costa brasileira. O cais, acostável a grandes navios, corre paralelo ao centro comercial. O viajante desembarca, a bem dizer, no centro da Cidade. Esse porto é o quarto do país em volume de exportação e segundo em beleza natural. Miniatura da Guanabara não lhe falta, sequer, a presença do Pão-de-Açúcar. O majestoso Penedo que se ergue bem à entrada de seu ancoradouro e também do lado esquerdo, apresenta, realmente, grande semelhança com o colossal monolito guanabarino. E essa denominação de Pão-de-Açúcar lhe foi dada, pela primeira vez, em 1860, quando da visita do naturalista canadense Charles Frederic Harrt, à Província, em viagem de estudos.

 

Vitória é uma cidade alegre e simpática. Não só pela sua topografia e traçado gracioso como por ser já um grande centro de ensino secundário e universitário. Nas épocas escolares, bandos alegres de estudantes, com os seus uniformes multicores, enchem as ruas e praças da Cidade com o tumulto brejeiro da idade despreocupada e feliz. O progresso está mudando, um pouco, a sua primitiva fisionomia. Está deixando de ser a Cidade-menina, a Cidade-presépio, para se fazer solene e carrancuda. Os arranha-céus que estão surgindo aqui e ali, quase de improviso, vêm concorrendo para essa mudança.

 

Fonte: Torta Capixaba (ensaios, crônicas, poesias...), 1962
Autor: Eurípides Queiroz do Valle
Compilação: Walter de Aguiar Filho, dezembro/2012 

 

Curiosidades

Racionamento Militar - Gil Vellozo

Racionamento Militar - Gil Vellozo

Além da escassez de energia elétrica, após o golpe de 1964 a capital capixaba ainda era vítima de um hilário racionamento militar

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Serra do Mestre Álvaro – Por Clério José Borges

Em documentos cartográficos do século XVI, pode-se verificar a indicação do Mestre Álvaro, como ponto de referência para a navegação

Ver Artigo
A Origem da palavra Capichaba

incontestavelmente, o diagrama CH se pronuncia em alguns idiomas como se fosse — X —; porém, para o nosso caso, a grafia Capichaba com CH

Ver Artigo
Eduardo Wilberforce adentrando na Baía de Vitória em 03/09/1851

Afonso de E. Taunay publicou no JORNAL DO COMÉRCIO de 26 de agosto de 1945, sob o título "IMPRESSÕES DE VITÓRIA E SEUS ARREDORES (1850)"

Ver Artigo
Um e-mail da Mãe Natureza

Conhecendo a história conseguimos entender o nosso tempo

Ver Artigo
O Parque Real da Regência Augusta

Proposta revolucionária do Governador Silva Pontes de criação de uma reserva florestal

Ver Artigo