Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Daemon dedicou seu livro ao imperador, D. Pedro II

Capa do livro de Daemon dedicado à D. Pedro II, 1879

DEDICATÓRIA AO IMPERADOR, D. PEDRO II

 

 

À S. M. O IMPERADOR.

Senhor!

Não podíamos dedicar a outrem o fruto de nossos incessantes estudos durante seis e meio anos, senão a V. M. imperial: o primeiro cidadão deste vasto império, o propugnador estrênuo das letras pátrias, o protetor constante daqueles que se hão esforçado por esclarecer a história de nosso país, que até certa época era bastante obscura.

É, Senhor, o fruto de um trabalho aturado, feito e publicado sob nossas únicas expensas, e que, com dificuldade e sacrifício o concluímos, já pelo dispêndio na obtenção de obras raras e manuscritos até hoje ignorados, como pelo tempo que empregamos no compulsar e estudar o que havia de notável a respeito da província do Espírito Santo. Não terá esta publicação o mérito das obras de grande fôlego, mas conterá em si um predicado, e esse é, a verdade dos fatos aqui narrados, descritos e reunidos com insano trabalhar.

Esperamos, Senhor, em Vossa Magnanimidade aceiteis este livro, projetado com o patriotismo de quem quer ser útil a seu país, pois descrevemos nele o que há e tem havido de notável nesta província, na fé de que prestamos, com isso, um serviço à nossa pátria.

Aceitai-o, pois, Senhor.

 

De V. M. imperial

Súdito leal e reverente

 

Basílio Carvalho Daemon

 

Nota: 1ª edição do livro foi publicada em 1879
Fonte: Província do Espírito Santo - 2ª edição, SECULT/2010
Autor: Basílio Carvalho Daemon
Compilação: Walter de Aguiar Filho, maio/2019

História do ES

Ano de 1877 – Por Basílio Daemon

Ano de 1877 – Por Basílio Daemon

Chega o vapor Colômbia, procedente de Gênova, com 273 colonos italianos para o núcleo de Timbuí da Colônia de Santa Leopoldina

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Viajantes Estrangeiros ao ES – Auguste François Biard

Na relação dos principais viajantes estrangeiros ilustres que estiveram em nosso país, no segundo meado do século dezenove, sem muito destaque, inclui-se o nome do pintor francês — Auguste François Biard

Ver Artigo
Viajantes Estrangeiros ao ES – Jean-Jacques de Tschudi

"No dia seguinte, a comitiva regressou a Vitória, onde o presidente Sousa Carvalho já havia providenciado uma canoa grande e cinco remadores, escravos, para subirem o curso caudaloso do rio Santa Maria, até a colônia de Santa Leopoldina"...

Ver Artigo
Palácio das Águias

A Barra do Itapemirim, em Marataízes, é um antigo núcleo de povoação fundado no ano de 1771 pelos portugueses 

Ver Artigo
Festival de Verão de Guarapari Janeiro 1971

A ideia tinha partido de dois jornalistas, Antônio Alaerte e Rubens Gomes Filho

Ver Artigo
Mais nomes curiosos de ruas de Vitória

RUA DO FOGO ou CARAMURU - Foi conhecida por Ladeira do Quebra-Bunda, pois com leito em pedra, muito íngreme e sempre molhada por infiltrações, era bastante escorregadiça

Ver Artigo