Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Domício Mendes

Domício Mendes

Reportagem de MARCOS SERAM.

Sr. Domicio Ferreira Mendes, o Prefeito que conta com a simpatia do povo Vilavelhense

Quando em 30 de novembro de 1947 o povo de Vila Velha se dirigia às urnas para depositar o seu voto, presenciamos depois no resultado total das apurações a eleição para Prefeito Municipal do Sr. DOMICIO FERREIRA MENDES. O município que poucos anos antes era uma terra sem autonomia passou a ter diretrizes próprias, a se movimentar graças ao esforço de meia dúzia de cidadãos patriotas.

Se fossemos fazer um exame das administrações anteriores, teríamos mais que criticar do que destacar na organização administrativa, porque, naquela época sofria o Brasil as conseqüências de um imperialismo descoberto. A história administrativa de Vila Velha é sem dúvida a mais antiga e a mais esquecida do Estado. Nunca notamos os olhares estaduais voltados para ela. Nunca assistimos espetáculos de boa vontade para o seu caminhar progressista. Hoje, porém, Vila Velha a passos longos caminha para uma vida melhor, apesar do derrotismo de adversários irredutíveis. Várias são as cousas que tem ocorrido para esta administração profícua. Onde não existe a paz impera a desigualdade, vocifera o ódio e a vingança, e esses fatores são os responsáveis pela destruição e desequilíbrio de tudo que se pode construir e edificar. Não caracterizamos os governos atuais pelas suas virtudes humanas, não chegamos pela mesma forma a conceber um administrador pela proficuidade de seu talento intelectual e sim pela maneira por que age e executa. Num governo moderno destaca-se principalmente o modo de tratar os seus governados, porque não havendo igualdade não pode haver o entendimento recíproco; daí o labirinto onde muitos homens públicos tem perdido suas trajetórias políticas e administrativas.

Na administração do Sr. Domicio Ferreira Mendes não será demasiado repetir aquilo que o brilhante jornalista Alberto Ramires escreveu na "Evolução" de São João da Barra, porque verdadeiramente ele tem cumprido aquilo que prometeu.

Dos prefeitos eleitos em 1947, raros são os que encararam os seus respectivos mandatos sob o princípio democrático de fazer prosperar a paz, a ordem e o progresso. Vários são os fatores que podem concorrer para essa afirmativa do Sr. Alberto Ramires. A sua administração tem se assinalado, por vários empreendimentos grandiosos. A construção do mercado Municipal, iniciada pela Prefeitura Municipal de Vitória e indubitavelmente um marco imperecível e grandioso.

Antes a nossa querida cidade era um mercado geral em qualquer canto; deparava-se-nos uma banca de verdura, ou de peixe. Agora aqueles mesmos que há pouco tempo vendiam as suas mercadorias e hortaliças em qualquer lugar, com maior conforto do que em outras partes e em outras cidades, podem fazer as suas transações. O problema da água foi e vinha sendo um dos grandes entraves do nosso progresso. Apesar da afluência de moradores, os poderes competentes não olhavam com a devida atenção para esse empreendimento magno. Prazeirosamente assinalamos que essa solução, muito embora difícil, veio encontrar a sua normalidade no atual governo do município. As ruas de São Torquato que antes eram intransponíveis, estreitas e deficientes, em poucos meses foram transformadas e melhoradas pelo Sr. Domicio Mendes, e os moradores daquele adiantado bairro hoje vivem satisfeitos com o progresso que ali se nota.

A reconstrução da Igreja de Paul assinala também sem sombra de dúvida, um benefício a crédito da administração do município.

A construção da estrada que liga Paul a Argolas representa um grande serviço numa época difícil com a que atravessamos. O dinheiro avultado gasto naquela construção pelo seu idealizador e executor, veio servir aos moradores humildes que tem agora uma passagem boa para as caminhadas em demanda do pão de cada dia.

Outros problemas vieram encontrar a solução devida na administração do Sr. Domicio Ferreira Mendes: Construção da garagem Municipal, aterragem de ruas nos diversos bairros do município, aumento espantoso de casas residenciais em todos os recantos, nivelamento das ruas, proteção ao ensino, melhoramento dos transportes para a capital, iluminação pública, etc.

O surto de progresso no município veio animar vários capitalistas a instalarem diversas fábricas e empresas. O bairro Glória, que já era privilegiado pela Fábrica de Balas "Garoto", possui agora, a grande fábrica de Sabão Glória Limitada, que vem oferecendo um bom produto ao comércio.

A Empresa Cinematográfica do Sr. Antonio Saliba, pode perfeitamente igualar-se às da Capital. O comércio tem se desenvolvido extraordinariamente.

O que podemos predizer desde agora, é que Vila Velha progredirá ainda mais, porque enquanto existir no governo atual espírito de confiança nos seus munícipes, o nosso progresso será uma realidade. Todos trabalharão para servir cada vez mais a Vila Velha animados por um mesmo ideal, afastando completamente os mesquinhos interesses pessoais, com a mesma boa vontade de nossos administradores, propugnando pelo nosso progresso. lá no alto da Penha, a nossa mãe querida nos encaminhará para dias gloriosos, legando-nos a recompensa de nosso trabalho. Que ela nos guie, redobrando a nossa vontade de servir a pátria, glorificando a querida e bela Vila Velha.

 

Fonte: Artigo publicado na Revista Capixaba no final da administração de Domício Ferreira Mendes. (Acervo de Edward d'Alcântara)

 

 

LINKS RELACIONADOS:

 

>> Doação do terreno do Marista



GALERIA:

📷
📷


Personalidades Capixabas

Hermógenes - Pai Carinhoso

Hermógenes - Pai Carinhoso

Em Vitória, Hermógenes conheceu a professora Maria Augusta Fonseca, com quem se casou em 8 de julho de 1944, tendo com ela  oito filhos: Luiza, Maria Angelica, Rita, Raquel, Manoel, Margarida, Marcus e Marília Augusta

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Subsídios para entender o capixaba – Por Miguel A. Kill

No Estado, em geral, não houve baianização do capixaba

Ver Artigo
O menino Gil Vellozo - Por Renato Pacheco

O dia 13 de fevereiro de 1930 amanheceu com sol forte, típico dia de verão. O adolescente Antônio Gil Vellozo, de 13 anos, acordou contente. É que o pai, o provecto professor Luiz Adolfo Thiers Vellozo...

Ver Artigo
Eurípedes Queiroz do Valle – Por Elmo Elton

Eurípedes Queiroz do Valle nasceu em Benevente, hoje cidade de Anchieta, no Espírito Santo, a 28 de janeiro de 1897

Ver Artigo
Álvaro Conde – Por Elmo Elton

Tudo amorosamente focalizado por quem tinha a preocupação, o cuidado de mostrar aos outros o ufanismo de seu capixabismo

Ver Artigo
Adeus a Teixeira Leite – Por Elmo Elton

Nascido em Prado, no sul da Bahia, a 6 de fevereiro de 1891, veio residir, quando tinha apenas dez anos, juntamente com os pais, em Vitória

Ver Artigo