Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Exportações no ES

Mandioca, produto exportado

A exportação baseava-se principalmente na farinha de mandioca - quase toda produzida em São Mateus. Eis o mapa dos gêneros exportados nos anos de 1826 e 1827.

 

Gêneros Exportados em 1826 e 1827

Farinha

Açúcar

Fios de Algodão

Traçados

Cachaça

Arroz

Milho

Feijão

Colchas e redes

Capoeiras

Cal

Poaia

café

 

Não havia restrições para a importação de mercadorias, pagas todas a dinheiro. O mesmo não ocorria na exportação, pois a lei proibia o comércio das madeiras de construção naval e pau-brasil.

A aguardente era monopólio do contratador, que arrematava a autorização para o seu comércio e hasta pública.

As praças com que a Província transacionava regularmente eram Recife, Cidade do Salvador e Rio de Janeiro, pricipalmente com esta última.

Não existiam na terra: feiras, mercados, bancos, casas de seguros, nem companhias de comércio.

 

Fonte: História do Estado do Espírito Santo
Autor: José Teixeira de Oliveira - 1951
Compilação: Walter de Aguiar Filho, dezembro/2013 

 

Link Relacionado:

>> Importações em 1827

 

História do ES

Cine Teatro Melpômene

Cine Teatro Melpômene

Durante a exibição de um filme, em 1924, no Teatro Melpômene ocorreu um princípio de incêndio que causou um imenso tumulto e deixou dezenas de pessoas feridas. O jornal a “Folha do Povo”, em 9 deoutubro de 1924, apresentava a seguinte manchete:

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Palavras que vieram da África

A influência do negro na nossa cultura foi bastante expressiva. Os hábitos e costumes africanos penetraram no nosso cotidiano

Ver Artigo
Epidemias e Ameaças - Por Serafim Derenzi

Os franceses, que ameaçaram a costa em 1551, voltaram em 1558 ao Porto de Vitória, onde dormiram 

Ver Artigo
A febre amarela no Espírito Santo em 1850

A Providência Divina vela certamente sobre a população desta Província que, sem o seu auxílio, estaria hoje extinta por falta de recursos da medicina

Ver Artigo
Varíola, cólera, fome em meados do Século XIX no ES

Já em fevereiro de 1855, um ofício do barão de Itapemirim falava em mais de mil vítimas 

Ver Artigo
Porto de Cachoeiro foi marco de crescimento

“Mas o transporte fluvial era tão importante, que a sede da colônia veio para o porto das embarcações, o Porto de Cachoeiro, que hoje é Santa Leopoldina”

Ver Artigo