Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Fábrica de Pergaminhos

Pergaminho

Muita gente acha que o pergaminho não existe mais, ou, se existe, é fabricado na Grécia ou no Oriente, onde o material teria se originado. O que poucos sabem é que existe uma fábrica de pergaminhos em plena atividade instalada em Piúma. É a Exótica, que tem como dono Pedro Antônio Augusto, um apaixonado por pergaminhos e que luta para manter viva a tradição.

"O papel dura pouco. A resistência do pergaminho é notável. Tanto que ele conserva a história por centenas, até milhares de anos, mesmo debaixo de escombros. Além disso, é muito mais bonito e seguro, porque não existe risco de falsificação".

Há onze anos no ramo, Augusto afirma que o seu trabalho é muito mais reconhecido fora do país do que no Brasil. "Somos a única fábrica da América Latina que exporta pergaminhos. Vendo muito para a Alemanha, Inglaterra, Holanda e Estados Unidos. É um produto tradicional e os outros povos prezam essa tradição. Aqui no Brasil nós ainda estamos engatinhando nessa tradição", destacou.

Para manter a fábrica, Augusto precisou diversificar o ramo de atuação. "Como o mercado de pergaminhos está em baixa, estamos também trabalhando com couro para sapatos, vestuário e outros artigos", finalizou.

Fonte: Revista Potencialidades 2009

LINKS RELACIONADOS:

>> Piúma

História do ES

A Segunda Guerra

A Segunda Guerra

A Fábrica de Balas Garoto foi preservada dos ataques e saques, graças à intervenção do Comando do 3º Batalhão de Caçadores

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Prefeitos de Vila Velha

Relação de nomes e períodos de atuação dos Administradores Municipais de Vila Velha, ES

Ver Artigo
Viajantes Estrangeiros ao ES – Auguste François Biard

Na relação dos principais viajantes estrangeiros ilustres que estiveram em nosso país, no segundo meado do século dezenove, sem muito destaque, inclui-se o nome do pintor francês — Auguste François Biard

Ver Artigo
Viagens à Capitania do ES (Cap. I) - Por Bruno César Nascimento

Capítulo I - Brasil: entre o real e o imaginado

Ver Artigo
Introdução do livro Viagens à Capitania do ES

Expedições às terras capixabas feitas pelo príncipe Maximiliano de Wied-Neuwied, em “Viagem ao Brasil” (1820), e pelo botânico e naturalista Auguste de Saint-Hilaire, em viagem por aqui em 1818

Ver Artigo
Viagens à Capitania do ES - Por Bruno César Nascimento

Expedições às terras capixabas feitas pelo príncipe Maximiliano de Wied-Neuwied, em “Viagem ao Brasil” (1820), e pelo botânico e naturalista Auguste de Saint-Hilaire, em viagem por aqui em 1818

Ver Artigo