Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

José Teixeira

 

 

José Teixeira de Oliveira nasceu em Santa Bárbara, Minas Gerais, a 8 de janeiro de 1913, filho de José Martins de Oliveira e de Firmiana Teixeira de Oliveira. Estudou o curso ginasial interno em Muriaé, onde também trabalhou como secretário. Em 1935, muda-se para o Rio de Janeiro, onde mais tarde ingressou na Faculdade Nacional de Direito da Universidade do Brasil (atual Universidade Federal do Rio de Janeiro), colando grau em 16 de outubro de 1946.

Trabalhou no jornal A Noite (1935), no Departamento Nacional do Café – DNC (1936), e foi admitido em 23 de março de 1948 no Tribunal Federal de Recursos, instituição pela qual se aposentou. Era casado com Stella Fontoura Teixeira de Oliveira e faleceu no Rio de Janeiro em 16 de novembro de 2004 

Obras publicadas

Vida maravilhosa e burlesca do café.

 

Dicionário brasileiro de datas históricas.

Vida maravillosa y burlesca del café.

Vidas brasileiras.

História do Estado do Espírito Santo.

O governo Dutra (organizador).
Civilização Brasileira, Rio de Janeiro, 1956.

 História do café no Brasil e no mundo.
1ª ed. Kosmos, Rio de Janeiro, 1984.
2ª ed. Barléu, Rio de Janeiro, 2004.

 

A fascinante história do livro.
Vol. I, 1ª ed. Rio de Janeiro, 1984.
2ª ed. Livraria Editora, Rio de Janeiro, 1995;
Vol. II Livraria Editora, Rio de Janeiro, 1985;
Vol. III, Kosmos, Rio de Janeiro, 1987; Vol. IV, Kosmos, Rio de Janeiro, 1989

 

 

1ª ed. Comemorativa do 4º Centenário da Fundação de Vitória, Rio de Janeiro, 1951.
2ª ed. Fundação Cultural do Espírito Santo, Vitória, 1975.
1ª série, Pongetti, Rio de Janeiro, 1945.
1ª ed. Orientación Integral Humana, Buenos Aires, 1945.
1ª ed. Pan-Americana. (Epasa), Rio de Janeiro, 1944.
2ª ed. Pongetti, Rio de Janeiro, 1950. 3ª ed. Belo Horizonte, 1992. 4ª ed. Vozes Petrópolis, 2002.1ª ed. Pongetti, Rio de Janeiro, 1942.
2ª ed. Editora Americana, Rio de Janeiro, 1942. 

 

Matérias Especiais

Vitória do Espírito Santo

Vitória do Espírito Santo

Veja como Haydée Nicolussi (1905-1970), poeta e cronista, descreve a cidade de Vitória em 1928, inaugurando a poética modernista em terras capixabas:

Vitória do Espírito Santo

"Cidadezinha azul, liliputiana,
cidade de gravura suíça ou italiana,
cidade pequenina,...

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Comparações e fatos alusivos a Proclamação da República

Discurso proferido por Robero Brochado Abreu, membro do Instituto Histórico e Geográfico de Vila Velha - Casa da Memória, durante as comemorações da Proclamação da República

Ver Artigo
Praça Costa Pereira ou Independência?

Certa vez, de passagem pela Capital, um estrangeiro queixava-se: - A língua capixaba é muito difícil: escreve Costa Pereira e pronuncia-se Independência!

Ver Artigo
Ofícios reservados do príncipe regente D. Pedro I, 1822

Tenha sempre em vista como requisito essencial e objeto em que interessa à causa pública deste reino o exame e conhecimento dos sentimentos dos pretendentes

Ver Artigo
Vale do Mulembá

O Vale do Mulembá fica no bairro Joana D’arc, em Vitória, entre a Pedreira Rio Doce e o loteamento São José. O acesso é pela Rodovia Serafim Derenzi

Ver Artigo
Escolhendo panelas capixabas

Algumas panelas de barro produzidas no Espírito Santo estão ficando grossas, com queima incompleta e perdendo a cor negra profunda, tão característica. Isto se deve a fatores que pretendemos apontar

Ver Artigo