Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Levy Rocha

Biblioteca Pública Estadual - Levy Rocha

Levy Cúrcio da Rocha nasceu em 14 de março de 1916 no município de Muqui. Fez seus primeiros estudos em São Felipe, depois Marapé, atual sede do município de Atílio Vivácqua, então um distrito de Cachoeiro de Itapemirim. Cursou o ginásio também no Espírito Santo - no Colégio Pedro Palácios, em Cachoeiro de Itapemirim. Freqüentou depois, em Vitória, a Faculdade de Farmácia e Odontologia, na época uma das poucas unidades de ensino superior do Estado.

Em meados dos anos de 1930, começou a fazer suas primeiras colaborações literárias para a revista "Vida Capichaba", importante periódico de Vitória. Já formado, ele se muda para o Rio de Janeiro e depois segue para Brasília, onde foi um dos pioneiros. Na capital federal ele não se esquece de sua terra natal e mantém correspondência com familiares e amigos.

Para comemorar o centenário da viagem de Pedro II ao Espírito Santo, organizou o livro "Viagem de Pedro II ao Espírito Santo". Tendo colaborado de forma esporádica na imprensa de Cachoeiro de Itapemirim, Levy reuniu escritos históricos referentes à cidade e, numa homenagem ao seu centenário, publicou "Crônicas de Cachoeiro".

Em Brasília publica um ensaio, "Os Vieira da Cunha e o Jornal O Martelo". Em 1977, edita outro livro, "De Vasco Coutinho aos Contemporâneos". Em seguida, antes de voltar para o Espírito Santo, publicou "Marapé".

Em sua terra natal, a partir de 1982, passa a pertencer ao quadro do Instituto Histórico e Geográfico do Espírito Santo (IHGES). Na Academia Espírito-santense de Letras foi o terceiro ocupante da cadeira número cinco.

Morreu em Vila Velha, em 16 de julho de 2004, deixando, inéditos, um livro de poesia e outro de contos. Seu amor pelo Espírito Santo está bem expresso nas inúmeras obras que escreveu. Foi justa a homenagem que recebeu por meio da lei 7.958, publicada em 2004, que deu seu nome à Biblioteca Pública Estadual.

 

Fonte: http://secult.es.gov.brCompilação:Walter de Aguiar Filho

 

LINKS RELACIONADOS:

>> Visita de D. Pedro II ao Espírito Santo
>> 
Nobreza Capixaba
>> 
D. Pedro II e o Rio da Costa
>> 
Eu pisei onde o Imperador pisou
>> 
A capitania do ES e os Jesuítas 
>> 
A lenda do judeu pescador 
>>
 Mestre Álvaro

Personalidades Capixabas

Domício Mendes

Domício Mendes

Quando em 30 de novembro de 1947 o povo de Vila Velha se dirigia às urnas para depositar o seu voto, presenciamos depois no resultado total das apurações a eleição para Prefeito Municipal do Sr. DOMICIO FERREIRA MENDES. 

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

O Saldanha e o seu oceano - Peter Falcão

O Espírito Santo tinha times fantásticos de polo aquático no Saldanha, Álvares e Náutico Brasil, entre outros clubes

Ver Artigo
Centro de línguas para a comunidade - Por Jô Drumont

A experiência iniciou-se em 1993, com apenas 60 alunos. Quatro anos após, já contava com cerca de 7.500 inscritos

Ver Artigo
UFES 65 anos - reminiscências do curso de Direito - Por Getúlio Marcos Pereira Neves

Ao professor Antônio Benedito Amâncio Pereira devo o início da minha vida funcional

Ver Artigo
Doutor Lucilo, o Rei da Praia do Suá

Entre os anos cinqüenta e sessenta, duvido que existisse alguém em Vitória que vivesse a vida mais intensamente do que ele

Ver Artigo
Campus Alaor de Queiroz Araujo - Por Aldo José Barroca

Na década de 1930, estudantes capixabas já frequentavam cursos superiores em Vitória, até que, em 5 de maio de 1954, o governador Jones dos Santos Neves criou a Universidade do Espírito Santo, unindo os cursos dispersos

Ver Artigo