Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Mapa da Capitania do Espírito Santo – Parte II

Esse documento de 1666 faz parte de uma obra maior composta de 31 mapas manuscritos coloridos nos originais, os quais mostram não só o Espírito Santo mas a costa do Brasil, desde o rio Amazonas até o rio da Prata

Prosseguindo vamos comentar sobre: Apresentação do Espírito Santo (“Demonstração do Sprito Santo”) do mesmo autor do mapa anterior, João Teixeira Albernás. É uma cópia do original, datado de 1666. Esse documento faz parte de uma obra maior composta de 31 mapas manuscritos coloridos nos originais, os quais mostram não só o Espírito Santo mas a costa do Brasil, desde o rio Amazonas até o rio da Prata. Constituía, portanto, um Atlas,com escala em léguas.

Entretanto, o mapa do Espírito Santo é por demais esquemático, não utilizando as coordenadas geográficas, mostrando, assim, ter muito pouca precisão.

Nele estão figurados: Barra do Porto do Espírito Santo, Ponta de Tubarão, Morro do Moreno, (Morro) Nossa Senhora da Penha, Vila Velha (Vila), Pão dasucar (Penedo), Rio Moruype (Maruípe), Serra do Mestre Álvaro (Álvaro), Ponta do R: dosse (rio Doce). Entretanto, pela distância em que está plotado, não poderia ser o Rio Doce, ou então é um problema de escala. Esse documento cartográfico encontra-se estampado em História do Estado do Espírito Santo de José Teixeira da Oliveira.

 

Na planta da vila da Vitória está gravado:

- Trapiche que foi dos Jesuítas;

- igreja e colégio dos mesmos;

- forte de Nossa Senhora do Carmo;

- igreja da Misericórdia;

- cadeia e Casa da Câmara;

- igreja matriz;

- forte São Tiago;

- igreja e Convento de Santo Antônio dos Capuchinhos;

- monte da vigia, etc...

O desenho da planta é bem simples e primitivo.

 

Revista do Instituto Histórico e Geográfico do Espírito Santo, nº 61, 2007
Autor: Ricardo Brunow Costa
Compilação: Walter de Aguiar Filho,novembro/2011

 

 

LINKS RELACIONADOS:

>> Mapa da Capitania do Espírito Santo – Atlas Manuscrito de 1631 - Parte I

>> Mapa constando o Morro do Morro no século XVI



GALERIA:

📷
📷


História do ES

Insurreição do Queimado, o outro lado da revolta

Insurreição do Queimado, o outro lado da revolta

Se o frei Gregório de Bene prometera ou não as cartas de alforria, é uma dúvida que os documentos históricos disponíveis não permitem resolver até o momento

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Opinam os jesuítas sobre a Capitania do ES

“Esta Capitania se tem por a milhor cousa do Brasil depois do Rio de Janeiro”, opinava o padre Nóbrega em 1560

Ver Artigo
Providências de Mem de Sá após a morte de Vasco Coutinho

Aos dezesseis de outubro, informado da morte de Vasco Coutinho, o governador geral expediu o mandado às principais autoridades da capitania

Ver Artigo
França Antártica – Mem de Sá e Guanabara

Notícias levadas a Mem de Sá, por intermédio de alguém que esteve no Espírito Santo, davam conta dos franceses que se haviam estabelecido na Guanabara

Ver Artigo
Os pioneiros: Degredados

Exceto dois funcionários públicos – um escrivão e um almoxarife -, todos eram degredados. Ou seja, nossos “pioneiros” eram criminosos que foram banidos, desterrados de Portugal para cumprir suas penas de prisão perpétua na colônia

Ver Artigo
O plano português para colonização das terras doadas - Sesmarias

A 28 de fevereiro de 1532, D. João III, por carta, cientificou a Martim Afonso de Souza a resolução que tomara de dividir o litoral do Brasil, de Pernambuco ao Rio da Prata, com o fim de formar capitanias com cinqüenta léguas da costa

Ver Artigo