Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Marilena Soneghet

Capa do Livro: Dicionário - Escritores e Escritoras do Espírito Santo

Nasceu em Vila Velha, ES, em 1938. Fez primário, ginásio e magistério no Colégio do Carmo, Pedagogia e Didática pela FAFI - Faculdade de Filosofia, Ciências e letras do Espírito Santo. Atuou como professora de Educação Infantil e como secretária e relações públicas. É pintora e poeta.

Desde os 4 anos, porém, viveu em Vitória. Morou em vários países e, atualmente, mora na Barra do Jucu.

Colaborou nos jornais A Região de Osasco, SP, nas revistas do EGHES e da AESL. Escreve crônicas semanais em A Gazeta. Premiada em concursos com a peça O Espantalho do Mané. Participou, como letrista, do disco Ouro e Mel de Glória Gadelha, arranjos de Sivuca. Fala idiomas aprendidos em suas viagens pelo mundo.

É membro d Istituto Histórico e Geográfico do ES e da Academia de Letras, Artes e Ciências de Osasco, SP. Ocupa a cadeira nº 13 da AFESL. Publicou Nas asas do vento (poesias), 1992; Trança (crônica), 2000. Em parceria: Trevo de quatro folhas (haicais) 1999; Canzoni d'amore (poemas - italiano-português) 1999.

Participações: A poesia Espírito-santense no século XX. 1998; Escritoras Capixabas, 1998; A Parte que nos toca, 2000; da AFESL, Poemar 1999; Vozes & Perfis e outras. Participação da Coletânea Escritos de Vitória - 8 - Bares, Botequins, etc. da Secretaria de Cultura, Esporte e Turismo da PMV - 1995.

 

Livro: Dicionário - Escritores e Escritoras do Espírito Santo 
Autores: Francisco Aurélio Ribeiro e Thelma Maria Azevedo

 

LINKS RELACIONADOS:

>> O Campanelli 
>> A Casa do Navio 



GALERIA:

📷
📷


Escritores Capixabas

Hermogem

Hermogem

Eu, Tertolino Balbino, desde os meus 25 anos que eu cunhecí o senhor Hermogem Fonseca.

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Identidade(s) capixaba(s) – Por Francisco Aurélio Ribeiro

O conceito de "Identidade" é complexo, pouco desenvolvido e pouco compreendido, na contemporaneidade

Ver Artigo
Peixe na telha - Por Walter de Aguiar Filho

Só pela sua simpatia, o peixeiro da banca da esquina já me dá a sensação de que realmente seu produto é de primeira. E é. Faço uma festa comprando um quilo e meio de camarão e um bitelo de um dentão de três quilos

Ver Artigo
Tímidos Ensaios – Por Monsenhor Eurípedes Pedrinha (1891)

Cuidou para logo Coutinho assentar habitações na margem direita dessa mimosa baía, e trocar-lhe o nome de Mboab

Ver Artigo
Ouro Negro

No começo de 1960, o Espírito Santo vivia o pior momento da sua história. A cafeicultura, que sustentava a economia desde a segunda década do séc. XIX

Ver Artigo
Hermogem

Eu, Tertolino Balbino, desde os meus 25 anos que eu cunhecí o senhor Hermogem Fonseca.

Ver Artigo