Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Medidas para ajudar a salvar o Rio Doce

A recuperação de nascentes e o reflorestamento das margens do Rio Doce, no trecho que corta o Espírito Santo, são apontados por especialistas como soluções para salvar o manancial que nasce em Minas Gerais e passa por 230 municípios, 28 deles localizados em território capixaba.

Para tratar de alternativas que contribuam para melhorar o potencial hídrico e a diminuição do processo de degradação ao longo do leito, representantes da Câmara Técnica de Gestão de Eventos Críticos (CTGEC), do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Doce (CBH-Doce), do CBH-Pontões e Lagoas do Rio Doce, CBH-Barra Seca e Foz do Rio Doce e de entidades ligadas ao manancial, se reuniram na Vila de Regência, em Linhares, Norte do Estado.

A abertura mecânica de um canal na foz do rio, nas imediações do antigo local de vazão, foi uma das medidas debatidas, mas descartada por ser considerada ineficaz.

"Não resolveria porque a areia se move com ventos e maré. A abertura foi tentada por pescadores, mas não adiantou. É uma obra de impacto ambiental e insuficiente para a solução do problema", diz o secretário executivo do CBH-Barra Seca e Foz do Rio Doce, Carlos Sangalia.

O acompanhamento da seca e o registro de chuvas foram abordados no encontro. Especialistas apontaram que a estiagem aumentou e tendência é de que menos chuvas sejam registradas em 2016.

"Fatores naturais como o período de estiagem na nossa região e as últimas enchentes no manancial acentuaram o surgimento de depósitos de areia, trazidos pelo assoreamento e o desmatamento às margens do Rio Doce são as principais causas do fechamento de uma das bocas da barra, nas imediações do porto de Regência", explicou Sangalia.

 

Fonte: A Tribuna, Vitória - ES, 02/08/2015
Texto: Wilton Junior
Arquivo: Instituto Jones dos Santos Neves
Compilação: Walter de Aguiar Filho, agosto/2018

Ecologia

Artigo do jornal O PHAROL (de 1925)

Artigo do jornal O PHAROL (de 1925)

Não houve também, infelizmente, no momento quem advertisse aos nossos impiedosos lenhadores. Aquele tronco era o depositário dos queixumes e alegrias, dos planos guerreiros dos nossos famosos indígenas, que fugiam aos meandros das grutas da Penha, quando mais forte, mais intensa e heróica se tornou a luta dos nossos destemidos missionários da instrução e civilização.


Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Cientista Augusto Ruschi

Uma vez passou um carnaval inteiro atrás de uma formiga. Havia uma formiga preta que a gente encontra na mata sempre sozinha. Mas ele achava que essa formiga não mora sozinha e sim com outras companheiras

Ver Artigo
Paisagens de Passagens - Por Rubens Câmara Gomes

A Praia de Camburi sem nenhuma construção também era muito melhor, embora eu tivesse freqüentado pouco quanto ela ainda era virgem. Lembro que o acesso era pela Ponte da Passagem

Ver Artigo
Marinha desmonta o farol de Regência - 1998

Foi iniciado ontem, em Regência, o processo de desmontagem do farol que foi instalado no local em 1888

Ver Artigo
Turismo no Campo - Por Cacau Monjardim em 1975

Nestas propriedades seriam mantidas as tradições que poderiam vir a ser incluídas  na programação e formação de uma rede estadual de turismo rural ou melhor, de turismo-natureza

Ver Artigo
Medidas para ajudar a salvar o Rio Doce

Especialistas sugeriram em encontro o reflorestamento das margens e recuperação de nascentes para preservar o rio

Ver Artigo