Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Moacyr Checon fundador do Grupo União - Por Luciana Maximo

Moacyr Checon fundador do Grupo União - Foto de Luciana Maximo, 2015

Um empreendedor nato, natural de Iconha, o empresário Moacyr Checon, hoje é um dos sócios do Grupo União, que nasceu da união de 15 sócios, proprietários de 15 pequenos caminhões. Ele foi o fundador da primeira casa de peças da cidade.

Num bate papo bem descontraído com o empresário, no Restaurante da família, anexo ao Hotel e Posto União, Checon revelou como tudo começou numa época que só havia estrada de chão e nem um posto de combustível na redondeza aberto aos motoristas.

Visionário, já naquele tempo, reunido com os amigos caminhoneiros, criaram a associação para atendê-los em suas necessidades com o transporte. Ele contou que os pais eram produtores rurais e ele os ajudara na lavoura, mas aos 18 anos tirou a carteira de habilitação e conseguiu um emprego de motorista na Viação Itapemirim. Quando deixou a empresa de ônibus, ele foi trabalhar com o amigo Carlinhos Marchiori, dirigindo o caminhão dele. Quatro meses depois, o pai dele comprou um caminhão financiado para ele trabalhar, por volta dos anos 50.

Em 1953, Moacyr mudou-se para Cachoeiro de Itapemirim. Junto com o irmão, trabalhavam com o caminhão do pai fazendo viagens para o Rio de Janeiro.

Para abastecer os caminhões dos 15 amigos sócios, eles foram em busca no Rio de Janeiro de apoio e conseguiram com a Esso todo o suporte para montarem o posto na verdade eles queriam uma bomba. Em Iconha, já havia bombas de gasolina da Shell, Texaco e Atlantic, e só não tinha da Esso. "A idéia inicial era conseguir uma bomba exclusiva para os quinze caminhoneiros associados e acabou se tornando um grande negócio, com a ajuda da Esso, que patrocinou a abertura do posto e a gasolina, dando a União 1 ano sem juros para pagar o investimento. Antigamente, não existiam postos de gasolina em Iconha, havia apenas bombas de abastecimento, mas não nos modelos que de hoje. O União foi o primeiro posto de gasolina aberto do município".

A casa de peças

O empresário viu a necessidade de ter associado ao posto uma casa de peças, pois as estradas de chão acabaram contribuindo para que os carros quebrassem muito. Ele convidou os amigos para abrirem juntos, mas os mesmos não acreditaram na época que valeria a pena. O problema era ter de sair de Iconha para comprar peças em Vitória ou Cachoeiro. Finalmente, a Casa de Peças União foi aberta, sem o apoio dos outros sócios, que permitiram que Moacyr, que possuía um pouco de dinheiro guardado, investisse na nova frente de comércio, e hoje são mais de 20 casas de peças no ES e em outros estados.

Nos dias de hoje existe a carrocerias União, de um dos sócios, a Pneus União, de outro deles, o restaurante União, que é do filho de um dos sócios. Cada um dos sócios investiu em novas frentes de comércio usando sempre o nome da Cooperativa. Alguns dos primeiros sócios faleceram e quem cuida dos negócios são os filhos e netos. O empresário Moacyr é gerente do Posto União há mais de 40 anos. Mas ele também acabou entrando para a política através do amigo que salvara sua vida, quando teve malária e precisava dos serviços médicos do Dr. Danilo Monteiro de Castro.

 

Fonte: Jornal Espírito Santo Notícias – 15/07 a 30/07 de 2015 – 2º quinzena, nº 87
Autora: Luciana Maximo
Compilação: Walter de Aguiar Filho, agosto/2015

Personalidades Capixabas

Kosciuszko Barbosa Leão - nascido em 12-09-1889

Kosciuszko Barbosa Leão - nascido em 12-09-1889

Foi o único capixaba que figurou na enciclopédia Delta Larousse e publicou dez livros abrangendo temas políticos, filosóficos e religiosos

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

O brilho da metade do céu – Movimento Feminista

As feministas iniciaram sua organização no estado, mais precisamente em Vitória, nos anos 80

Ver Artigo
Prestando Contas – Por Eurico Rezende

Hoje, neste mês vestibular de 1988 coloco-me na longa esteira de recordações do trabalho inovador que desenvolvi no preparo da Constituição em vigor

Ver Artigo
Diretas já! – Por Dionary Sarmento Régis

No comício de Camburi: falei com emoção, me apresentei como comunista, pedi eleições diretas e legalidade para o PCB

Ver Artigo
Movimento Cineclubista – Por Antônio Claudino de Jesus

O "mosquitinho" circulara na véspera no almoço do RU e despertou minha atenção naquele triste ano de 1973

Ver Artigo
Reivindicando – Domingos José Martins

Já hoje ninguém, ou, talvez minguadíssimo número, duvida ou ignora ter nascido na então Província do Espírito Santo e não na da Bahia

Ver Artigo