Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Monumento ao Ano Internacional da Paz

Monumento ao Ano Internacional da Paz, Praça dos Namorados

Em busca da Memória Perdida

O professor e historiador Willis de Faria, preocupado com uma reportagem publicada em jornal de Vitória, que falava sobre a indiferença do povo capixaba em relação ao péssimo estado de conservação do seu patrimônio cultural, fez um projeto de um catálogo dos monumentos culturais e históricos da capital, o qual foi aprovado pela Lei Rubem Braga.

Em boa hora vem a lume e publicação deste catálogo de monumentos culturais e históricos da cidade de Vitória. Nele, o leitor em particular, e a população em geral, encontrará não somente uma simples descrição do monumento, mas um valioso subsídio para todos, quanto às origens do fato, esclarecendo as pessoas sobre a história das imagens que são representadas e o passado histórico da cidade.

Culpa-se o brasileiro de não ter memória, de não preservar sua origem, de não voltar os olhos para o passado, como a negar seu presente e futuro. O professor Willis de Faria vem lembrar-nos com esta obra, que a história está presente em cada momento silencioso que nos interroga, nas ruas e praças, e nos convida a determo-nos, transeuntes apressados, e olharmos para cada um, no intuito de ver ali a história de um povo, de uma tradição, de uma ideologia. Após esta obra não poderemos mais ignorar os monumentos culturais e históricos da cidade de Vitória. É para isso que foi publicada. (Francisco Aurélio Ribeiro - Secretário de Produção e Difusão Cultural - UFES)

 

Monumento ao Ano Internacional da Paz

 

O Monumento: é constituído de duas meias laranjas, simbolizando faces do Planeta Terra, representando os dois hemisférios, através da projeção de Mercator. Sua face côncava é de concreto, coberto de pastilhas coloridas compondo os continentes.

Localização: Praça dos Namorados – Enseada do Suá – Praia do Canto

Concepção Artística: Arquiteto Gregório Repsold

Execução: escultor de nacionalidade grega Iannis Zavoudakis

Inscrição: “A terra é um país, e a humanidade, seus cidadãos”. Bahá'u'lláh (1817-1892)--Fundador da Fé Bahá'í

Ato Inaugural: dezembro de 1987
Homenagem da comunidade BAHAI de Vitória ao Ano Internacional da Paz. Adm. Municipal Hermes Laranja Gonçalves.

 

Fonte: Catálogo dos Monumentos Históricos e Cultural da Capital – Vitória – ES
Autor: Willis de Faria (o catálago foi por ele doado à Casa da Memória em 27-03-93)
Foto: Sérgio Lobos Martins e Flávio Lobos Martins Filho
Capa: Eugênio G. Herkenhoff
Compilação e foto atual: Walter de Aguiar Filho, julho/2011

Monumentos

O Exército: 38º BI.

O Exército: 38º BI.

O 38º BATALHÃO DE INFANTARIA, localizado em Vila Velha - ES, foi criado em 19 de abril de 1851, na cidade de Salvador - BA, pelo decreto 782, com a denominação de meio Batalhão de Caçadores da Bahia. Ao longo de 150 anos de existência teve outras denominações...

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Monumento a Vasco Fernandes Coutinho (1º Donatário da Capitania)

É representado por um obelisco de granito, constituído de uma só peça inteiriça que assenta sobre quatro esferas de metal

Ver Artigo
O Farol de Santa Luzia

O farol de Santa Luzia em Vila Velha é a construção de montagem mecânica mais antiga do Espírito Santo, ganhando em muito na antigüidade de algumas pontes das estradas de ferro

Ver Artigo
Farol de Santa Luzia – Por Elmo Elton

A 07 de setembro de 1871, a luz do farol já anunciava aos nautas, antes incertos, a segurança da aproximação do porto

Ver Artigo
Chafarizes – Por Elmo Elton

A Prefeitura Municipal de Vitória anuncia que vai restaurar o velho e desativado chafariz da esplanada da Capixaba, na atual Rua Barão de Monjardim

Ver Artigo
Patrimônio ambiental: aspectos na Grande Vitória

A necessidade de intervenção no espaço físico, social e cultural levou a Fundação Jones dos Santos Neves a elaborar o Plano de Preservação do Patrimônio Ambiental Urbano e Natural

Ver Artigo