Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Monumento ao Ano Internacional da Paz

Monumento ao Ano Internacional da Paz, Praça dos Namorados

Em busca da Memória Perdida

O professor e historiador Willis de Faria, preocupado com uma reportagem publicada em jornal de Vitória, que falava sobre a indiferença do povo capixaba em relação ao péssimo estado de conservação do seu patrimônio cultural, fez um projeto de um catálogo dos monumentos culturais e históricos da capital, o qual foi aprovado pela Lei Rubem Braga.

Em boa hora vem a lume e publicação deste catálogo de monumentos culturais e históricos da cidade de Vitória. Nele, o leitor em particular, e a população em geral, encontrará não somente uma simples descrição do monumento, mas um valioso subsídio para todos, quanto às origens do fato, esclarecendo as pessoas sobre a história das imagens que são representadas e o passado histórico da cidade.

Culpa-se o brasileiro de não ter memória, de não preservar sua origem, de não voltar os olhos para o passado, como a negar seu presente e futuro. O professor Willis de Faria vem lembrar-nos com esta obra, que a história está presente em cada momento silencioso que nos interroga, nas ruas e praças, e nos convida a determo-nos, transeuntes apressados, e olharmos para cada um, no intuito de ver ali a história de um povo, de uma tradição, de uma ideologia. Após esta obra não poderemos mais ignorar os monumentos culturais e históricos da cidade de Vitória. É para isso que foi publicada. (Francisco Aurélio Ribeiro - Secretário de Produção e Difusão Cultural - UFES)

 

Monumento ao Ano Internacional da Paz

 

O Monumento: é constituído de duas meias laranjas, simbolizando faces do Planeta Terra, representando os dois hemisférios, através da projeção de Mercator. Sua face côncava é de concreto, coberto de pastilhas coloridas compondo os continentes.

Localização: Praça dos Namorados – Enseada do Suá – Praia do Canto

Concepção Artística: Arquiteto Gregório Repsold

Execução: escultor de nacionalidade grega Iannis Zavoudakis

Inscrição: “A terra é um país, e a humanidade, seus cidadãos”. Bahá'u'lláh (1817-1892)--Fundador da Fé Bahá'í

Ato Inaugural: dezembro de 1987
Homenagem da comunidade BAHAI de Vitória ao Ano Internacional da Paz. Adm. Municipal Hermes Laranja Gonçalves.

 

Fonte: Catálogo dos Monumentos Históricos e Cultural da Capital – Vitória – ES
Autor: Willis de Faria (o catálago foi por ele doado à Casa da Memória em 27-03-93)
Foto: Sérgio Lobos Martins e Flávio Lobos Martins Filho
Capa: Eugênio G. Herkenhoff
Compilação e foto atual: Walter de Aguiar Filho, julho/2011

Monumentos

Listagem de elementos a preservar, ou valorizar

Listagem de elementos a preservar, ou valorizar

Levantamento realizado pela Fundação Jones dos Santos Neves na administração do governador Élcio Álvares, 1979

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Teatro Carlos Gomes

Principal teatro de Vitória, o Carlos Gomes foi inaugurado a 5 de janeiro de 1927, com a peça Verde e Amarelo, de Patrocínio Filho, representada pela Companhia Tan-Tan

Ver Artigo
Praça Costa Pereira

"A Praça Costa Pereira é o lugar ideal para refletir a cidade, a vida. Não sei, se são as árvores, talvez, o barulho dos passarinhos". Márcia Gáudio, atriz

Ver Artigo
Praça Oito de Setembro

O cronista Eugênio Sette, dizia que "... a Praça Oito parece uma mulher dama muito vivida, muito experimentada, que não arrepia carreira, nem se encabula com uma piada mais grosseira. Já viu tudo. E, por isso, aguenta firme, consciente do seu papel."

Ver Artigo
Praça João Clímaco

Localizada em frente ao Palácio Anchieta, a Praça João Clímaco, ex-praça Afonso Brás, foi durante três séculos chamada ora como largo do Colégio, ora largo Afonso Brás

Ver Artigo