Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

O Caxias Esporte Clube

Jornal A Gazeta, 14 de Junho de 1970

A história registrada das entidades de classe da PMES tem seu inicio no dia 29 de julho 1919, conforme a Ordem do Dia n° 159-A, do Corpo Militar de Policia (PMES), quando por iniciativa do tenente Francisco Eujênio de Assis implanta na Corporação capixaba (PMES), o Club Militar de Foot Ball, como uma espécie de associação destina a proporcionar atividades de lazer para os integrantes da Corporação capixaba, a qual podemos dizer que foi o embrião do Caxias Esporte Clube, sendo empossados na época, o capitão Abílio Martins (presidente) e o tenente João Barbetta da Rocha (tesoureiro).

No inicio de 1924, temos o primeiro registro em boletim da PM, da formação de uma equipe de futebol da Corporação capixaba, com a seguinte publicação: “O time da Policia treinará amanhã as 08:00 horas, no campo do América em Paul contra o Victória FC. Escalados, Oliveiros, Nicanor, Nilo Roque, Bidon, Nery, Pedro Alves, Eurico, Vitor, Miranda, Luiz Andrade e Euphrasio”. (Boletim nº. 12, de 12.01.1924). Estava dado o segundo passo para a criação de uma equipe de Futebol de Campo na PMES. Mas a idéia ainda demoraria muito para se tornar realidade e, somente 16 anos depois, finalmente, o sonho se realizaria.

No dia 6 de setembro de 1940 é fundado na PMES o Caxias Esporte Clube integrado por jogadores pertencentes aos quadros da Força Policial capixaba, cuja denominação homenagem o patrono do Exército Brasileiro, marechal Luis Alves de Lima e Silva, o “Duque de Caxias”, com as cores vermelho e preto e uniforme idêntico ao do Flamengo F.C. do Rio de Janeiro.

No ano de 1942, sob a presidência do então, 1º tenente Lumberto Maciel de Azevedo inicia a sua participação no Campeonato Capixaba de Futebol. O rubro negro da Força Policial Militar, Caxias Esporte Clube termina a competição classificado em 3º lugar e, no ano de 1943 a equipe vermelha e preta da Força Policial Militar termina o Campeonato Capixaba daquele ano, como vice-campeão estadual.

Em 1944, sob a presidência do então 1º tenente Francisco Fernandes de Miranda, o Caxias Esporte Clube com apenas 4 anos de existência, obtém a sua maior conquista, sagrando-se campeão capixaba daquele ano, e que contou com a participação do América (o primeiro campeão capixaba em 1917), Santo Antônio (que obtivera o 1º título em 1931), Americano (campeão de 1940), Rio Branco (bicampeão de 1941 e 42), e Vitória F.C. (campeão de 1943). O Caxias fez uma campanha que merece destaque:

A equipe da Polícia Militar fez uma excelente campanha no turno, conquistando a Taça “Cidade de Vitória”. No returno mantinha a boa campanha, na penúltima rodada, no dia 17 de dezembro de 1944 fez uma das partidas mais emocionante da história do campeonato capixaba, quando enfrentou o Rio Branco favorito a conquista do campeonato.

O primeiro tempo terminou e o Rio Branco vencia o jogo por 3 a 0. Iniciou o 2º tempo, e a condição física foi o fator principal, pois a equipe do Caxias partiu para cima do adversário e Louro fez o 1º e o 2º gols, ninguém acreditava no que acontecia, logo em seguida, Lambari empatou a partida, e quase no final Wilson fez o 4º gol e deu a vitória à equipe policial militar. Final da épica partida, Caxias 4x3 Rio Branco. (A Gazeta, 19.12.44, p. 3).

Na última rodada o Caxias venceu o América por 2 x 0, e o Rio Branco não superou o Vitória F.C., empatando por 1 X 1.

O jornal “A Gazeta” de 4 de janeiro de 1945 (p. 5), estampou a manchete: “CAXIAS CAMPEÃO DE 1944”, e no dia 7 de janeiro de 1944 (p. 7), fez uma reportagem homenageando o Caxias Esporte Clube, Campeão de 1944, que durante a competição atuou com a seguinte equipe: DIAS, BAZÉ, ANICETO, PALMEIRAS, AUTO, JARBAS, DUQUINHA, WILSON, LAURO, LAMBARI e JERÔNIMO, e ainda, participaram em algumas partidas NELSON, DOMINGOS, VADINHO e BATISTA, tendo MUSSIELO como treinador.

Em 1945, o Rio Branco sagra-se campeão, e o Caxias E.C. termina a competição como vice-campeão, posição que só voltaria a alcançar dez anos depois, no Campeonato Capixaba do ano de 1955, quando conquistou o “Torneio Início” com a equipe formada por: CARLINHOS, GALDINO, WALLACE, FERRINHO, TIÃO e FIRMINO; CARMOSINO, VAVÁ, EMILIANO, NILSON E LEOZICO.

Em 1961, o Caxias Futebol Clube foi novamente campeão do “Torneio Início” com a seguinte equipe formação: LOURO, ALVARENGA, JORGE REIS; AGRIMALDO, GLADSTONE, ZIZINHO, CARMOSINO, JURANDIR, RUBINHO, JORGE CORDEIRO e RONALDO.

A última conquista de destaque da equipe do Caxias Esporte Clube foi a conquista da Taça “Cidade de Vitória” no ano de 1970. Durante a competição, o Caxias Esporte Clube só perdera um jogo para o Rio Branco por 1 x 0, gol de Ely. Após a última rodada a equipe da PMES terminou empatada com o Rio Branco F.C., ambos com 16 pontos ganhos e a decisão seria realizada em duas partidas.

Na primeira partida da decisão contra o Rio Branco F.C. realizada no dia 9 de junho de 1970 houve um empate pelo placar de 1 x 1, com gols de Landi para o Rio Branco e Nicodemus (que havia entrado no 2º tempo) para o Caxias. No segundo jogo realizado no dia 13 de junho de 1970, o Caxias E. C. derrotou o Rio Branco por 2 a 0 com gols de Alcenir, conquistando assim, o título de campeão da Taça “Cidade de Vitória” em 1970, a sua última conquista presenciada por este autor aos 19 anos de idade. Foi uma festa eletrizante.

Participaram da Campanha os seguintes atletas: GEORGE, ROQUE, FOLHEADO, ROBERTO FERRO E CAMPEÃO, CARLOS E AGRIMALDO, HUMBERTO, ERNANI, FIRMINO E ALCENIR e, em alguns jogos, GERALDO, CONTI, JAJÁ, NICODEMUS, MANOEL, MARCOS, e OLIVEIRA, sob a direção do treinador ILSON LIMA.

Assim em sua trajetória nas participações em competições estaduais do Campeonato de profissionais capixaba no período de 1941 a 1970, nos seus 30 anos de existência, o Caxias Esporte Clube conquistou dois “Torneios Início” em 1955 e 1961, duas Taças “Cidade de Vitória” em 1944 e 1970, e um “Campeonato Estadual de Futebol”, em 1944.

A partir de 1971, o Caxias Esporte Clube afastou-se do Campeonato Estadual de Futebol Capixaba da série A, só voltando a participar das competições estaduais, disputando o Campeonato Estadual de Futebol Capixaba da Segunda Divisão, na série B, em 2008 e 2009, com o objetivo de retornar a série A, sem sucesso, e em 2012 participou dos campeonatos Estaduais na categoria até 15 anos (sub 15) e na categoria até 17 anos (sub 17), sem chegar às semifinais das respectivas competições, as quais disputa em 2013, investindo apenas nas categorias de base da agremiação miliciana.

 

Fonte: Enviada para nosso e-mail no dia 03/11/204
Autor: Gelson Loiola



GALERIA:

📷
📷


O Esporte na História do ES

Desportos - Por Renato Pacheco

Desportos - Por Renato Pacheco

O campeonato local de 1934 contou com sete clubes. Foi então que o Rio Branco FC, fundado em 21 de junho de 1913, resolveu transformar seu barracão, em Jucutuquara, num monumental stadium, que seria inaugurado em 30 de maio de 1936

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Santo Antônio Futebol Clube

O bairro mais antigo da capital espírito-santense tem uma imensa importância para o futebol capixaba, pela trajetória esportiva do time do Santo Antônio

Ver Artigo
O Caxias Esporte Clube

A história registrada das entidades de classe da PMES tem seu inicio no dia 29 de julho 1919, conforme a Ordem do Dia n° 159-A, do Corpo Militar de Policia (PMES)

Ver Artigo
No Maracanã, 1950 e 2014

Elça Melo Soares, escritora de 92 anos que esteve na dramática final da Copa do Mundo de 1950 mostra suas lembranças daquele dia e suas esperanças para a Seleção Brasileira neste ano

Ver Artigo
Mora

É válido destacar, resgatando os costumes dos imigrantes italianos que vieram para o ES, os jogos de lazer, como mora, baralho e bocha, ainda praticados pelos descendentes em Santa Teresa

Ver Artigo
Pesca com iscas artificiais

As moscas são do tipo seco (de superfície), afogadas e ninfas (submersas). É usada na pesca do salmão, truta, blackbass, tilápia, etc

Ver Artigo