Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Pá - Bubu

Planta Cadastral de Vila Velha do Engenheiro e Prefeito Antônio Athayde, 1894

A crise de falta de água doce que se avizinha é motivada pela mudança climática em curso no planeta. Isso acontece em consequência da poluição atmosférica e da degradação geral do meio ambiente, promovida pelos seres humanos. Por isso, há de se resgatar as fontes de água doce que tínhamos, ou melhor, ainda possuímos, mas devemos revigorá-las.

O fio de água que minava do Morrinho (colina que antecede o morro do Convento), onde ficava a casa do Padre José Lidwin, deveria ter sido preservada. Existe um filete de água que escorre do Morro do Convento para o antigo leito do Canal da Costa ('rio da Costa').

O engenheiro Antônio Francisco Athayde, fez em 1894 uma planta cadastral de Vila Velha e registrou esse filete de água como Pá-bubu.

Esse filete deve ser valorizado e pode vir alimentar um chafariz que poderia ser instalado junto ao muro do Convento da Penha, que dá acesso a um trecho de rua sem saída, transversal à rua Dom Jorge de Menezes.

 

Por: Roberto Abreu, 2007

Editor Roberto Abreu

Rua do Sacramento

Rua do Sacramento

Contando-se a história de logradouros antigos de Vila Velha, conta-se a história do respectivo bairro, e assim por diante até chegar-se à história do Município a partir de seus moradores

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

A origem do calendário da Festa da Penha - Por Roberto Abreu

Como o calendário da Igreja obedece o ciclo lunar, o calendário civil vinha dando uma discrepância na marcação das datas das festas de suma importância, como por exemplo:a Festa da Páscoa

Ver Artigo
Luiza Grinalda

Luiza Grinalda foi viúva de Vasco Fernandes Coutinho Filho, e por conta disso é homenageada com nome de rua que começa na Prainha de Vila Velha, ladeando o morro do Convento e vai até a atual Av. Champagnat

Ver Artigo
A Praça Duque de Caxias de Vila Velha

Pela planta cadastral de Vila Velha, feita pelo engenheiro Antonio Francisco de Athayde em 1894, vemos que ali era demarcada a praça Vasco Coutinho, cerca de 1/3 maior do que a atual

Ver Artigo
O carnavalesco Zezinho do Garrido

O carnavalesco Zezinho, humilde trabalhador braçal, já meio careca, calçou os “pé de anjo”, vestiu a calça branca de brim barato e a camisa de meia vermelha, saiu do barraco pobre, fechou a porta e foi pegar o bonde no ponto do Garrido

Ver Artigo
Lista de eleitores de Vila Velha

Lista de eleitores de Vila Velha 

Ver Artigo