Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Palavras que vieram da África

Quindim

A influência do negro na nossa cultura foi bastante expressiva. Os hábitos e costumes africanos penetraram no nosso cotidiano. Na língua portuguesa, assim como os índios, os negros acrescentaram um bom número de palavras ao nosso vocabulário.

Comemos jiló, tutu, quindim, vatapá e azeite de dendê sem parar para pensar de onde vieram as denominações. Batuque, candango, curinga, caxumba, senzala, xangô, xingar, macumba, miçanga. Não seria possível enumerar todos os vocábulos.

Algumas palavras tem histórias curiosas. Por exemplo, cangote, que tem origem na palavra canga, usada para prender os bois pelo pescoço. Já a palavra banguela vem de banguê. Os negros benguelas tinham a tradição de arrancar os dentes da frente ainda crianças.

Além do vocabulário, no Espírito Santo, a influência dos negros está presente no artesanato, na culinária e nas manifestações folclóricas, como o Ticumbi, no norte do Estado, jongos e caxambus, no sul e bandas de congo, no litoral.

 

Fonte: A Tribuna (21/05/2000)
Compilação: Walter de Aguiar Filho, novembro/2013 

 

LINKS RELACIONADOS:

>> Capixabês 
>> A mexerica pocou!!! 
>>
 
Festa de São Benedito
>>
 
Congo não é música

História do ES

O outro lado da revolta de Queimado

O outro lado da revolta de Queimado

Em 19 de março de 1849, registrou-se na Província um fato que a História denominou “Insurreição do Queimado”. Insurreição é sinônimo de revolta

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Moniz Freire na Presidência do Estado

José de Melo Carvalho Moniz Freire assumiu as rédeas do governo, eleito pela Assembléia, para cumprir mandado constitucional de 1892 a 1896

Ver Artigo
Vitória cidade ganglionar – Presidente Avidos

Vitória pertence ao tipo, que os urbanistas modernos denominam de cidade linear, unindo gânglios atrofiados entre o mar e as montanhas

Ver Artigo
O Milagre da Seca – Por Maria Stella de Novaes

Organizou-se uma procissão marítima, com as embarcações e colocou-se a preciosa imagem de Nossa Senhora da Penha

Ver Artigo
O que não se vê – Presidente Florentino Avidos

Grande parcela não é visível: as drenagens, os esgotos, as canalizações de água, porque são subterrâneas

Ver Artigo
Os Cooperadores de Florentino Avidos

Do secretariado faziam parte os doutores Antônio Lopes Ribeiro e Carlos Xavier Barreto, secretários do Interior e Justiça e da Presidência, Mirabeau da Rocha Pimentel

Ver Artigo