Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Praia da Costa

Um sítio com muita capoeira, pitangueira e uma pequena aldeia de pescadores, delimitado por uma cerca de arame ao Sul e pelo Rio Costa ao Oeste. Assim era a agrária Praia da Costa, que hoje abriga 40 mil moradores e recebe milhares de turistas durante o verão, por causa da bela praia.

O Sítio da Costa surgiu em 1892, numa época em que não existia nada, apenas o Farol de Santa Luzia, que, vindo da Inglaterra, foi instalado em 1871. Os donos do sítio eram João Joaquim da Motta, Deméclito e Dório Silva e Américo Kolblinger.

Em 1929, João Joaquim da Motta construiu a primeira casa na Curva da Sereia, onde passou a morar. Um ano depois foi aberta a primeira estrada.

Com isso, de comunidade agrícola o local passou a ser uma região turística, já que muitas pessoas passaram a visitar o local por causa da praia e a fazer as tradicionais farofadas.

Em 1939, foi feito o primeiro loteamento com 262 lotes, que foi aprovado no dia 13 de dezembro de 1941 pelo prefeito da época Eugênio Pacheco de Queiroz.

Foi então que o Sítio da Costa passou a ser chamado de Praia da Costa. Animados, 40 moradores se reuniram e construíram, em frente à Curva da Sereia, o Clube dos 40. Em seguida, foi aberto o Restaurante Sereia, abrindo caminho para tantos outros.

Em 1953, a antiga Avenida Beira Mar, hoje Gil Veloso, foi asfaltada. Nessa época, também foi erguida a Casa do Navio, onde hoje está o Quality Apart-Hotel.

Dessa década de 50, a dona de casa Maria Augusta Coelho Lopes, de 73 anos, guarda boas recordações. “Lembro da inauguração do Hotel Tabajara, logo após a Copa, que contou com a presença do nosso rei Pelé”, relembrou.

Ela afirma que, naquela época, o mar era tão bravo, que a espuma chegava do outro lado da rua. “Chamávamos de arrebentação. Só dava para tomar banho de mar na Curva da Sereia, onde o mar era mais calmo”, disse.

Links Relacionados:

 A origem da Praia da Costa
 Loteamento da Praia da Costa
 
 Farol de Santa Luzia
 
 Praia da Sereia
 
 Casa do Navio
 
 O Rei Pelé na Praia da Costa

 Arrebentação 

Fonte: A Gazeta (05/12/2005)

Bairros e Ruas

Avenida Jerônimo Monteiro (ex-rua da Alfândega)

Avenida Jerônimo Monteiro (ex-rua da Alfândega)

Atualmente, é a principal artéria central de Vitória. Chamou-se, antes, Rua da Alfândega, sendo que, em 1872, passou a denominar-se Rua Conde D'Eu

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Praça D. Luiz Scortegagna (ex-largo da Matriz) – Por Elmo Elton

O largo da Matriz não tinha calçamento, era de chão batido. Desaparecidas as ruas 2 de Dezembro e Domingos Martins, a área, antes exígua, se ampliou 

Ver Artigo
Primeiros moradores do Farol de Santa Luzia

Os primeiros moradores da região do Farol de Santa Luzia, na Praia da Costa, Vila Velha, foram...

Ver Artigo
Rua Dois de Dezembro (ex-rua do Beco) – Por Elmo Elton

Tinha começo em frente à Loja Maçônica Ordem e Progresso, onde se construíra um chafariz, e terminava no largo da Matriz, quase paralela à José Marcelino

Ver Artigo
Rua Cristóvão Colombo (desaparecida) – Por Elmo Elton

Da antiga Cristóvão Colombo resta um trechinho de nada, ao lado da Barão de Monjardim, sendo que uma escadaria, ao término da extinta rua, tem, agora, o nome do descobridor. A escadaria, estreita, em rampa íngreme, dá subida para o morro do Vigia

Ver Artigo
Movimento que desenha a cidade – Jardim da Penha

Desse modo, são menos comuns os movimentos urbanos que refletem sobre a qualidade da paisagem urbana, o desenho, o volume das construções

Ver Artigo