Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Preservação é prioridade – Rio São Mateus

A Área de Preservação Ambiental de Conceição da Barra - Foto: Assessoria de Comunicação do IEMA

A esperança de um futuro melhor para as populações que vivem às margens do rio São Mateus – 11 municípios capixabas formam a sua bacia – está fortalecida com a manutenção de duas importantes Áreas de Proteção Ambiental (APA’s): a da Pedra do Elefante, em Nova Venécia, e a de Conceição da Barra, cujo decreto de criação acaba de ser reformulado pelo governador Paulo Hartung.

As áreas, que possuem 2.562,31 e 7.728 hectares, respectivamente, são importantes berçários e local de reprodução das mais variadas espécies da fauna e flora da região.

De acordo com a secretária estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Maria da Glória Abaurre, nas APAs é fundamental o zoneamento para ordenar áreas de uso restritivo, de ocupação urbana e as de uso mais intenso.

Segundo Glorinha, como é popularmente conhecida a secretária, um grande passo foi a posse, no último mês de maio, do Conselho da Pedra do Elefante, que congrega representantes da sociedade civil organizada, poder público e empresários.

“De forma democrática, os principais atores da área compreendida pela APA podem, com o auxílio do poder público e respeitando as leis constituídas, definir o que é melhor para aquela unidade de conservação”, informou a secretária.

Já a APA de Conceição da Barra, formada por lagos, manguezais e vegetação de restinga, teve o decreto de criação reformulado para assegurar a representatividade de todos os que participam da unidade de conservação, segundo explicou a gerente de Recursos Naturais do Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema), Michele de Sá Dechoum.

De acordo com o decreto estadual nº 1876-R, o Iema também deverá instaurar, no prazo de 90 dias, o Conselho da APA, que tem por objetivo o encaminhamento e a apreciação de propostas destinadas à gestão da área de preservação de Conceição da Barra.

Glossário do Meio Ambiente

O que é?

APA - É uma categoria que pertence ao Sistema Nacional de Unidades de Conservação, que consiste em compatibilizar a conservação da natureza com o uso sustentável de parcela dos seus recursos naturais.

Seus objetivos básicos são: proteger a diversidade biológica, disciplinar o processo de ocupação e assegurar a sustentabilidade do uso dos recursos naturais.

Plano de Manejo - Estabelecer o zoneamento (definição das áreas de uso restritivo, de ocupação urbana e as de uso mais intenso).

No Plano de Manejo constam as normas que devem presidir o uso da área e a utilização dos recursos naturais, inclusive a implantação das estruturas físicas necessárias à gestão da unidade.

É dado um prazo de dois anos, a contar da publicação do decreto, para a elaboração do Plano de Manejo, que ficará a cargo do órgão gestor.

Conselho da Unidade de Conservação - É um importante instrumento de gestão que congrega diferentes segmentos da sociedade envolvidos com a área para que juntos assumam as responsabilidades e decisões pertinentes à unidade de conservação.

Fonte: Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema)

Áreas de Proteção Ambiental (APA’s)

De Conceição da Barra

Caracterizada por uma imensa beleza, a APA de Conceição da Barra abrange desde o manguezal da foz do rio São Mateus até o limite sul do município, num total de 7.728 ha.

Apresenta formações de restinga em diferentes estágios de regeneração e manguezal contendo grande diversidade vegetal e animal.

Entre as espécies da fauna ameaçadas de extinção registradas na área em 2001estão a onça-parda (Puma concolor), o gato-do-mato (Leopardus tigrinus) e o borê (Chaetomys subspinosus).

Na flora, tem-se como exemplo plantas da família das Bignoniaceae. (A APA possui comunidades tradicionais como as de Barreiras e Meleiras, além de ser berçário e local de reprodução de várias espécies.

Da Pedra do Elefante (Nova Venécia)

A APA Pedra do Elefante, localizada no município de Nova Venécia, possui 2.562,31 ha, onde se encontram comunidades rurais integradas ao ecossistema regional e espécies raras, endêmicas e ameaçadas de extinção.

O afloramento rochoso que dá nome a APA é também o cartão-postal do município de Nova Venécia. A unidade contém vegetação rupestre, nascentes e fragmentos da Mata Atlântica, onde se encontra uma imponente gameleira (Fícus sp). Devido à importância biológica, essa unidade de conservação faz parte do Corredor Ecológico Pedra do Elefante. Na região, há predomínio de pequenos produtores de café, pimenta, mandioca, entre outros, além de atividades de turismo rural. Há também patrimônios históricos que vêm sendo preservados, como casarões do século XIX.

Fonte: Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema)

 

Fonte: A Tribuna, Suplemento Especial Navegando os Rios Capixabas – Rio São Mateus – 15/07/2007
Expediente: Joel Soprani
Subeditor: Gleberson Nascimento
Colaborador de texto: Flávia Martins
Diagramação: Carlos Marciel Pinheiro
Edição de fotografia: Sérgio Venturin
Compilação: Walter de Aguiar Filho, setembro/2016

Rios do ES

Parque Paulo César Vinha de visual novo - Guarapari

Parque Paulo César Vinha de visual novo - Guarapari

A unidade e a APA de Setiba vão ganhar um plano de manejo onde constam nova trilha para visitação e pontos para fiscalização e apoio

Pesquisa

Facebook

Matérias Relacionadas

Limpeza de 95% do esgoto – Rio São Mateus (2007)

A expectativa é da Secretaria de Obras de São Mateus, que prevê a conclusão até dezembro de obras de saneamento no município

Ver Artigo
Assoreamento compromete as cidades - São Mateus

A invasão do mar no bairro Bugia, em Conceição da Barra, é um dos resultados do assoreamento na foz do rio São Mateus

Ver Artigo
Busca por água no subsolo - São Mateus

Estudo vai apontar a quantidade e a qualidade dos recursos hídricos subterrâneos capixabas

Ver Artigo
Um porto na história – São Mateus

O Porto de São Mateus era uma das entradas dos navios de escravos no Brasil

Ver Artigo
Beleza em águas calmas - São Mateus

O rio São Mateus, com suas águas verdes-esmeralda, tem nascentes em Minas Gerais e passa por 11 municípios do Estado

Ver Artigo
Ouro negro movimenta a economia regional - São Mateus

Municípios que fazem parte da bacia do rio São Mateus têm nos royalties do petróleo uma forma de promover a inclusão social

Ver Artigo
Olarias e enchentes à beira-rio - São Mateus

Famílias sobrevivem com a produção de tijolos nas margens do rio São Mateus e sofrem com as enchentes

Ver Artigo
Cadastro disciplina o uso da água – Rio São Mateus

O Iema quer conhecer o perfil dos usuários da bacia do rio São Mateus, o que ajuda a melhor distribuir os recursos hídricos

Ver Artigo
União garante resultados – Rio São Mateus

Projeto de tanques-rede para produção de tilápias garante o sustento de pescadores da bacia do rio São Mateus

Ver Artigo