Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Primeiro Núcleo de Vila Velha

Conforme Maria Stella de Novaes em História de Espírito Santo, Vasco Coutinho estabeleceu-se perto do Morro do Moreno, no lugar chamado mais tarde Sítio do Ribeiro, foto ilustrativa de 1976

Conforme Maria Stella de Novaes em História de Espírito Santo, Vasco Coutinho estabeleceu-se perto do Morro do Moreno, no lugar chamado mais tarde Sítio do Ribeiro. Após a construção das primeiras cabanas da povoação, e do plantio de sementes trazidas de Portugal, um engenho de açúcar começou a funcionar, logo após as primeiras colheitas de cana.

Há poucos dados concretos e muitas hipóteses. Seriam 30 as edificações necessárias aos pioneiros, principalmente se for aceita a versão de que 60 pessoas faziam parte da expedição de Vasco Coutinho.

Em 1550 foi aberto “um armazém alfandegado” em conseqüência da abertura do comércio entre a capitania, Portugal e Angola. Ficou sob a administração de Belchior de Azevedo – o Velho – nomeado então provedor da Fazenda Real dos Defuntos e Ausentes, promovido a cavaleiro-fidalgo com todas as regalias de escudos e armas, registrou Maria Stella Novaes.

Um ano depois chegou à capitania o padre jesuíta Afonso Brás, acompanhado do irmão Simão Gonçalves. Foram eles que mandaram construir a igreja dedicada a Nossa Senhora do Rosário. Com a transferência da sede da capitania para Vila Nova (Vitória), os missionários se mudaram para a ilha.

Há controvérsias sobre os motivos da transferência da sede da capitania de Vila Velha, então Vila do Espírito Santo, para Vila Nova (Vitória) em 1550. A versão tradicional é que os portugueses vieram para a ilha para fugir dos ataques dos índios.

O artista plástico Kléber Galvêas contesta esta versão. A água potável determinou a mudança dos colonos para a Ilha de Santo Antônio, em Vitória. Por Vila Velha estar situada em uma planície, seus rios recebem muita influência da maré. Além disso, sempre foi uma região pobre em fontes de água.

 

Fonte: Site Morro do Moreno

Vila Velha

Átyla Freitas Lima

Átyla Freitas Lima

Sempre nutri vontade de divulgar os atos pitorescos que se passaram em Vila Velha, na época de nossa infância. Agora lendo em “A Gazeta” um artigo do meu amigo José Luzio, em que ele focaliza um desses fatos ocorridos como o nosso inesquecível “Demi Malcriado”, resolvi por em prática este meu desejo.

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

O Morro e a Rua do Celamim – Por Seu Dedê

O Morro Celamim era assim chamado por que sua medida era em tantos celamins de terra, uma medida de origem árabe, trazida pelos portugueses

Ver Artigo
Vila Velha, a Cidade, sua História – Por Seu Dedê

O geólogo canadense Charles Frederick Hart, visitou Vila Velha no ano de 1865

Ver Artigo
Praia da Costa – Por Seu Dedê

Na primeira curva da Praia, após a rebentação, havia a casa do doutor Dório Silva conhecida de todos como a Casa Branca

Ver Artigo
Antônio Francisco Athayde – Por Seu Dedê

Doutor Antônio Francisco de Athayde foi prefeito de Vila Velha no período de 1918 a 1921

Ver Artigo
A enchente de 1960 em Vila Velha – Por Edward Athayde D’Alcântara

Ponte da Barra do Jucu – Na foto o momento que antecedeu a sua destruição quando a ponte foi levada pelas águas da enchente de 1960

Ver Artigo