Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Quartel da Polícia Militar do Espírito Santo – Governo Punaro Bley

O Quartel da Polícia Militar, instalado na capital do Espírito Santo, é de aspecto imponente, próprio à sua finalidade, sóbrio, marcial. Está situado, porém, no centro de Vitória, em trecho populoso, especialmente de moradias, vizinho ao Parque mais importante e belo da cidade, e sem praça para sua expansão de caráter técnico, exigindo, já agora, novas instalações em região adequada, motivo porque, compreendendo essa necessidade, o Governo do Estado, por seu respectivo departamento, realizou o novo Quartel da Força Pública, em Maruípe, subúrbio da capital.

Nesta página apresentamos o antigo quartel e o “croquis” dos pavilhões do povo, ora em acabamento; responde as exigências modernas e é calçado na orientação técnica de estabelecimentos congêneres dos mais importantes do Brasil.

 

Fonte: Revista Annuário do Espírito Santo, 1937
Compilação: Walter de Aguiar Filho, dezembro/2017

História do ES

Nacionalização do ensino no ES

Nacionalização do ensino no ES

Sob orientação do professor Fernando Duarte Rabelo – então secretário da Educação e Saúde – o Estado do ES iniciou uma campanha visando a nacionalizar o ensino nas zonas de colonização estrangeira

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

A Mata Virgem – Por Auguste François Biard (Parte IV)

Tinham me falado, várias vezes, desde que chegara ao Brasil, de uma terrível cobra, a maior das trigonocéfalas, conhecida pelo nome de surucucu

Ver Artigo
Por que Morro do Moreno?

Desde o início da colonização do Espírito Santo, o Morro do Moreno funcionava como posto de observação assegurando a defesa de Vila Velha e de Vitória

Ver Artigo
A Ilha de Vitória – Por Serafim Derenzi

É uma posição privilegiada para superintender, como capital e porto, os destinos políticos e econômicos do Estado de que é capital

Ver Artigo
A história do Jornal A TRIBUNA

Conheça a história do jornal A TRIBUNA, publicada na resvista da Associação Espírito-Santense de Imprensa (AEI) em 12/2008

Ver Artigo
Intervenção federal - Governo Nestor Gomes

A vinte e seis de maio de 1920 começou a luta armada na Capital, com elementos da Força Policial dividida entre as duas facções 

Ver Artigo