Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Recursos Minerais do ES

Estação Vasco Coutinho (ES), em trecho da EFVM. Ao fundo, Pico de Itapocu - Fonte: História da Vale 2012

O extrativismo mineral tem por objetivo a exportação de riquezas minerais. As principais ocorrências no Estado são as seguintes:

Mármore: Tem alta receptividade no mercado nacional e internacional. Atualmente existem mais de 300 empresas que atuam no Espírito Santo, distribuídas nos segmentos de extração, desdobramento e beneficiamento, gerando cerca de 12 mil empregos diretos. Cachoeiro de Itapemirim, município situado a 100 quilômetros de Vitória, concentra mais de 90% dos teares instalados no Estado, de um total de mais de 600 que existem no Espírito Santo.

Petróleo: O petróleo jorrou, pela primeira vez, no município de São Mateus, ao norte do Estado, em 1967. O petróleo é explorado pela Petrobrás e é uma grande promessa de recursos para o ES.

Calcário: Usado na fabricação de cimento, produção de pó fino para uso industrial e corretivo de solo.

Granito: Jazidas principais situadas em Cachoeiro de Itapemirim.

Argila: Usada pela indústria de construção civil, cerâmica, artesanato, papel, borracha.

Berilo: Usado insdustrialemte na produção de aço especial, bombas e pilhas atômicas.

Feldspato: Usado na indústria de cerâmica e de vidro.

Manganês: Usado na usina siderúrgica e na fabricação de turbina e vela.

Monazita: Interesse industrial como fonte de terras raras e do tório.

O minério de ferro para a produção das pelotas tem origem em Minas Gerais, alcançando o Espírito Santo pela EFVM - Estrada de Ferro Vitória a Minas - (para as usinas da CVRD) ou de mineroduto (para a Samarco Mineração).

 

Fonte: Novo Atlas Escolar do ES, 1997
Autora: Neida Lúcia Moraes 
Compilação: Walter de Aguiar Filho, agosto/2013

História do ES

Século XVI - Francisco de Aguiar Coutinho e Francisco Gil de Araújo

Século XVI - Francisco de Aguiar Coutinho e Francisco Gil de Araújo

Francisco Gil de Araújo manda edificar a igreja de N. S. da Conceição, em Guarapari, que será elevada a Vila em 1679

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

A Mata Virgem – Por Auguste François Biard (Parte IV)

Tinham me falado, várias vezes, desde que chegara ao Brasil, de uma terrível cobra, a maior das trigonocéfalas, conhecida pelo nome de surucucu

Ver Artigo
Por que Morro do Moreno?

Desde o início da colonização do Espírito Santo, o Morro do Moreno funcionava como posto de observação assegurando a defesa de Vila Velha e de Vitória

Ver Artigo
A Ilha de Vitória – Por Serafim Derenzi

É uma posição privilegiada para superintender, como capital e porto, os destinos políticos e econômicos do Estado de que é capital

Ver Artigo
A história do Jornal A TRIBUNA

Conheça a história do jornal A TRIBUNA, publicada na resvista da Associação Espírito-Santense de Imprensa (AEI) em 12/2008

Ver Artigo
Intervenção federal - Governo Nestor Gomes

A vinte e seis de maio de 1920 começou a luta armada na Capital, com elementos da Força Policial dividida entre as duas facções 

Ver Artigo