Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Registros Históricos – Eugênio Pacheco de Queiroz

Eugênio Pacheco de Queiroz

Ele foi diretor-presidente do jornal A GAZETA 49 anos. Eugênio Pacheco de Queiroz esteve à frente do processo de modernização da empresa, até a criação da Rede Gazeta.

Nasceu em 23 de novembro de 1904, em Vila Velha. Iniciou os estudos em sua cidade natal. Estudou no Colégio Anglo-Brasileiro, na Praia do Vidigal, no Rio de Janeiro.

O pai morreu quando preparava-se para entrar na Escola Militar do Realengo. Aos 21 anos, filho mais velho, voltou a Vila Velha para assumir a chefia da família e da loja deixada do pai.

Assumiu o sustento da família, a mãe e quatro irmãos menores, Antonieta, Darcy, Mário e Maria.

Eugênio Pacheco também atuou na política. Foi prefeito de Vila Velha duas vezes.

Durante a Segunda Guerra Mundial, enfrentou problemas com os alemães. Destacou-se com seu trabalho de proteger as famílias e a ele se deve, junto com o apoio das tropas federais, a integridade da indústria de bombons Garoto.

Foi sócio-fundador da Volkswagem no Espírito Santo em 1958. Fundou a primeira agência de empresa no Estado e construiu a sede na Avenida Vitória.

Atuava como diretor-presidente da S.A. GAZETA desde 1951. Seu cunhado Carlos Fernando Monteiro Lindenberg era o maior acionista.

Eugênio Pacheco vendeu sua loja de Vila Velha e passou a dedicar-se ao jornal. Era o mais antigo da empresa. Foi o articulador de sua compra pelo grupo PSB.

Ingressou na empresa em 1950 como membro do conselho fiscal. Em 1951 foi eleito diretor-presidente. Morreu em 02 de janeiro de 1990, em Minas Gerais.

 

Fonte: Jornal A GAZETA de 20/11/1999
Contribuição: Roberto Brochado Abreu em abril/2011

Personalidades Capixabas

O grande cacique – Por Cacau Monjardim

O grande cacique – Por Cacau Monjardim

João Santos Filho - que acabara de casar e recebia como prêmio um lua de mel na fazenda Monte Líbano, onde o velho cacique resolvera construir a nova fábrica 

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Judith Castelo Ribeiro

Eram treze irmãos. Todos vieram do interior e ficaram numa casa de sobrado, na extinta Rua José Marcelino

Ver Artigo
José Maria Feu Rosa

Quando JOSÉ MARIA FEU ROSA nasceu, no dia 20 de outubro de 1939, o País estava mergulhado neste regime excepcional e rígido

Ver Artigo
José Carlos da Fonseca

Filho de Luiz Teixeira da Fonseca e de Carolina Nunes da Fonseca, nasceu JOSÉ CARLOS a 21 de julho de 1931, em São José do Calçado

Ver Artigo
José Antônio do Amaral

Não se trata apenas de um homem que se destacou pelo simples bafejo da sorte, mas por um destino pacientemente construído, desde as primeiras letras no Grupo Escolar Bernardino Monteiro 

Ver Artigo
Joaquim Antônio Pereira Baraona

Português, nascido em Ourique, no dia 23 de setembro de 1930, seguindo a velha e antiga tradição, aqui aportou vindo d'além mar, em busca de fincar na terra brasileira os marcos idealistas

Ver Artigo