Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Rua Nestor Gomes (ex-ladeira do Chafariz)

Rua Nestor Gomes, início da década de 1930, foi urbanizada durante a administração de Florentino Avidos (1924-1928).

Chamou-se, primitivamente, ladeira do Chafariz, com início na rampa do Pelourinho. Estreita e tortuosa, era de difícil acesso, não tinha calçamento, o terreno muito acidentado, esbarrando-se, mais acima, com a Rua Santos Pinto, que se constituía de casas horríveis, nas imediações do Palácio. No governo de Florentino Avidos, a área foi urbanizada, pondo-se abaixo todos os casarões antigos ali existentes, sendo que, contente com o melhoramento, o povo passou a chamar a artéria de ladeira da Boa Idéia, nela se construindo, a partir de então, prédios de dois andares, residências das famílias Tovar, Batalha, Paes Barreto, Tancredi, Tironi, Valls, Teixeira Leite, a da viúva Jacintha Baraldi Zamprogno, avó paterna do autor deste trabalho, além de outras famílias de conceito, aí se instalando o Cartório de Nelson Goulart Monteiro, o consultório do Dr. Rousseau Leão Castello, com aparelho de Raio X, então o único existente em Vitória, a Faculdade de Direito, a de Odontologia e a de Farmácia, alongando-se a artéria até a General Osório.

Atualmente, a Nestor Gomes, em substituição aos sobrados que datavam da década de 20, dispõe de vários edifícios, tem bom comércio, restaurantes e livrarias, sendo a Ãncora, com a promoção de suas tardes de autógrafos, a mais procurada.

O patrono, Nestor Gomes, presidiu o Estado do Espírito Santo, de 1920 a 1924. Homem seriíssimo, empreendedor. Era presbiteriano. No período da primeira Constituição Getuliana, foi Secretário da Fazenda do Maranhão, no governo de Seroa da Mota. Faleceu, esquecido e paupérrimo, em Belo Horizonte, em 1943, sendo que seu internamento em hospital daquela cidade foi custeado por determinação do capitão João Punaro Bley, então Interventor do Espírito Santo.

 

Fonte: Logradouros antigos de Vitória, 1999 – EDUFES, Secretaria Municipal de Cultura
Autor: Elmo Elton
Compilação: Walter de Aguiar Filho, outubro/2017

Bairros e Ruas

Indicação de seis nomes de ruas – Por Elmo Elton

Indicação de seis nomes de ruas – Por Elmo Elton

Em 1925 o então Prefeito Municipal de Vitória solicitou ao IHGES a indicação de nomes a serem dados a seis novas ruas da cidade

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Os nomes de ruas do bairro São Pedro – Por Geert A. Banck

Muito interessante é o caso da rua do Grito, uma inversão política da liderança comunitária, o povo foi sempre oprimido, mas agora chegava  a hora da “nossa” independência, do “nosso” grito: do “grito do povo”

Ver Artigo
Avenida Jerônimo Monteiro (ex-rua da Alfândega)

Atualmente, é a principal artéria central de Vitória. Chamou-se, antes, Rua da Alfândega, sendo que, em 1872, passou a denominar-se Rua Conde D'Eu

Ver Artigo
Avenida Florentino Avidos (ex-rua do comércio)

A primitiva rua do Comércio, que data do século XVII, tinha começo na General Osório e ia até o cais Schmidt

Ver Artigo
Movimento que desenha a cidade – Jardim da Penha

Desse modo, são menos comuns os movimentos urbanos que refletem sobre a qualidade da paisagem urbana, o desenho, o volume das construções

Ver Artigo
Escadaria Maria Ortiz (ex-ladeira do Pelourinho) – Por Elmo Elton

Maria Ortiz era filha de Juan Orty y Ortiz e Carolina Darico, nasceu em Vitória em 1603, tendo falecido na vila em 1646

Ver Artigo