Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

São Pedro do Itabapoana

São Pedro de Itabapoana - Sítio Histórico, Foto: Walter de Aguiar Filho, abril/2013

Como se sentiria o morador de uma importante cidade ao vê-la cercada por militares e ter documentos e bens públicos saqueados? E mais: descobrir dias depois que o local foi rebaixado a distrito por decreto?

Para ter uma noção desse sentimento, basta conversar com um morador antigo do distrito de São Pedro do Itabapoana, que hoje é uma pequena vila situada no interior de Mimoso do Sul.

O distrito, que chegou a ser a terceira cidade mais populosa do Estado, foi invadido por militares durante a Revolução de 30 e perdeu o status de sede do município. A população atual não chega a mil pessoas.

"São Pedro era o centro cultural, com teatro, cinema e bailes que reuniam a elite da região", comenta a historiadora e Secretária de Cultura de Mimoso do Sul, Rosângela Guarçoni.

A população procurava estabelecimentos comerciais, médicos e dentistas na região. Porém, em 2 de novembro de 1930, Dia de Finados, os moradores foram surpreendidos com a chegada de uma tropa de militares ligados à Revolução de 30, movimento encabeçado por Getúlio Vargas contra os governistas.

"Estávamos na missa quando alguém gritou que havia soldados invadindo a cidade. Todos saíram da igreja", relembrou uma das moradoras antigas, Nilza Caroli, 90 anos, que tinha 10 anos na época.

Armados e com lenços vermelhos amarrados ao pescoço, os homens invadiram a prefeitura, cartórios e a Câmara. Retiraram documentos e móveis, e os levaram a Mimoso do Sul, para onde foi transferida a sede do município.

São Pedro entrou aos poucos em dacadência. Vários moradores, entre eles médicos, dentistas, artistas e proprietários rurais mudaram-se para Mimoso e outros municípios.

Izanete Francisca Barbosa, 66 anos, nasceu depois da Revolução, mas lembra do movimento: "Aqui havia três farmácias, teatro, bandas e comércio forte. Hoje, se quiser remédio, preciso ir a Mimoso."

Em 1920, São Pedro só perdia em número de habitantes para Alegre (47.182) e Cachoeiro (46.102). Vitória seguia em quinto lugar, com 21.866 habitantes, depois de Linhares (22.364).

 

Fonte: Prefeituta Municipal de Mimoso do Sul - Secretária de Cultura de Mimoso do Sul, Rosângela Guarçoni, 2011
Compilação: Walter de Aguiar Filho, abril/2013 

 

LINKS RELACIONADOS:

>> Cachoeiro de Itapemirim
>> Linhares
>> Mimoso do Sul
>>  Vitória 



GALERIA:

📷
📷


Cidades do ES

Primórdios de Cachoeiro – Por Levy Rocha

Primórdios de Cachoeiro – Por Levy Rocha

Uma das sesmarias mais antigas foi a que o Governador Rubim concedeu ao Capitão Francisco Gomes Coelho da Costa, em 1811

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Iconha surge de Benevente - Por Luciana Maximo

Era um pequeno povoado, com casas muito simples, feitas de madeira, onde é Piúma, haviam mais pessoas

Ver Artigo
Iconha

O Município de Iconha, localizado na BR 101, região de montanha do ES, teve início nas povoações de Piúma, no vale do rio Orobó, fundadas pelo Padre José de Anchieta

Ver Artigo
Iconha - Crônica de Rubem Braga (1951)

Mas Iconha me encanta pelo seu milagre pastoril. A pracinha é dominada por um morro alto, muito verde, cortado diante de nós por um talude de terra vermelha

Ver Artigo
A política e o coronelismo em Iconha - Por Luciana Maximo

O Jornal conversou com Aldieris Braz Amorim Caprini, que cedeu alguns artigos de sua tese de mestrado que descreve com detalhes a história política do município de Iconha

Ver Artigo
Vila do Riacho - Por Maurilen de Paulo Cruz

A origem da Vila do Riacho se situa em 1800, quando foi instalado um quartel na confluência dos Rio Riacho e Comboios, pelo Capitão-mor Antônio Pires da Silva

Ver Artigo