Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Seis horas, à beira-mar

Vitória, seis horas.

Sento-me à beira-mar e ponho-me a cismar.

Os navios no cais dão-me liões de partida, mas onde chegar?

Se pegar o Angelik, na Grécia vou parar.

O Net Loyd, com certeza me levará ao Panamá.

Posso, no entanto, embarcar no Monrovia e aportar em Dakar.

Subir o continente africano, ir rever o legendário Marrocos e, quem sabe, encontrar o Milson Henriques em Rabat.

Deixo de olhar o mar e um outro oceano contemplo: carros, ônibus e transeuntes a passar.

Bela Aurora, que bom é esperar!

Vale Encantado, onde será?

El Dorado, quantos morreram sem o encontrar...

Boa Vista, é só olhar.

Jardins são vários: América, da Penha, Camburi, Limoeiro. É só querer passear.

Mata da Serra, Vista da Serra, Laranjeiras e até Marajá.

Ah! Cantinho do Céu, é lá que eu quero, se merecer, depois de morto ficar.

Pitanga, Caçaroca, Bubu, Jacaraípe, Capuaba, sonoridades américo-africanas que só me fazem, do passado, lembrar.

Serra Dourada, quanta riqueza ainda por achar!

Carapina, Campo Grande, extremos progressistas que ainda vão se encontrar.

Bairro República, Castelo Branco, história recente, nem é bom lembrar.

Araçás, Manguinhos, sabor de infância, vidas sonhar.

Vejo um último: Bairro Universal, e penso na história e em Vitória, cidade antes presépio, hoje quase metrópole, abrigando todas as diferenças. Onde dará?

Seis e trinta. Chega a lancha e é hora de o Canal cruzar. Encontrar a família, olhar o Convento, pedir a bênção à Virgem da Penha e, após um dia de trabalho, na paz de Deus, descansar.

Amanhã é um dia de outra vez a Vitória voltar.

Fonte: Crônica de Francisco Aurélio Ribeiro, publicada em seu livro Das cidades e suas memórias: crônicas de viagens. 1995

Você pode ler essas e outras crônicas de Francisco Aurélio Ribeiro comprando o livro em nossa Loja virtual Morro do Moreno, basta clicar no livro abaixo. Você recebe em sua casa e o frete é grátis!

Livro Das cidades e suas memórias
de Francisco Aurélio Ribeiro
R$ 20,00

LINKS RELACIONADOS:

 Francisco Aurélio Ribeiro
>> Jardim da Penha  
>> Convento da Penha 


Matérias Especiais

Domício Ferreira Mendes

Domício Ferreira Mendes

A Empresa Cinematográfica do Sr. Antonio Saliba, pode perfeitamente igualar-se às da Capital. O comércio tem se desenvolvido extraordinariamente

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Abastecimento de água em Vitória – Por Areobaldo Lellis Horta

Além desse chafariz, existiam ainda os do Largo de Santa Luzia, em frente ao atual Ginásio São Vicente

Ver Artigo
A Limpeza Pública e a Domiciliar – Por Areobaldo Lellis Horta

Os quibungos (“tigres”), eram lançados ao mar, nos vários cais, às caladas da noite, quando adormecida a cidade

Ver Artigo
Britz - Por Milson Henriques

De qualquer modo vamos ao agradável labor de rememorar os que eu freqüentava, lembrando que havia também as boates Buteko, Cave, Aux Chandelles, Porão 214,...

Ver Artigo
Morro Inhoá

No pé do morro Inhoá, havia a edificação onde originalmente funcionou a primeira fábrica de sabão

Ver Artigo
A fonte de Inhoá

Desde a época do Primeiro Donatário, Vasco Fernandes Coutinho, já se bebia água da fonte de Inhoá

Ver Artigo