Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Terceira Ponte

Vista da Terceira Ponte do Morro do Moreno - Foto: Walter de Aguiar Filho, março 2012

Ponte que liga Vitória a Vila Velha, a Terceira Ponte foi a maior obra já realizada no Espírito Santo, e uma das maiores do Brasil, tornando-se um dos cartões-postais da cidade.

Seu nome oficial é Ponte Deputado Darcy Castello de Mendonça, mas o povo apelidou-a de Terceira Ponte logo que foi anunciado o projeto de sua construção, devido às duas outras pontes que já existiam anteriormente ligando Vitória a Vila Velha: Ponte Florentino Avidos (Cinco Pontes) e Segunda Ponte.

A primeira ponte (Florentino Avidos), inaugurada em 1928, ligou o coração de Vitória com os fundos de Vila Velha. A segunda, aberta em 1979, trouxe o tráfego continental para o miolo da capital, Vitória.

A Terceira Ponte foi construída para desafogar essas duas primeiras. Possui 3,33 km de extensão, vão principal com 70m de altura e 200m de um pilar ao outro, permitindo assim o acesso de navios de grande porte à baía de Vitória.

É a principal ligação de Vitória com Vila Velha e o litoral sul do Espírito Santo. e depois de sua construção, Vila Velha passou por um intenso crescimento na construção civil, dando outra dimensão à sua então condição de cidade-dormitório.

O primeiro pilar da Terceira Ponte foi concretado em 1978, durante o Governo de Élcio Álvares e foi concluída em 1989, no Governo de Max Mauro. A ponte iniciou operando com 12 mil carros por dia e em outubro de 1992 já eram 15.964 por dia, em média.

Quem trafega pela ponte percebe o que só os viajantes de avião enxergam ao sobrevoar Vila Velha e Vitória: Como é bonito esse lugar!

Veja fotos exclusivas da construção desta grande obra entre os anos de 1985 a 1987 nas fotos abaixo.

 

Fotos cedidas por: Elson Gatto Filho, com contribuição de Rogério Rodrigues da Costa e Vanize Merlim
Postagem: Walter de Aguiar Filho, março/2012



GALERIA:

📷
📷


Monumentos

Monumento a Jerônimo Monteiro

Monumento a Jerônimo Monteiro

Foi no seu governo que a velha cidade de Vitória, colonial, feia e desprovida de todos os recursos a serviços públicos se transformou numa moderna capital. 

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Patrimônio ambiental: aspectos na Grande Vitória

A necessidade de intervenção no espaço físico, social e cultural levou a Fundação Jones dos Santos Neves a elaborar o Plano de Preservação do Patrimônio Ambiental Urbano e Natural

Ver Artigo
Mestre Álvaro

Desde os primeiros tempos do século XVI, observado e utilizado por navegadores que por aqui passaram, servindo de notável sinalização para navegação 

Ver Artigo
O Palácio Anchieta - Por Neida Lúcia Moraes

O Palácio do Governo do Espírito Santo, hoje denominado Palácio Anchieta, em homenagem ao Padre José de Anchieta, é uma testemunha de toda a nossa História

Ver Artigo
A Manteigueira - Por José Carlos da Fonseca

Mas hoje persiste na minha memória a figura da manteigueira vista lá da curva do Saldanha como uma paisagem inapagável dos meus primeiros tempos de Vitória

Ver Artigo
Obelisco da Praça dos Namorados

Discurso proferido pelo sr. Alberto de Oliveira Santos no ato da entrega do monumento que a Família Oliveira Santos, comemorando o quatri-centenáriodo Solo Espírito-Santense

Ver Artigo