Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Vida nova com o cais

Cais de Capuaba - Autor: Carlos Botelho

A implantação do cais de Atalaia e Paul, e a construção da Rodovia Carlos Lindemberg, impulsionaram o crescimento de Vila Velha nas décadas de 40 e 60. Os cais surgiram estimulados pela intensificação da exportação de minério de ferro, principalmente a partir da formação institucional da Companhia Vale do Rio Doce em 1942. Com isso, verificou-se queda no transporte de cargas em geral e de passageiros, provocando o quase abandono da Estação Pedro Nolasco.

As obras do cais do Morro do Atalaia foram iniciadas em 1941 pela empresa que antecedeu a CVRD, chamada Companhia Brasileira de Mineração e Siderurgia, em conjunto com o governo estadual. Naquela época, o minério era embarcado pelo cais de Atalaia.

Com a criação da CVRD, o ritmo das obras foi intensificado em função das novas metas de exportação de minério de ferro. O cais de Atalaia foi inaugurado em 1950. Tinha uma correia transportadora do minério do silo ao porão do navio, além de um depósito para armazenar 90 mil toneladas, quantidade que abastecia nove navios.

A necessidade de outro cais – o de Paul – decorreu de uma mudança na demanda internacional de minério de ferro. Inaugurado em 1959, o cais de Paul visava a atender a exportação de “finos” por parte da CVRD, o que também requereu a instalação de equipamentos mecanizados para o embarque deste tipo específico de minério de ferro.

Passado meio século, Vila Velha recuperava a possibilidade tão desejada de ter movimento portuário e expandir suas atividades terciárias. Só que os cais passaram a ser encarados como simples diversificações do porto de Vitória. Com a inauguração do Porto de Tubarão, os cais de Atalaia e Paul foram redefinidos. De qualquer forma, as atividades portuárias do continente fizeram de Argolas e Paul um novo sub-centro de comércio e serviços. Surgiram também indústrias de material ferroviário, de material elétrico e comunicação, de minerais não metálicos, químicas, entre outros.

A partir de meados da década de 70 foi construído o Porto de Capuaba como terminal do Corredor de Transportes Centro-Leste, voltado para atender à exportação de grãos da região do cerrado. As primeiras exportações de grãos foram realizadas em 1984.

 

Fonte: A Gazeta - 26 setembro de 1994
Compilação: Walter de Aguiar Filho, fevereiro/2015 



GALERIA:

📷
📷


Portos do ES

Eliezer Batista - VALE (Tradução para o inglês)

Eliezer Batista - VALE (Tradução para o inglês)

Empreendedor, visionário, pragmático, teórico, lugares comuns de sua trajetória de sucesso. Porém, uma coisa é certa. Eliezer Batista é um homem à frente de seu tempo

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

A criação da Vale - Parte III (História da Vale)

A CVRD seria constituída como uma sociedade anônima, de economia mista, com capital inicial de 200 mil contos de réis. Sua diretoria seria composta por cinco membros: um presidente e dois diretores de nacionalidade brasileira e mais dois diretores norte-americanos

Ver Artigo
A criação da Vale - Parte I (História da Vale)

Em 1º de junho de 1942, o Brasil estava imerso em uma crise institucional que tinha como ponto central a decisão sobre a entrada do país na Segunda Guerra Mundial

Ver Artigo
A criação da Vale - Parte II (História da Vale)

Firmados em 3 de março de 1942 e tendo como signatários os governos do Brasil, da Inglaterra e dos Estados Unidos, os Acordos de Washington definiram as bases para a organização, no Brasil, de uma companhia de exportação de minério de ferro

Ver Artigo
Corredor de Transportes, impulso para crescer

Corredor de Transportes, Uma ferrovia, sete portos e uma esperança

Ver Artigo
Novo barão explorou areias monazíticas até em Vitória

As jazidas com maior atividade ficavam em Carapebus, na Serra, mas também há registros de retirada de areia em Vitória

Ver Artigo