Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando desde 2000 a Cultura e História Capixaba

Associações Culturais - Por Eurípedes Queiroz do Valle

Instituto Histórico e Geográfico do ES - Primeira Sede

As 10 mais antigas

 

1) Instituto Histórico e Geográfico. Fundado em 12 de junho de 1916, pelos historiadores Drs. Antonio Francisco de Ataíde (Engenheiro), Arquimino Martins de Mattos (Médico) e Carlos Xavier Pais Barreto (advogado). Foi seu primeiro Presidente o Dr. Antônio Francisco de Ataide. Tem como Patrono o herói espírito-santense Domingos José Martins, um dos Chefes da Revolução Pernambucana de 1817, arcabuzado na Bahia, Salvador, em 12 de junho daquele ano. Essa data é festejada anualmente com uma sessão solene em sua sede e uma romaria cívica no seu monumento, erguido à Praça João Clímaco, onde um de seus oradores fala à mocidade escolar ali reunida. Mantém, desde a sua fundação, uma Revista para registro de seus estudos e atividades culturais.

Fonte de estudo: “Cinquentenário Instituto Histórico e Geográfico, “Autores diversos. Nº especial da Revista, ed. de 1954. “A Casa do Espírito Santo por Eurípedes Valle. Contém um Índice Geral remissivo de toda a matéria contida nos primeiros 14 volumes da Revista. Ed. Imp. Of. Vitória, 1944.

 

2) Academia Espírito-santense de Letras (AEL). Fundada em 04 de setembro de 1921, pelos escritores Elpídio Pimentel, Sezefredo García Rezende e Alarico de Freitas. Compõe-se de 40 cadeiras sob o patrocínio de 40 espírito-santenses ilustres. Foi seu primeiro Presidente o grande orador sacro Dom Benedito Paula Alves de Souza, então Bispo Diocesano e grande animador das letras e da cultura. É filiada à Federação das Academias de Letras do Brasil com sede no Rio de Janeiro. Tem atualmente como seus Delegados naquela Federação os acadêmicos Elpídio Pimentel, José Coelho de Almeida Cousin, José Barros Wanderley e Jair Tovar. Possui excelente Biblioteca e Museu Folclórico, este cedido ao Museu do Estado, constituindo nele, uma seção especial.

Fontes de estudo: “A Academia Espírito-santense de Letras”. (Resenha Histórica) por Eurípedes Queiróz do Valle. Ed. Vida Capixaba, 1945. “Efemérides Académicas” Do mesmo autor. Vitória 1945.

 

3) Associação Espírito-santense de Imprensa. (AEI). Fundada em 1º de dezembro de 1934 por um grupo de jornalistas tendo à frente o advogado Dr. Ubaldo Ramalhete Maia que foi o seu primeiro presidente. Mantém uma biblioteca e uma Pinacoteca. Inaugurou no dia 13 de maio do corrente ano (1970) a sua nova sede definitiva em majestoso edifício erguido na Esplanada Capixaba, que tomou o nome “Palácio da Imprensa” dada a imponência de suas instalações, onde dispõe de excelente teatro-auditório, graças à atividade de seu atual Presidente Jornalista Nahum Prado que, de há muito, lhe vem dirigindo os destinos. Mantém um periódico para registro de suas atividades administrativas e culturais.

 

4) Associação de Juristas do Espírito Santo. (AJES) Fundada em 11 de agosto de 1941 (Dia do 114° aniversário de fundação dos Cursos Jurídicos no Brasil) por um grupo de Juízes, Promotores, Advogados e Professores de Direito. Tem por finalidade congregar os estudiosos do Direito num culto à memória dos grandes juristas brasileiros e ao estudo dos problemas gerais da Ciência Jurídica. Foi seu primeiro Presidente o Desembargador Eurípedes Queiróz do Valle que a dirige desde a sua fundação e já agora como seu Presidente Perpétuo. Conta hoje com mais de 200 associados.

Fonte de estudo: “Efemérides Judiciárias. (Notas para a história da Associação de Juristas do Estado) por Eurípedes Queiróz do Valle. Ed. Vida Capixaba - Vitória-1952. “Juristas Espírito-santenses”. José Benjamim Costa. (Biografias). Vitória. 1967. “Movimento Cultural do Estado”. Reportagem de Octacílio Lomba, na “A Gazeta” de Agosto de 1951, por ocasião do 10º aniversário de fundação da Associação.

 

5) Sociedade Espírito-santense de Medicina e Cirurgia. (SEMC). Fundada em 10 de janeiro de 1924 por um grupo de Médicos espírito-santenses, à frente dos quais se encontrava o Dr. Arquimino Martins de Matos, que foi o seu primeiro Presidente. Congrega os estudiosos e profissionais da Medicina. Tem tido vida intensa e produtiva, reunindo em Vitória vários Congressos estaduais e nacionais sobre especialidades médicas.

Fonte de estudo: “História da Medicina no Espírito Santo. “Conferência do Dr. Afonso Schwab. Vitória. 1944. “As duas Escolas de Medicina de Vitória”. Reportagem de “A Tribuna” com o Dr. José Moysés, então Presidente da “Sociedade de Medicina e Cirurgia de Vitória. Março de 1967. “A Luta contra a Tuberculose no Espírito Santo”, Dr. Jayme Santos Neves. Separata da Revista Brasileira de Tuberculose, nº 84 Ano-XI. Rio-1942

 

6) Arcádia Espírito-santense. (AES). Fundada em 22 de dezembro de 1943, por um grupo de poetas e intelectuais. Espírito-santenses sob a inspiração do poeta, escritor, jurista e professor Dr. Augusto Emilio Estelita Lins, que foi o seu primeiro Presidente. Congrega em seu seio as mais altas expressões da poesia capixaba. A sua Ata de fundação foi lavrada em versos da autoria do seu primeiro Presidente.

Fonte de estudo: “O Décimo aniversário da Arcádia Espírito-santense. Reportagem ilustrada no jornal “A Gazeta” de Vitória em sua edição de 22-12-1953. “Poetas do Espírito Santo”. José Vitorino. Aderson Editores. Rio. 1943.

 

7) Academia Feminina E.S. de Letras (AFEL) Fundada em 18 de junho de 1949 pelas poetisas e escritoras Judite Leão Castelo Ribeiro, Ana de Castro Mattos, Arlete Cypreste de Cypreste, Zeny Santos, Yamára Soneghet, Maria José de Albuquerque e Doralice Neves. Foi sua primeira Presidente a Professora e deputada D. Judite Leão Castelo Ribeiro. Criada sob o patrocínio da Academia Espírito-santense de Letras como solução do problema das candidaturas femininas nas Academias de Letras.

Fonte de estudo: “A Vida da Academia Feminina de Letras” pela Professora e advogada Dra. Ana de Castro Matos, sua atual Presidente. Vitória. 1966. “Poetisas Espírito-santenses. “Estudo de Eurípedes Valle. Publicação comemorativa do 10º aniversário da fundação da Academia Feminina de Letras. Junho de 1959. “Por que uma Academia Feminina? “Discurso do acadêmico Colares Júnior na sessão de instalação daquela Instituição como representante da Academia Espírito-santense de Letras. Vitória. 1949.

 

8) Associação Odontológica Espírito-santense. (AOES.) Fundada em 20 de março de 1943. Congrega os profissionais e professores da Escola de Odontologia, hoje incorporada à Universidade Federal do Estado. Foi seu primeiro Presidente, o Professor Dr. Dário Derenzi. Tem desenvolvido proveitosa atividade científica com a promoção e participação de Congressos estaduais e nacionais.

Fonte de estudo: "A Odontologia no Espírito Santo”. Conferência do Prof. Hilário Soneghet. Março de 1951. “O último Congresso Odontológico de Vitória. “Relatório do Professor Eloy Borgo, Presidente do mesmo. Vitória. 1967. “Novas técnicas em Odontologia” do Prof. Dr. Moacyr Lofêgo. Vitória. 1960.

 

9) União de Amadores da Pintura Levino Fânzeres. (UAPLF). Fundada por um grupo de Pintores e Amadores da Pintura. O nome escolhido representa uma homenagem ao grande pintor brasileiro Levino Fânzeres, nascido no Espírito Santo. Instalou-se em 12 de novembro de 1939. Foi seu primeiro Presidente o pintor e caricaturista Prof. Oséas Leão. Tem tido vida ativa e proveitosa pelas exposições que promove no Estado e pelas que comparece em outros centros culturais do País.

Fonte de estudo: “A Arte da Pintura no Espirito Santo”. Conferência do Prof. Dr. Barbosa Lima (Lindolfo). Prefeitura Municipal. Vitória. 1942. “Pintores Espírito-santenses” de Saul de Navarro. Estudo lido na Associação Espírito-santense do Rio de Janeiro em setembro de 1934. In “Boletim da Associação. Nº 4. “Telas e Quadros Capixabas” Reportagem do pintor Dionisio del Santis “n’O Jornal”, edição de outubro de 1939. Rio.

 

10) Associação de Professores do Espírito Santo. (APES) Fundada em 3 de outubro de 1933. Congrega representantes de estabelecimentos de Ensino do Estado. Foi seu primeiro Presidente o Prof. Eduardo de Andrade e Silva. Tem dado contribuição valiosa aos problemas de ensino do Estado, já promovendo simpósios, já participando de Congressos Pedagógicos em outros Estados.

Fonte de estudo: “O Ensino no Espírito Santo”. Conferência da Professora Carolina Pickler. Cachoeiro de Itapemirim. 1931. “Um século de Ensino”. História da Educação no Espírito Santo. Arquimino Martins de Mattos, Vitória, 1927. “Postilas Pedagógicas”. Elpídio Pimentel. Vitória. 1923. “Organização da Educação Física no âmbito estadual”. Prof. Aloyr Queiróz de Araújo. (Conferência) Vitória 1945.

 

 

As 10 mais novas

 

 

1) Associação Espírito-santense de Engenheiros. (AEE) Fundada em 25 de setembro de 1950. Congrega engenheiros civis, geógrafos, arquitetos, construtores e profissionais de atividades afins. Foi seu primeiro Presidente o Dr. Roberto Viana Rodrigues. Tem finalidade cultural e assistencial.

 

2) Centro Espírito-santense de Esperanto. (CEE) Fundado em 24 de fevereiro de 1944, por um grupo de estudiosos do Esperanto. E filiado à Academia Espírito-santense de Letras. Foi seu primeiro Presidente o esperantista e filólogo Prof. José Paulino Alves Júnior que continua, ainda hoje, a lhe dirigir os destinos. Tem como Patrono o falecido historiador Dr. Araújo Primo (Arthur Lourenço), o primeiro espírito-santense a estudar seriamente esse idioma internacional.

 

3) Instituto Genealógico Espírito-santense. (IGE) Fundado em 23 de maio de 1947. É filiado ao Instituto Genealógico Brasileiro, com sede em São Paulo. Foi seu primeiro Presidente o historiador Dr. Francisco Eugênio de Assis. Congrega os estudiosos dessa especialidade científica.

 

4) Centro Capixaba de Folclore. (CCF) Fundado em 22 de agosto de 1945 (Dia do Folclore). Foi seu primeiro Presidente e idealizador, o folclorista e filólogo brasileiro, Prof. Dr. Guilherme Santos Neves que ainda hoje lhe dirige os destinos. É filiado à Academia Espírito-santense de Letras, em cuja sede funciona. Impulsionado e animado pelo seu ativo Presidente tem realizado interessantes pesquisas e estudos. Mantém uma revista periódica para registro de suas atividades administrativas e científicas.

 

5) Instituto Brasileiro de Educação Ciência e Cultura (IBECC). É órgão da UNESCO. Instalou e preside a seção Espírito-santense o Desembargador e Professor Eurípedes Queiróz do Valle desde 17 de setembro de 1947, data dessa instalação. Dos seus primitivos membros continuam a integrar a Comissão Estadual, além do Presidente Queiroz do Valle, os Professores Dr. Guilherme Santos Neves e Renato José Costa Pacheco.

 

6) Academia Capixaba dos Novos. (ACN) Foi idealizada e fundada em 11-11-1945 por um grupo de estudantes universitários, à frente dos quais se encontravam os acadêmicos Nélio Faria Espinola (hoje médico), Orlando Cariello (Advogado), Renato José Costa Pacheco (Magistrado e Professor). Antenor de Carvalho (Advogado), Cristiano Dias Lopes Filho (Deputado e atual Governador do Estado). Mário Gurgel (Prefeito da Capital e Deputado Federal), Romulo de Sá (Magistrado). Foi seu primeiro Presidente Orlando Cariello.

 

7) Sociedade de Cultura Artistica. (SCA) Fundada em 8 de agosto de 1952, pela pianista brasileira, Professora Edite Bulhões de Carvalho, que foi também a sua primeira Presidente. Tem por finalidade a difusão da cultura artística através de recitais de música, canto, dança, teatro, declamação, por autores não só nacionais como estrangeiros.

8) Foto Clube do Espírito Santo. (FCES) Fundado em 25 de maio de 1947. Congrega os profissionais e amadores da arte fotográfica. Tem caráter educativo e de documentação histórica. Foi seu primeiro Presidente o Prof. Erico Hanschild. Promove anualmente uma exposição geral de pintura. Tem participado de Exposições Internacionais.

 

9) Instituto Espírito-santense de História, Geografia e Arte Religiosa. (IEHGAR). Foi fundado em 15 de agosto de 1954 por Dom José Joaquim Gonçalves, então Bispo Diocesano, seu Presidente de Honra. Tem como Presidente Executivo o Monsenhor Raimundo Pereira de Barros. Seu objetivo principal é defender e proteger o Patrimônio histórico, geográfico e religioso do Estado, além da função educativa.

 

10) União dos Professores Primários do Espírito Santo. (UPPES) Foi fundada em 17 de abril de 1958. Foi sua primeira Presidente a Professora, D. Anna Bernardes da Silveira Rocha. Tem por finalidade congregar o Professorado Primário no estudo dos problemas que interessam ao Ensino Público e à defesa da classe. Promoveu em 1968 a realização, em Vitória, do 19° Congresso Nacional de Professores Primários, sob a orientação geral de sua ilustre Presidente.

Fonte de estudos: “A Educação Primária no Espirito Santo”. Estudos e Pesquisas do Prof. Claudionor Ribeiro. Cachoeiro de Itapemirim. 1936. “Novas Técnicas do Ensino Primário”. Prof. Domingos Ubaldo Lopes Ribeiro. In Revista da Educação. Nº 34. Outubro de 1937. “Como ensinar a criança em nossos dias”. Professora Carolina Pickler. In Revista referida Nº 33 de setembro de 1937. “A Escola Ativa na educação da Infância “. Dr. Atílio Vivacqua. Conferência. Vitória. 1929.

 

Academia Espírito-Santense de Letras

Ester Abreu Vieira de Oliveira (Presidente)

João Gualberto Vasconcellos (1° Vice-Presidente)

Álvaro José Silva (1° Secretário)

Marcos Tavares (1° Tesoureiro)

Secretaria Municipal de Cultura - Prefeitura de Vitória

Lorenzo Pazolini (Prefeito Municipal)

Estéfane da Silva Franca Ferreira (Vice-Prefeita)

Luciano Pícoli Gagno (Secretário Municipal de Cultura)

Elizete Terezinha Caser Rocha (Coordenadora da Biblioteca Municipal Adelpho Poli Monjardim)

Conselho Editorial

Adilson Vilaça

Álvaro José Silva

Ester Abreu Vieira de Oliveira

Elizete Terezinha Caser Rocha

Fernando Achiamé

Francisco Aurelio Ribeiro

Getúlio Marcos Pereira Neves

Organização e Revisão

Francisco Aurelio Ribeiro

Capa e Editoração

Douglas Ramalho

Impressão

Gráfica Espírito Santo

Imagens

Arquivos Pessoais

 

Fonte: O Estado do Espírito Santo e os Espírito-santenses - Dados, Fatos e Curiosidades (os 10 mais...) - 4° Edição (Reedição da 3ª ed. de 1971)
Autor: Eurípedes Queiroz do Valle
Compilação: Walter de Aguiar Filho, Maio/2022

Matérias Especiais

Cai avião no Exército

Cai avião no Exército

O serviço de vigilância no Morro do Moreno (posto semafórico) e na Pedra do Atalaia era feito das cinco às dezessete horas, diariamente

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Dicionários - Os 10 mais populares por Eurípedes Queiroz do Valle

2) Dicionário Histórico, Geográfico e Estatístico da Província do Espírito San­to. Dr. Cesar Augusto Marques, Tip. Nacional. Rio. Ed. 1878  

Ver Artigo
Comarca e seus Patronos - As 10 mais antigas

O Patrono da de Vitória é o jurista parlamentar Presidente José Mello Carvalho Moniz Freire

Ver Artigo
Banda de Música - 10 mais antigas

3) Sociedade Musical Lira de Ouro. Da cidade de Cachoeiro de Itapemirim. Fundada em 6 de novembro de 1917   

Ver Artigo
Constituições Espírito-Santense - As 10 regularmente votadas

O Interventor espírito-santense, então o Dr. Jones Santos Neves, sem perda de tempo, nomeou uma comissão de 3 juristas

Ver Artigo
A trajetória musical de Tina Tironi

Nascido em 1946, Marco Antônio Tironi viveu até os cinco anos de idade em Paul, município de Vila Velha — Espírito Santo, para depois residir em Vitória (Centro)

Ver Artigo