Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Como São Pedro aprendeu a pescar – Por Maria Stella de Novaes

Praia do Suá, ao fundo Morro do Moreno - Foto: Antonio Carlos (Tonico), arquivo José Tatagiba Vitória, ES

Contou-nos certo pescador da Praia do Suá que São Pedro e seus companheiros de ofício lutavam sempre com a falta de peixes. Sentiam-se infelizes, no seu trabalho.

Um dia, antes ainda de iniciar a pregação da Boa Nova, Jesus passava incógnito pelo grupo e, penalizado, ante o desânimo dos pobres homens, se lhes acercou e disse:

— "Faltam-lhes peixes, porque não sabem pescar. Espantam-nos, redando para o mar. Joga-se a rede, do mar para a terra e não, da terra para o mar".

Seguiram o conselho do Senhor e a pesca foi maravilhosa.

Disse, então, São Pedro aos seus companheiros:

— "Que daremos a esse homem, que nos ensinou a pescar?"

Consultado, Jesus respondeu-lhes:

— "Se apanharem dez peixes, devem-me dar um peixe, isto é, o dízimo. E assim, por diante, na mesma proporção."

Aprendeu-se, desse modo, a ser dividido o peixe, entre os pescadores. Mais tarde, passou a ser o quinto.

São Pedro, contudo, era interesseiro e começou a contar os peixes, separando os menores, para Jesus.

Nesse momento, aproximou-se do grupo um lavrador, que levava a lenha, para o seu ranchinho. Ofereceu-a, para que o Mestre assasse os peixes.

Jesus armou a fogueira e queimou o seu dízimo. A fumaça foi para o céu e Jesus exclamou:

— "Nobre lavrador e vil pescador." Por isso, é que todo pescador é esperto e sovina.

 

Fonte: Lendas Capixabas, 1968
Autora: Maria Stella de Novaes
Compilação: Walter de Aguiar Filho, dezembro/2015

Folclore e Lendas Capixabas

Macumba, Umbanda e Candomblé

Macumba, Umbanda e Candomblé

Durante a escravidão, os senhores, além de não entenderem as culturas africanas, também as desprezavam

 

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Paróquia Nossa Senhora do Rosário - Crônicas antigas

Padre Raymundo Pereira de Barros, o último pároco diocesano de Nossa Senhora do Rosário de Vila Velha, deixou escrito no Livro do Tombo que não conseguira, apesar de muita procura, dados históricos sobre a Paróquia

Ver Artigo
Herança Cultural Religiosa dos Negros

A influência da igreja católica foi grande, pois impedidos de cultuar os Orixás, os negros também transferiram sua devoção religiosa para alguns santos católicos

Ver Artigo
O Fantasma da Penha - Por Maria Stella de Novaes

No caminho da Penha, (hoje Ladeira do Convento), ainda sem a calçada de lajes e divisão, nos Sete Passos murados, havia uma pavorosa assombração! 

Ver Artigo
A Pedra da Ema – Por Adelpho Monjardim

Em Burarama, Município de Cachoeiro de Itapemirim, situa-se a Pedra da Ema, notável pelo fenômeno que ali se processa

Ver Artigo
Fradinhos – Por Adelpho Monjardim

O casarão, que tantas vezes mudou de dono, possui nebulosa história, que raia pela fantasia

Ver Artigo