Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Dia Internacional da Mulher

Marilyn Monroe

Queremos registrar aqui o nosso agradecimento a todas as mulheres que contribuem com este site, seja enviando fotos especiais e antigas, textos, ou sugerindo matérias através do nosso Fale Conosco.

Comemoramos esse dia com vocês, pois sabemos que fazemos parte da vida de um grupo de mulheres especiais.

Mulheres que trabalham dentro e fora de casa, ainda têm que serem mães, professoras, educadoras, motoristas, administradoras, conselheiras e amantes em seus lares.

Para essas mulheres modernas que buscam na Internet um meio de informação sobre sua cidade, sua história ou querem apenas contemplar belas paisagens e que estão sempre aqui conosco dia-a-dia.

Feliz deve ser o ser-humano que tem o coração de uma mulher.

Segue um texto que ilustra bem o dia-a-dia de uma mulher....

Oração da Mulher - Magali Moraes

Senhor, me ajude a nunca desistir de ser mulher. 
Coloque um espelho no meio do meu caminho entre a lavanderia, 
o supermercado, o sapateiro, o colégio e a locadora. 
E que, ao me olhar, eu goste do que veja. 
Não deixe que eu passe uma semana sem usar um batom bem vermelho, 
uma bota bem alta ou um jeans bem justo. Proteja meus cachos do vento 
e os brincos e anéis dos olhares invejosos. Nunca deixe faltar na minha 
vida comédias românticas e boas depiladoras.

Deixe que eu fecho os registros e as janelas. 
Mas, por favor, abra algumas portas. Nem que seja a do carro. 
Se eu estiver com vontade de chorar, faça com que eu chore um dilúvio. 
E que tenha saído de casa sem pintar o olho. 
Para cada dia de TPM, me dê uma vitrine com sapatos lindos. 
Já que eu nunca pedi milagres, faça que minhas celulites sejam ao menos discretinhas. 
Me dê saúde, tempo livre, silêncio. E que nunca falte O.B. na minha bolsa. 
Nos engarrafamentos, faça com que eu ligue o rádio e esteja tocando minha música preferida. 
E que eu lembre da letra para cantar. Dê forças para eu insistir que meus filhos comam salada, 
digam "por favor" e "obrigado", limpem a boca no guardanapo, 
façam as pazes e puxem a descarga.

Cegue meus olhos para as sujeiras nos cantos e os brinquedos no meio da sala. 
Ajude para que eu chegue do trabalho e ainda 
consiga brincar, ver desenho, contar história, fazer cosquinha, pintar dentro da linha preta. 
Ou fazer só uma dessas coisas. E se eu não tiver a menor condição de me manter em pé, 
faça com que meu filho chegue dormindo da escola.

Em dias difíceis, me dê persistência para seguir na dieta. 
Faça com que eu não esqueça de ligar para os meus pais e meus amigos. 
Dê firmeza para os seios e para a hora do castigo. Ajude para que o meu trabalho 
não seja bom somente no dia do pagamento. Proteja minhas poucas horas de sono 
e não me julgue mal caso eu não acorde no meio da noite para cobrir meus filhos. 
Não deixe que a minha testa fique tão franzida a ponto de parecer uma saia plissada. 
E eu, uma louca estressada. Faça com que o sol seja meu personal trainer, 
meu complexo de vitaminas, meu carregador de bateria 
- mas quando eu pedir um diazinho de chuva, não pergunte por quê.

Para cada batata quente no trabalho, me dê um café recém-passado. 
No meio de tudo isso, faça com que eu ache tempo para virar namorada de novo, 
ir no cinema, jantar fora, beijar na boca, dormir abraçadinha. 
Ilumine o espelho do banheiro e proteja minhas pinças, meus cremes e segredos. 
Ajude a não faltar gasolina, não furar o pneu, não arranhar a calota. 
Afaste os motoqueiros do meu retrovisor. 
Senhor, por pior que seja o meu dia, faça com que ele termine, e não eu.

Matérias Especiais

As revolucionárias nos anos 30 - Por Francisco Aurélio Ribeiro

As revolucionárias nos anos 30 - Por Francisco Aurélio Ribeiro

Maria Stella de Novaes (1894-1990) e Haydée Nicolussi (1905-1970) são da mesma geração e foram revolucionárias de seu tempo, cada uma a sua maneira

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Comparações e fatos alusivos a Proclamação da República

Discurso proferido por Robero Brochado Abreu, membro do Instituto Histórico e Geográfico de Vila Velha - Casa da Memória, durante as comemorações da Proclamação da República

Ver Artigo
Praça Costa Pereira ou Independência?

Certa vez, de passagem pela Capital, um estrangeiro queixava-se: - A língua capixaba é muito difícil: escreve Costa Pereira e pronuncia-se Independência!

Ver Artigo
Ofícios reservados do príncipe regente D. Pedro I, 1822

Tenha sempre em vista como requisito essencial e objeto em que interessa à causa pública deste reino o exame e conhecimento dos sentimentos dos pretendentes

Ver Artigo
Vale do Mulembá

O Vale do Mulembá fica no bairro Joana D’arc, em Vitória, entre a Pedreira Rio Doce e o loteamento São José. O acesso é pela Rodovia Serafim Derenzi

Ver Artigo
Escolhendo panelas capixabas

Algumas panelas de barro produzidas no Espírito Santo estão ficando grossas, com queima incompleta e perdendo a cor negra profunda, tão característica. Isto se deve a fatores que pretendemos apontar

Ver Artigo