Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Film Comission Capixaba – Por Adilson Vilaça

O Pólo de Cinema Capixaba foi o responsável pela produção do longa-metragem Lamarca, (direção de Sérgio Resende)

A circunstância histórica da colonização brasileira impôs à Capitania do Espírito Santo um isolamento que determinaria séculos de solidão. A crônica desse isolamento anunciado teve como principal arauto a estratégia desenhada pela metrópole para a proteção das riquezas da colônia. Durante o ciclo do ouro, Portugal fez do Espírito Santo um escudo natural para a defesa das cobiçadas terras das Minas Gerais. Isolados pela proibição da abertura de estradas, os portos capixabas jamais embarcariam o ouro e as pedras preciosas desentranhadas no período. A pirataria de Thomas Cavendish, Pieter Pierterzoon Heyn e Francis Drake, que por aqui atreveu-se, navegou até o Espírito Santo ludibriada pelo embuste engendrado pela metrópole: o mais curto caminho no risco dos mapas era um porto da incomunicação.

O Espírito Santo do final do século XX tem como provocação vencer a barreira do isolamento. Ultimamente, o governo capixaba aliou-se à intelectualidade, às artes, ao comércio, ao setor portuário, ao desporto e a toda diversidade de ações capaz de gerar políticas públicas que contribuam para a inserção qualificada do Espírito Santo no cenário nacional. A linguagem audiovisual, em especial o cinema, é hoje uma janela aberta para revelar e atrair o olhar vizinho e estrangeiro para a cultura, a ambientação e a história capixabas.

Um programa visando a implementação de uma pauta dirigida à criação de uma indústria audiovisual, logicamente requer um conjunto de pré-condições para seu desenvolvimento. O sucesso de um programa dessa natureza é conseqüência do processo permanente do estabelecimento de fatores que proporcionem sua instalação, sua realização e sua rentabilidade. É evidente que o sucesso do programa, desde logo, pressupõe ganhos da divulgação e do fortalecimento cultural capixabas.

A criação de uma Film Comission é passo essencial para o Estado do Espírito Santo atrair produções de cinema, vídeo e TV. A Film Comission Capixaba terá como incumbência a divulgação de informações sobre o Estado, com a vantagem de ter na bagagem vasta e inexplorada história local, uma ambientação que reúne montanha e mar, sítios arquitetônicos conservados e uma cultura peculiar tecida pela formação multirracial do povo espírito-santense.

Também será tarefa da Film Comission Capixaba ocupar-se da articulação da infra-estrutura mínima necessária ao suporte da realização do produto audiovisual, não perdendo de vista, sem dúvida, o gerenciamento de atividades decorrentes de uma previsível experiência bem sucedida, como o turismo.

O Espírito Santo já foi foco de atenção ao lançar o chamado Pólo de Cinema Capixaba. O Pólo foi o responsável pela produção de quatro longas-metragens: Vagas para Moças de Fino Trato (direção de Paulo Thiago), Lamarca (direção de Sérgio Resende), Fica Comigo (Tizuka Yamazaki) e O Amor Está no Ar (direção de Amylton de Almeida). Entretanto, o Pólo nasceu sem a vanguarda e a retaguarda requeridas para que lograsse êxito. Apenas o incentivo e linha de financiamento são insuficientes para a geração de ganhos com o setor audiovisual. Antes, e enquanto, deve-se investir na qualificação, articulando estrutura local; em seguida, mas também durante, deve-se trabalhar no potencial turístico, que deverá ser incrementado pela produção realizada.

Mesmo não andando por rumos consistentes, é inegável que o chamado Pólo de Cinema Capixaba colocou o Espírito Santo um passo à frente. Trata-se, agora, com a formação de uma film comission, de recuperar o investimento e a formação de mão-de-obra local, inserindo-os numa etapa de realização conjugada com criação de Imagem.

A criação da Film Comission Capixaba, direcionada a tratar a produção audiovisual e o turismo numa visão integrada, lança a perspectiva de o Espírito Santo traduzir em realidade sua posição estratégica no cenário regional, com clara ascensão no ranking nacional. Uma Film Comission Capixaba deve ser adaptada, com certeza, a toda a gama de expectativas e janelas que o Espírito Santo vem abrindo para superar o histórico isolamento.

O chamado Pólo de Cinema Capixaba ainda não perdeu inteiramente o terreno que conquistou. Mas para que seu horizonte não termine em janela bloqueada, faz-se urgente a criação da Film Comission Capixaba. Através dela, aí sim, poderemos construir um pólo de cinema e abrir a aprazível diversidade do Espírito Santo ao olhar de novos visitantes.

 

Fonte: Você – Revista da Secretaria de Produção e Difusão Cultural/UFES – ano V – nº 42 – set/1996
Autor: Adilson Vilaça
Compilação: Walter de Aguiar Filho, julho/2015

Variedades

O Instituto Normal, as primeiras jornalistas espírito-santenses

O Instituto Normal, as primeiras jornalistas espírito-santenses

O Instituto Normal Colégio Nossa Senhora da Penha gozava de excelente reputação, tanto pelo conjunto de seus professores, quanto pelo conseqüente brilhantismo de suas alunas

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Sítio da Família Batalha – Por Edward Athayde D’Alcântara

Constituído de uma pequena gleba de terras de um pouco mais de três alqueires e meio (173.400,00 m²), fica localizado às margens do Rio da Costa

Ver Artigo
O Exército Brasileiro em solo Espiritossantense

A nova denominação de 3º Batalhão de Caçadores veio do Decreto nº 13.916, de 11 de dezembro de 1919, permanecendo com a mesma, até 24 de janeiro de 1949 

Ver Artigo
Praia do Ribeiro e Ilha da Baleia – Por Edward Athayde D’Alcântara

A ilha da Baleia no período do Brasil Império e Colônia foi considerada como ponto estratégico para defesa da Capitania

Ver Artigo
Capítulo III - A viagem a Capitania do ES pelo Príncipe Maximiliano de Weid-Neuwied

Maximiliano e sua comitiva partem rumo ao “desconhecido”, em de novembro de 1815

Ver Artigo
Técnicas de Confecção de Panelas de Barro

Todo o vasilhame destinado à queima é cuidadosamente coberto por pedaços de madeira, geralmente leves e bem secos. O fogo é ateado em uma das “cabeceiras da cama” dando início à queima

Ver Artigo