Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Homero Massena - Notícia do Jornal A TRIBUNA (01/08/1938)

Capa de A TRIBUNA de 01/08/1938

Um grande pintor brasileiro e a sua próxima exposição. Notícia do Jornal A Tribuna, 1ª página. Vitória, 1º de agosto de 1938.

Há mais de três meses, encontra-se nesta capital o consagrado pintor brasileiro H. Massena. Poucas são as pessoas que sabem disso, porque o artista, simples e modesto, não sabe fazer cabotinismo. Vive para a sua arte, sonhando e pintando os aspectos mais interessantes da natureza.

Prêmio de viagem à Europa, em Paris, conviveu com os maiores mestres, aperfeiçoando-se. Tendo notícias das nossas belezas naturais, Massena veio ao Espírito Santo em busca de novas paisagens. E pintou quarenta telas que são quarenta maravilhas, todas da terra capixaba.

No próximo sábado, no salão térreo da Bolsa Oficial do Café, vai ser aberta a exposição do talentoso artista, o que constituirá um grande acontecimento.

O que empolga na arte de Massena é a realidade do natural. Não usa de artifícios e “camouflages”, para realçar os quadros. Pinta o que vê, em desenhos felizes e coloridos cheios de vida.

As telas que vimos nos impressionaram bastante. Em todas se nota a mão de um verdadeiro mestre na arte de Pedro Americo.

Aguardemos, pois, a exposição de Massena.

 

Fonte: Catálogo do Museu Atelier Homero Massena
Pesquisa: Walter de Aguiar Filho na Biblioteca Pública Municipal de Vila Velha,2001

 

 

Variedades

Anos de 1575,1576,1577,1578,1580,1582 e 1584 - Por Basílio Daemon

Anos de 1575,1576,1577,1578,1580,1582 e 1584 - Por Basílio Daemon

O padre José de Anchieta, que estava nesta então capitania, e já promovia a fundação de outras casas religiosas, como a de Benevente, Reritiba, em 1569

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Sítio da Família Batalha – Por Edward Athayde D’Alcântara

Constituído de uma pequena gleba de terras de um pouco mais de três alqueires e meio (173.400,00 m²), fica localizado às margens do Rio da Costa

Ver Artigo
O Exército Brasileiro em solo Espiritossantense

A nova denominação de 3º Batalhão de Caçadores veio do Decreto nº 13.916, de 11 de dezembro de 1919, permanecendo com a mesma, até 24 de janeiro de 1949 

Ver Artigo
Praia do Ribeiro e Ilha da Baleia – Por Edward Athayde D’Alcântara

A ilha da Baleia no período do Brasil Império e Colônia foi considerada como ponto estratégico para defesa da Capitania

Ver Artigo
Capítulo III - A viagem a Capitania do ES pelo Príncipe Maximiliano de Weid-Neuwied

Maximiliano e sua comitiva partem rumo ao “desconhecido”, em de novembro de 1815

Ver Artigo
Técnicas de Confecção de Panelas de Barro

Todo o vasilhame destinado à queima é cuidadosamente coberto por pedaços de madeira, geralmente leves e bem secos. O fogo é ateado em uma das “cabeceiras da cama” dando início à queima

Ver Artigo